clinica de recuperação em SP

Clínica de reabilitação que aceita plano de saúde

Veja ainda:
Clínicas de reabilitação em São Paulo – Clinica de recuperação em SP Tratamento para dependentes químicos e alcoólatras em quase todo o Brasil, as melhores clínicas de reabilitação estão aqui! (bellaclinic.com.br)

Clínicas de reabilitação que aceitam convênio médico

O vício em drogas ou em bebidas alcoólicas é sobretudo um problema muito sério que muitas pessoas ao redor do mundo e no Brasil enfrentam.

Muitas pessoas, de fato, não sabem como lidar com essa situação e ficam desesperadas.

Nas clínicas de reabilitação para dependentes químicos em SP, todavia, os pacientes são acolhidos de forma carinhosa, amorosa e com todo

o suporte necessário para que ele se recupere durante o tratamento.

Existe, sobretudo, toda uma equipe por trás que faz com que o tratamento seja eficaz e benéfico ao viciado, ele se sentirá bem

e acolhido mesmo que por um instante resista à internação.

Por esses e outros motivos, é, portanto, muito importante uma clínica de reabilitação para dependentes químicos em SP ou em qualquer lugar do Brasil aceitar convênios médicos.

E é dever dos convênios médicos arcar com as despesas desse tipo de serviço.

internação para dependentes químicos em clinica de recuperação em São Paulo
Tratamento em clinica de recuperação em São Paulo que aceita plano de saúde

O principal objetivo no entanto, desse serviço vincular é levar paciente uma estrutura completa

onde todavia para que ele possa se tornar forte o suficiente para lutar contra as drogas. Muitas famílias não conseguem arcar sozinhas

com o custo de uma clínica de reabilitação em São Paulo ou em qualquer lugar do Brasil e, portanto o apoio necessário deve ser feito por intermédio de um plano de saúde.

Em uma clinica de recuperação em São Paulo, sobretudo os pacientes encontram métodos específicos para tratar a dependência química,

que é sobretudo uma patologia reconhecida e muito perigosa.

A dependência química é uma doença fatal para muitas pessoas, quanto antes procurar ajuda, melhor é, essas substâncias químicas

tem sobretudo uma capacidade enorme em destruir a vida completa da pessoa.

Os principais tratamentos oferecidos dentro de uma clínica de reabilitação em SP são: terapia comportamental cognitiva, terapia de grupo, reuniões, palestras, desintoxicação

do organismo por um médico através da administração de medicamentos, consultas nutricionais, exames físicos e atividades recreativas e físicas no geral.

Entenda como um plano de saúde pode cobrir as despesas de uma internação em uma clínica de reabilitação em SP

Leia também:

Método (bellaclinic.com.br)

Algumas obrigações são necessárias na hora de solicitar a internação por meio de um convênio médico, vamos citar estas obrigações abaixo, leia atentamente:

É necessário que haja uma solicitação do médico para dar entrada ao processo de internação, esta mesma solicitação deve

conter o CID, que é a Classificação Internacional de Doenças, da patologia na qual o paciente está sofrendo;

A patologia deve ser coberta pelo plano de saúde, mesmo que ela não esteja classificada na lista da OMS (Organização Mundial de Saúde)

e na Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde;

O portador do tipo de cobertura do convênio médico deve ser hospitalar;

Se você se enquadra em todos os aspectos acima, de saúde deve obrigatoriamente aceitar a internação em uma clínica.

Muitas operadoras acabam não aceitando a cobertura de um tratamento numa clínica, eles alegam que o vício em álcool ou em drogas

é uma doença preexistente. Ou seja, o paciente sabe que possui esta doença na hora de assinar o contrato.

Clínica de reabilitação que aceita plano de saúde – clinica de recuperação em São Paulo

clinica de recuperação em São Paulo - clinica de recuperação que aceita plano de saude
Clinica de recuperação em São Paulo = SP

Mas é importante saber que o plano de saúde não pode alegar que você não esteja com uma doença se ele não solicitou toda a pilha de exames necessários para comprovar.

Quanto tempo um paciente fica internado em uma clínica que é coberta por plano?

Este período varia muito de caso para caso, existem pacientes que ficam pouco tempo na clínica, e outros que passam um período grande em tratamento.

As operadoras não tenham poder de definir qual é o tempo ideal para internar, quem decide isso é a equipe multidisciplinar de uma clínica de reabilitação.

A operadora, portanto, dependendo da gravidade não pode limitar o tratamento por períodos curtos de tempo.

pois ele pode levar algum tempo para se recuperar por completo, estabelecer um tempo pré-determinado soa como abusivo.

O plano de saúde é, portanto obrigado a cobrir todas as despesas,

CLÍNICA PARA DEPENDENTES QUÍMICOS EM SP (bellaclinic.com.br)

não podendo parar de pagar apenas porque o médico prolongou o período de internação.

Se o plano de saúde sobretudo não tiver na sua rede credenciada clínicas de reabilitação para dependentes químicos,

O Poder Judiciário, portanto, pode intervir solicitando a obrigatoriedade de cobertura em unidades particulares.

Se o plano de saúde se recusar mais uma vez aceitar, é hora de acionar Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

E se ainda assim houver problemas, o paciente ou sua família tem o direito de entrar na justiça.

Entenda agora quais são os tipos de internação dentro de uma clínica de reabilitação para dependentes químicos

Nos dias de hoje, estima-se que 20,7% das pessoas que consomem drogas, são usuários de crack, essa é uma droga muito perigosa e uma das que mais mata, é a principal porta de entrada para o vício no país.

Também no Brasil e no mundo existe um número enorme de pessoas viciadas em bebidas alcoólicas, são os chamados alcoólatras.

Clinica de reabilitação em SP

tratamento em internação voluntária em SP clinica de recuperação que aceita convênio médico
Internação involuntária em SP

É uma preocupação não apenas dos familiares, também dos governantes e da sociedade como um todo.

Quando um estado não reconhece que a dependência química é um problema sério, ele peca muito no combate a

esse tipo de doença, os altos índices de viciados, aumentam os problemas sociais no geral, como a violência, a desigualdade social, a fome e o abandono.

Quando um indivíduo que é viciado não reconhece que necessita de ajuda, sua família pode solicitar uma internação

involuntária, ou as autoridades podem solicitar a compulsória. A lei número 10.216/2001 regulamenta a internação sem aceitação do paciente para o bem de todos.

Vamos detalhar os três tipos de internação

Internação involuntária – Clínica de reabilitação que aceita plano de saúde

Como o próprio nome já sugere, internação na qual o dependente químico não aceita que precisa de ajuda,

a sua família ou responsável legal é quem tem o poder para solicitar o tratamento.

Deve ser feito um pedido por escrito, onde um responsável médico, mais precisamente o psiquiatra,

após comprovar e atestar a doença, solicita junto ao Ministério Público por meio de uma carta a internação, dentro de um prazo de 72 horas.

Avisar o Ministério Público é muito importante para evitar acusações errôneas que podem fazer o processo ser

interpretado da maneira errada.

Internação voluntária – Clínica de reabilitação que aceita plano de saúde

Este tipo de internação é o ideal, o paciente reconhece que está sofrendo com a dependência química, e procura ajuda se internando por conta própria.

Neste caso os pacientes devem assinar um termo de autorização.

O processo de alta ocorre da mesma maneira, ele pode solicitar o fim do seu tratamento por escrito.

Comunicar ao médico responsável que também fará uma solicitação por escrito. A internação voluntária é mais comum em pacientes alcoólatras, onde a capacidade de reconhecimento da realidade ainda não

foi tão afetada e o vício encontra-se em estágio inicial, drogas mais pesadas tendem a dificultar a compreensão do paciente.

Internação compulsória

Veja ainda:

Alcoolismo – consumo excessivo de álcool – InfoEscola

É sem dúvida nenhuma a mais difícil de todas, neste tipo de internação não ao consentimento do paciente

ou dos seus familiares, a justiça é quem solicita a internação imediata, por entender que o paciente apresenta riscos à sociedade, aos seus familiares e a si próprio.

O pedido formal deve ser feito por escrito, também é necessário a comprovação de um médico através de um laudo ficando que o paciente não consegue mais dominar suas ações em sociedade e apresenta problemas psicológicos e físicos.

Após esse atestado ser feito, o juiz é quem pode analisá-lo, checar as credenciais de uma unidade de reabilitação, e dar o veredito final. A saída assim como a entrada deve ser feita através de laudo médico.

Sem dúvida são todas as internações dolorosas para os pacientes e para os seus familiares, nenhuma família quer passar por isso, portanto é imprescindível começar o tratamento antes que seja tarde demais.

Você pode saber mais sobre clínica de reabilitação para dependentes químicos em São Paulo por meio do nosso site.

Aqui você pode encontrar diversas Clínicas, com as mais variadas características e os mais diversos métodos utilizados para tratar o paciente.

Nunca se esqueça de analisar as credenciais da unidade de reabilitação escolhida através do convênio médico, procure conhecer sua estrutura, suas instalações e os tratamentos oferecidos.

Pesquise mais sobre as credenciais dos médicos que farão parte do tratamento, converse com antigos pacientes para que estes possam relatar suas experiências dentro da unidade.