internação involuntária em SP, clinica apara usuários de drogas

Clínica para reabilitação de usuários de drogas e álcool
Tratamento através de Convênio Médico

Internação involuntária para dependente químico como proceder?

Internação involuntária para dependentes químicos e alcoólatras em SP e ao redor de todo o Brasil você encontra na Bella Clinic.

O uso abusivo de drogas provoca mudanças significativas na personalidade
do usuário, de forma que os familiares ficam receosos em tocar no assunto
devido à incerteza da forma como a pessoa reagirá.

Se você tem algum parente que está vivendo essa situação , perdido no uso
de substâncias químicas ou álcool, provavelmente já se perguntou como
proceder e se a internação involuntária poderia ser a solução. Antes de mais

nada, saiba que é muito comum ter receio de abordar um usuário de drogas,
mesmo que seja um familiar. Veja mais informações de como proceder.

Conversando sobre internação com o dependente químico

Primeiramente , devemos entender que a melhor maneira de tentar ajudar uma
pessoa que sofre com o vício é superando nosso próprio receio em falar
sobre o problema de forma franca com ela, sem pressões ou julgamento,

escolhendo a melhor hora possível Por exemplo, um dia após o uso ele estará
num estado depressivo , portanto mais carente de afeto e calor humano , esse
momento será propicio para tal abordagem. Por outro lado, evite os dias em

que éerceptível que ele está sob o efeito das drogas ou querendo usar, neste
momento ele se encontra mais fechado e agressivo.

Usando de compreensão e empatia, é bem possível que você consiga
convencê-lo da necessidade de aceitar ajuda e começar o caminho para a
recuperação através de um tratamento voluntario. Havendo receptividade à

sua preocupação, pergunte se ela estaria disposta a buscar ajuda profissional;
explique que você não irá julgar e que sua intenção e ajudar. Mas saiba , de
antemão , que pode ser que ela não esteja aberta a discutir essa opção e que

podem entrar na defensiva assim que o assunto for abordado . Acredite , esse
comportamento é normal, pois você está tentando fazer com que ele deixe uma
coisa que tem sido , nesse momento, a fuga para seus problemas e

inabilidades, ou seja você está tirando o que nesse momento lhe dá mais
prazer. Se for esse o caso, esqueça o assunto por ora, não faça ameaças ou
tente passar algum sermão isso piora a situação. Se você já tentou algumas

vezes, mas não teve sucesso, ou se essa pessoa passa a sofrer perigo de vida
ou oferecer perigo aos outros, é hora de conversar com os demais familiares
para considerar uma internação involuntária

.
Antes de tudo, você deve saber mais sobre o assunto. Leia sobre como é o
vício ou dependência, como o vicio progride para uma dependência , e como a
droga age no organismo. Isso ajuda e muito no momento de conversar e

interagir com essa pessoa, e em especial a não se abalar se ela decidir se
voltar contra você. Lembre-se que estar bem informado é a melhor forma de
ajudar quem precisa.

Além disso, entre em contato com profissionais da área para obter conselhos
sobre como lidar com a situação, AQUI TEMOS TERAPÊUTAS E
PISICOLOGOS

Internação involuntária para alcoólatras e dependentes químicos : o que é e quando de deve
recorrer a esse tipo de internação?

Internação involuntária e internação voluntária você encontrará por aqui entre em contato agora mesmo e solicite seu orçamento, encontre a unidade mais próxima de você através da Bella Clinic.

A Lei Federal 10.216/2001, que rege a proteção e os direitos das
pessoas portadoras de transtornos mentais , é a que também regulamenta a
internação de dependentes químicos , quer seja nas formas voluntária ,
involuntária ou compulsória.

A internação involuntária deve ser considerada quando o paciente
apresenta um grau de comprometimento grave com a droga e passa a
apresentar riscos para sua vida e dos seus convivas ou seja , o paciente se

tornou refém da droga , não conseguindo distinguir os danos evidentes que o
uso está provocando física e psicologicamente. Um bom centro de reabilitação
consegue te oferecer todo o suporte necessário nessa fase pré internação.

Quando buscar por ajuda , é muito importante saber como será feita a remoção
do paciente até a clinica de reabilitação (em São Paulo) , se esta conta com
equipes especializadas que fazem a abordagem de forma segura , e se o

encaminham para a unidade de tratamento da forma mais sutil possível.
Queremos dizer com isso , que o mais indicado é que os veículos de traslado
não sejam identificados e que seja feito por meio de funcionários

especializados também não paramentados. Todo o procedimento deve ser
feito com segurança e discrição. O pedido deve ser feito por escrito e avalizado
pelo médico psiquiatra. A citada lei , determina , também ,que a clínica de

recuperação deve , no prazo de 72 horas , comunicar o Ministério Público
sobre a internação com o objetivo de que essa modalidade não seja utilizado
como cárcere privado.

Portanto , havendo autorização da família e de um médico pode-se solicitar a
internação involuntária de um dependente químico ou de álcool.

Importante destacar que , enviar alguém para a internação involuntária não faz
com que suas obrigações acabem ali ; o tratamento se estende aos familiares
ligados diretamente ao paciente, como: pais, esposa, filhos e irmãos. Sendo

assim , saiba que o sucesso do tratamento dependerá do envolvimento
durante todo esse processo .Você pode até ser visto com maus olhos no
início, mas, no final, tudo isso recompensará.

Sobre o tratamento:


Clínica de tratamento de drogados e alcoólicos pelo convênio médico em
SP

  • Desintoxição

Realizada a entrada em uma clínica especializada na recuperação de
dependências química e alcoólica , a primeira fase do tratamento é iniciada
com a desintoxicação do organismo. Medicamentos para a diminuição dos

efeitos da abstinência são ministrados pelo tempo necessário , levando-se em
conta o grau de dependência ,bem como o tipo de substância que era usada.
Convém dizer que esse é o ponto mais delicado do tratamento, pois, se ele

não se envolver com a recuperação, assim que ele sair dali, voltará para o
vício. Após o período de desintoxicação, o centro irá trabalhar no paciente a
vontade própria de permanecer no local.

  • Terapia Individual

A terapia cognitiva comportamental é fundamental no tratamento do
dependente químico ou de álcool . Quando realizada de forma individual , visa
identificar os fatores responsáveis que desencadearam o problema e ensinar o

paciente a lidar de forma consciente com esses “problemas” , levando-o à
conscientização de como essas coisas afetam sua recuperação. Para
determinar o número de sessões necessárias , a equipe médica levará em

conta a gravidade do caso , podendo ser estendidas até o pós internação.

  • Terapia de grupo

O objetivo principal da terapia de grupo é fazer com que os pacientes
aprendam mais sobre si mesmos , trocando experiências com outras pessoas
que estão passando pelo mesmo tipo de problema , sabendo que não estão
sozinhas.

A psicoterapia proporciona ao paciente uma ou mais formas de lidar com as
adversidades do cotidiano , com o sofrimento seja ele de qual ordem for ,
traumas , conflitos pessoais e interpessoais e demais problemas emocionais.

Em uma terapia de grupo o paciente não está sendo julgado, por isso , entre
os vários benefícios , o dependente sente que está em um ambiente acolhedor
no qual ele não precisa ter vergonha de expor (e assumir) sua atual

condição.Ele consegue se identificar e fazer conexão com outros membros do
grupo e sentir que está sendo ouvido e compreendido.Em um ambiente onde
todos interagem e criam vínculos ocorre uma troca de conhecimentos

,histórias e de sentimentos. Esse tipo de troca é extremamente valiosa ;
conhecendo um pouco sobre as experiências do outro faz com que se possa
refletir mais sobre a própria vivência , atitudes e hábitos.

A solidariedade é capaz de promover mudanças significativas na forma de agir
e pensar.

  • Acompanhamento pós internação

Para que seja possível que uma pessoa , recém saída de um tratamento de
dependência química ou alcoólica , possa permanecer sem risco de recaída é
necessário que continue o acompanhamento médico e terapêutico após o

período de internação.Veja a opinião da Dra Ana Cristina Fraia , psicóloga:

“ É importante que o dependente químico saiba que deverá estar sempre
vigilante , e que a expressão ‘ só por hoje’ deverá ser levada muito a
sério”

  • Apoio familiar

Muitos são os fatores que contribuem para o desenvolvimento da dependência
química ou de álcool , no entanto a organização familiar muitas vezes tem
posição de relevância no prognóstico do quadro da doença. Sendo assim , a

abordagem e o envolvimento familiar são tidos como parte indispensável no
tratamento para que os resultados possam ser favoráveis. A abordagem mais
especializada envolve a psicoterapia familiar como referencial.Nesta

modalidade , a família e o dependente químico passam por sessões com
psicólogos buscando tratar as diferenças de opiniões e outros problemas.Tais
sessões devem ocorrer durante e depois do período de internação como forma

de preparar os familiares sobre a seriedade da adicção e como lidar com a
volta para casa do paciente e ,mais importante ainda , prevenir uma possível
recaída .
.

Clínica de Tratamento da dependência química e
do álcool em São Paulo

Nossa Clínica é conveniada com os melhores planos de saúde
disponíveis no mercado. O tratamento multidisciplinar
oferecido por nôs , envolve médicos psiquiatras , psicólogos ,
nutricionista e demais profissionais treinados para o cuidado
do paciente 24 horas.
Entre em contato conosco, podemos e queremos te ajudar.

Tratamentos para dependentes químicos e alcoólatras em SP

  • Centro de reabilitação de usuários de álcool
  • Centro de reabilitação de drogas
  • Clínica para recuperação para dependentes alcoólicos
  • Internação involuntária, como proceder
  • Internação involuntária para dependentes químicos

Trabalhamos com os seguintes Convênios
Médicos:

  • Bradesco
  • Sulamérica
  • Amil
  • Unimed Central Nacional
  • Unimed RJ
  • Porto Seguro