Clinica de recuperação em SP

Tratamento para dependentes químicos e alcoólatras em São Paulo

Fotos:

Dependência química – Drogas e Saúde – InfoEscola

Mitos e verdades sobre clinicas de recuperação em SP e em todo o Brasil:

Apenas os pacientes que se tratam por muito tempo conseguem a recuperação

Este é outro grande mito sobre as clínicas de recuperação para dependentes químicos,

porém é muito comum as pessoas dizerem que para que um dependente seja completamente curado ele deve passar longo período internado e se tratando.

Claro que sempre existe um período estimado para que o tratamento seja feito com sucesso,

este período varia de 90 a 180 dias, mas isso não quer dizer que alguém que passa 90 dias internado não será curado e o de 180 dias será.

A questão do período diz mais sobre como o paciente está reagindo evoluindo ao tratamento e qual é a sua real necessidade.

Existem indivíduos que estão em um estágio que não é muito grave conseguem se recuperar e voltar

a sua rotina normal após 90 dias de tratamento na clínica de reabilitação.

Tratamento Alcoolismo (bellaclinic.com.br)

Existem outras pessoas que estão em estado muito mais grave e que necessitam passar por um longo período

dentro dessas unidades, pessoas mais graves possuem maiores dificuldades a aderirem e a se acostumarem ao tratamento, por isso pode levar um tempo maior.

Portanto não se deve confundir tempo com eficácia, isso depende de cada caso.

O paciente sai totalmente curado depois do fim do tratamento

Dependência química é uma doença muito séria que precisa de muitos cuidados e o monitoramento

diário para evitar recaídas, esse monitoramento deve ser feito por familiares, amigos ou entes queridos.

Clinica de recuperação em SP

As clínicas de recuperação que oferecem uma cura total ao adicto depois da internação, na verdade estão

apenas vendendo algo que as famílias mais desejam, porém a realidade não é como parece.

Fazendo com que o paciente e os seus familiares acreditem nesta cura milagrosa, eles acabam ficando mais tranquilos

e acabam aderindo ao plano sem saber a eficácia dele.

É preciso sempre fazer um monitoramento pós-tratamento, seja ele feito por um profissional da saúde, familiar ou amigo,

recaídas são mais comuns do que imaginamos, e se elas ocorrerem realmente é preciso voltar a interná-lo.

Portanto nunca acredite em clínicas de recuperação para dependentes químicos que ofereçam a cura efetiva do vício, seja mais realista e entenda como as coisas funcionam realmente.