Tratamento para dependentes químicos no Rio de Janeiro RJ

TRATAMENTO PARA DEPENDENTES QUÍMICOS NO RIO DE JANEIRO

A Dependência química é uma doença progressiva, incurável e pode ser fatal, infelizmente, essa doença assola milhões de famílias ao redor do mundo

O consumo abusivo de álcool e drogas pode desencadear a dependência química, essa é uma doença que atinge o indivíduo em diversas áreas de sua vida.

O tratamento para dependentes químicos no Rio de Janeiro e em todo o Brasil, deve ser amplo e abrangente.

É preciso considerar alguns fatores imprescindíveis na hora de escolher um completo tratamento para dependentes químicos no Rio de Janeiro ou em qualquer lugar.

Considerando que essa doença ataca o indivíduo nos aspectos físicos, emocionais e psicológicos, o tratamento deve ser completo e contemplar cada área dessas.

As consequências dessa doença podem ser as mais drásticas possíveis e devastar a vida dos familiares e dos dependentes, de um modo geral.

Isso acontece porque os dependentes químicos deixam de ter vida social, se isolam da sociedade, deixam de fazer qualquer coisa que dê prazer.

Toda a energia e motivação é voltada para o consumo da substância, nada além disso parece dar prazer à vida deles.

Os valores são invertidos, e eles são capazes de qualquer manipulação, atitude ou comportamento para ter a substância.

O comportamento pode mudar muito, transformando o indivíduo em alguém irreconhecível, com atitudes inadequadas e comportamentos terríveis.

Para conhecer melhor sobre as formas de tratamento continue acompanhando esse post!

COMO IDENTIFICAR UM DEPENDENTE QUÍMICO

Há uma série de pessoas que consegue dosar o consumo de drogas por um período, que usa pela vida toda de maneira moderada.

Os riscos são inerentes, e é impossível saber se a pessoa é ou não dependente antes de usar, para evitar.

O ideal é não ingressar nesse mundo, é muito arriscado e os prejuízos podem ser irreparáveis.

Mas como identificar se o indivíduo que consome álcool e drogas é realmente um dependente químico?

Simples! Toda vez que alguém tiver dificuldades em realizar suas atividades de rotina, apresentar risco a ele e aos outros, já identificamos que não é saudável.

Outro ponto, é a mudança de comportamento inerente, não esporádico, mas corriqueiramente.

Por exemplo, você tem um familiar ou amigo que você sabe que usa drogas ou álcool, no entanto, nos últimos dias esse amigo tem apresentado comportamentos duvidosos

Como por exemplo, deixa de cumprir com as suas obrigações, não considera mais importante coisas e eventos dos quais ele não poderá consumir drogas.

Evita as pessoas que não facilitam o consumo, passa a ser agressivo, fica irritado com facilidade, não escuta mais, foge de conversas e embates.

Deixa de produzir como produzia antes, não honra seus compromissos familiares, no emprego não rende o esperado, abandona estudos ou tem baixo rendimento.

Não consegue ter rotina, passa a sair todos os dias, não tem mais os mesmos amigos, muda o ciclo, ou, se isola totalmente.

Passa a frequentar lugares esquisitos, ou não frequenta mais os lugares que frequentava antes.

Vive em uma estabilidade emocional que varia entre a depressão e a euforia, se esforça até para mudar essa rotina, mas é em vão.

Essas são características muito comuns em dependentes químicos, isso acontece porque eles simplesmente não têm mais prazer em nada que não seja o consumo de drogas.

Por isso, evitam tudo que não seja o uso, que não os leve ao uso, que não os facilite o uso, todo o resto se torna banal e irrelevante.

Essas pessoas estão dominadas, escravizadas pela doença, e muitas vezes não conseguem enxergar.

Essa doença é traiçoeira, e diferente do que o que muitas pessoas pensam, raramente um dependente químico vai conseguir se libertar disso sozinho.

A força de vontade é realmente muito importante nesse processo de mudança de vida, e é, obviamente importante que o paciente tenha a consciência dessas perdas e danos

Causadas pela dependência química, todo o mal que assola, todas as armadilhas, e o quanto é prejudicial

No entanto, a maioria das pessoas precisam de recursos que as ajudem a recomeçar de maneira gradativa.

Vamos entender melhor onde essa doença atinge e quais os malefícios de cada etapa prejudicada, para depois entender em que consiste o tratamento.

DEPENDÊNCIA FÍSICA

Tratamento do crack em clínica de reabilitação / recuperação SP – São Paulo


Como já mencionamos, a dependência química atinge o indivíduo em vários aspectos.

Aspectos físicos, emocionais, sociais, comportamentais, psicológicos.

A dependência física, acontece quando a ausência de determinada substância causa um desequilíbrio corporal.

A dependência física por uma substância psicoativa corresponde à necessidade de se utilizar novamente, cada vez mais, de uma substância.

O organismo se adaptou ao consumo daquela substância, administra de forma crônica, e quando falta, tende a responder de forma que o dependente sofre muito quando ela não está presente.

O Corpo anseia pelo consumo da substância, dando sinais que geralmente podem levar o indivíduo ao consumo novamente.

O consumo de drogas se caracterizam particularmente pela dependência física.

A dependência física é caracterizada por dois fatores: quando o indivíduo desenvolve tolerância, ou seja, necessita consumir quantidades cada vez maiores,

Isso se deve pois são necessárias maiores dosagens para alcançar o mesmo grau de alteração de consciência.

Além disso, a dependência física causa abstinência, quando da retirada completa ou redução da dose utilizada.

A abstinência pode começar poucas horas depois da interrupção do consumo, dependendo é claro da periodicidade de consumo de cada um.

Muitos são os sintomas da abstinência, podemos considerar alguns, como por exemplo

A insônia, apresentação de tremores (muito comuns na abstinência do álcool), ansiedade, desfloria

Náusea que podem ou não vir acompanhadas de vômitos, inquietação, alto nível de irritabilidade, agitação

Aumento considerável da sudorese, além de aumento da frequência cardíaca

Outros sinais de hiperatividade do sistema nervoso autônomo também podem ser observadas.

Além disso, pode apresentar convulsões, as convulsões podem ocorrer entre 12 a 48 horas, para os casos de maior gravidade.

Também é possível que o paciente apresente os sintomas de delirium tremens, que podem surgir entre 48 e 96 horas de abstinência.

A duração desses sintomas poderá variar de acordo com o metabolismo de cada dependente químico.

Outro fator que poderá variar será o nível de dependência em que o mesmo se encontra.

Listamos abaixo alguns dos sintomas da dependência física que os pacientes podem apresentar, confira:

  • ANSIEDADE
  • DEPRESSÃO
  • RACIOCÍNIO LENTO
  • FALTA DE CONCENTRAÇÃO
  • FALTA DE CLAREZA
  • NERVOSISMO
  • IRRITABILIDADE
  • OSCILAÇÃO DE HUMOR
  • CANSAÇO OU FADIGA
  • PELE VISCOSA
  • PELE OLEOSA E SURGIMENTO DE ESPINHAS
  • ANOREXIA OU OUTROS DISTURBIOS ALIMENTARES
  • INSÔNIA
  • MAL ESTAR
  • CONFUSÃO MENTAL
  • CONVULSÃO
  • FEBRE
  • HIPO OU HIPERTENSÃO
  • ATAQUES DE PÂNICO
  • ALUCINAÇÕES

As síndromes de abstinência podem ser mediadas por diferentes mecanismos.

O mal-estar apresentado na abstinência pode ser mais grave dependendo da composição da droga

SINTOMAS DA ABSTINÊNCIA DE CADA DROGA:

COCAÍNA

A síndrome de abstinência dessa droga é apresentada em três fases: primeiro vem a “fissura” – dependência emocional – falaremos disso daqui a pouco

Depois, a pessoa passa por um estado de sonolência, desânimo e tristeza, também são aspectos emocionais.

Por último, aparecem os sintomas de depressão, que podem vir como angústia e irritabilidade.

Fisicamente, a ausência da substância pode aumentar a sudorese, além e apresentar dores no estômago, enjoos e diarreias.

CRACK

Também derivada da pasta de coca, essa é uma substância que apresenta a versão fumável e mais barata da cocaína

Causa sintomas de abstinência bastante parecidos com os da sua versão em pó, emocional e psicologicamente.

A principal diferença entre as duas substâncias é que o crack pode viciar ainda mais rápido que a cocaína, arrastando o dependente para o buraco em apenas duas, no máximo três doses.

ÁLCOOL

Essa é a substância campeã em devastação, destruição e dependência. Talvez pelo seu consumo ser liberado.

A dependência vem depois de um consumo constante por alguns anos, isso não é uma regra, há pessoas que se tornam dependentes com poucas doses.

Assim como a devastação, essa droga tem síndrome de abstinência com efeitos brutais.

O dependente pode apresentar tremores, além de aumento da pressão, uma agitação e inconstância,

Perde a clareza para avaliar as coisas, além de apresentar quadros de delírios e alucinações, em pacientes com grau de dependência elevado.


MACONHA

A síndrome de abstinência da maconha é um pouco mais leve, quando comparamos com as outras drogas, no entanto pode incluir também sintomas mais graves.

Os principais sintomas da abstinência da maconha são a ansiedade, a perda da capacidade de concentração.

Mas também pode apresentar insônia e mau humor, alguns médicos acreditam que a maconha pode viciar depois de dois meses de uso constante.

DEPENDÊNCIA EMOCIONAL

A dependência emocional por incrível que pareça é a parte mais difícil de ser tratada, e você vai entender o porquê.

A dependência física pode ser sanada com no máximo 02 meses após a abstinência, já as dependências emocionais e psicológicas são eternas, no entanto podem ser tratadas.

A dependência química emocional e psicológica acontecem porque determinadas substâncias podem acionar o sistema de recompensa do cérebro

Esse sistema de recompensa com o tempo vai se interessando somente por determinada sensação de prazer que pode ser provocada pela droga.

As drogas acionam o sistema de recompensa do cérebro, isso é um fato, essa é uma área encarregada de receber estímulos de prazer

Recebe esses estímulos e transmiti toda essa sensação para o corpo todo, de um modo geral.

Isso vale não somente para as drogas, mas também para todos os tipos de prazer, sejam eles

Uma temperatura agradável, uma emoção gratificante, uma alimentação prazerosa, sexo, entre outras sensações.

Isso é importante e desempenha uma função essencial para a preservação da espécie.

Falando de evolução, o homem criou essa área de recompensa, e é nela que as drogas interferem diretamente.

Através de um tipo de curto circuito, as drogas provocam uma ilusão química de prazer que pode induzir a pessoa a repetir esse consumo compulsivamente.

Com essa repetição do uso, o que acontece é que se perdem o significado todas as fontes naturais de prazer.

E nesse momento, só interessa aquele imediato prazer proporcionado pela droga, mesmo que essa sensação comprometa e ameace a vida do dependente químico.

MECANISMOS GERAIS DA DEPENDÊNCIA

Apesar de cada pessoa possuir um mecanismo de ação e efeitos diferentes, a proposta final é a mesma, não importa se tenha vindo de qual substância.

Por isso, é importante saber que só produzem dependência as drogas que de algum modo atuam nessa área cerebral responsável por essa sensação.

Vários são os motivos que podem levar à dependência química, de alguma forma, as drogas pervertem o sistema de recompensa do cérebro.

A pessoa passa a dar a essas substâncias uma preferência quase absoluta, mesmo que isso possa atrapalhar todo o resto em sua vida.

Para quem está de fora da situação fica quase impossível entender o porquê o dependente químico de cocaína ou de crack, mesmo com a saúde toda deteriorada, não abandona o consumo da droga.

Esse comportamento reflete nitidamente o que é essa disfunção do cérebro.

A atenção do dependente químico fica voltada exclusivamente para o prazer imediato proporcionado pelo consumo dessa droga.

E isso faz com que todas as outras fontes de prazer percam todo o significado.

Especialistas comprovam que o sistema de prazer é muito primitivo.

É importante para toda a espécie, tanto para as abelhas como para os seres humanos também.

A droga pode produzir um efeito tão intenso justamente porque age nesses mecanismos biológicos, que são bastante primitivos.

Esses mecanismos arcaicos produzem uma armadilha poderosíssima e provocam estímulos fortes que podem mexer com milhares de anos de evolução.

O mais difícil nesse caminho é que estamos cada vez mais valorizando esse tipo de mecanismo.

A droga é um fenômeno psicossocial muito amplo, mas no princípio emocional atinge diretamente esse principio biológico.

A grande maioria das pessoas pode por exemplo beber com moderação, mas algumas fazem uso abusivo do álcool.

Há ainda quem fume maconha ou use cocaína esporadicamente, com moderação, mas existem as pessoas que fumam crack o dia inteiro.

O que explica essa diferença é a tendência ao uso crônico e no histórico de cada pessoa.

Tempo de uso, como a pessoa interpreta os sintomas da abstinência, resistência a situações adversas, os gatilhos que fazem com que o uso seja repetido.

Não é só a busca do prazer, mas por exemplo, a tentativa de evitar o desprazer que a ausência da droga produz, a fuga de situações adversas.

A dependência é fruto, do mecanismo psicológico que a imediatamente conduz o indivíduo a buscar o prazer e evitar o desprazer, fugir de problemas.

Além disso, é fruto também de alterações cerebrais que a droga provoca.

Essa interação entre os aspectos psicológicos e efeito farmacológico das drogas vai determinar o perfil dos sintomas de abstinência de cada indivíduo.

Por exemplo, a compulsão é menor naqueles que toleram a abstinência por mais tempo, e pode ser muito maior naquelas pessoas em que a inquietação é intensa diante do menor sinal da síndrome de abstinência.

Em outras palavras, a dependência química pressupõe o mecanismo psicológico de buscar a droga, além disso, há a necessidade biológica que se criou no organismo.

Disso resulta a diversidade de comportamentos dos dependentes químicos e a complexidade do tratamento.


TRATAMENTO PARA DEPENDENTES QUÍMICOS NO RJ

Mas afinal, sabendo da complexidade inerente a doença da dependência química, quais são os tratamentos disponíveis no mercado?

O que pode ajudar o dependente químico a se libertar desses males, e como cada técnica pode auxiliar esse processo?

Sabendo que o período de abstinência física devido a dependência química é curto e pode provocar sintomas terríveis e

Que a dependência emocional tem a ver com o prazer reconhecido pelo cérebro através de um sistema de recompensas que pode ser ativado a qualquer momento

E que alem disso, fatores psicológicos, familiares, traumas interiorizados podem ser gatilhos para fazer do uso uma fuga

Alem dos aspectos que a droga traz de negação ao consumo, e de deturbação social, afastamento e marginalização, concluímos que o tratamento deve ser muito complexo.

O tratamento para dependentes químicos no RJ e em todo o lugar do mundo deverá reunir uma série de alternativas terapêuticas para alcançar um resultado sólido.

Não só tratando a área física, ou a área psicológica emocional o paciente terá os resultados esperados.

Por isso, é preciso uma série de atividades, de profissionais, uma força tarefa para poder restituir o que foi perdido e firmar uma nova vida.

Para isso, o tratamento para dependentes químicos no RJ conta com opções como clinicas de reabilitação, moradias terapêuticas, tratamentos ambulatoriais

Alem de acompanhamento terapêutico, desenvolvimento de espiritualidade e outros recursos que podem garantir que os pacientes tenham novos prazeres.

Para os pacientes que já tentaram de diversas maneiras se manterem limpos sozinhos e não conseguiram, o mais indicado é o tratamento através de uma clínica de reabilitação.

Isso porque, nos ambientes das clinicas os pacientes estarão amparados por uma equipe nos momentos de maior dificuldade da abstinência física, por exemplo.

Nos momentos de crise da abstinência emocional, eles terão os recursos necessários para tratar cada área.

Conta com uma estrutura completa, e que permite que o paciente tenha o principal:

AUTOCONHECIMENTO.

A partir do momento que nos conhecemos de fato, internalizamos o que entendemos sobre nós.

Reconhecemos nossas fraquezas, o porquê determinada sensação me deixa triste ou deprimido, ou irritado.

As causas raízes de cada dor, para poder entender melhor sobre nós mesmos, em muitas vezes, essas dores tem ligação direta com o uso de drogas.

Os chamados gatilhos, o que nos faz sair para fazer o que não queremos, o que nos distancia e o que nos aproxima.

Essa autoanálise raramente será possível quando estamos em nossas rotinas, o cotidiano somado a fissura e o consumo desmedido

Nos impedem de enxergar as nossas perdas e danos e analisar nossas vidas de uma maneira geral.

Por isso, uma clínica de reabilitação pode ser uma alternativa viável para que possamos entender mais sobre nós mesmos e sobre essa doença.

Os pacientes que já passaram por esse procedimento tendem a aceitar o tratamento e reconhecer a eficácia desse aprendizado.

TRATAMENTO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA NO RIO DE JANEIRO

Conforme falamos, o tratamento da dependência química no Rio de Janeiro pode ser de diversas maneiras, sendo a mais comum e eficaz a internação.

No entanto, a internação não é indicada para todas as pessoas.

TRATAMENTO AMBULATORIAL PARA DEPENDENTES QUÍMICOS

Por exemplo, uma pessoa que não pode se afastar de suas atividades por um período muito longo, pode optar por um tratamento ambulatorial.

Esse tratamento pode ser oferecido pelas prefeituras e governos do estado mas não é indicado para todas as pessoas.

Se você se enquadra nos dependentes químicos que não conseguem ficar limpos sozinhos

Que vive em um ambiente que te facilita o consumo de drogas, você não está enquadrado nessa categoria e essa modalidade de tratamento não serve para você.

No entanto, se você considera que seu ambiente não facilita o consumo, que você não tem dificuldade com isso, e que pode sim encarar um tratamento

Que atenda 2 a 3 vezes na semana, o tratamento ambulatorial pode ser uma opção.

Ele funciona da seguinte maneira, os pacientes passam por consultas periódicas com terapeutas holísticos, psicólogos e psiquiatras.

São introduzidos medicamentos, conforme a necessidade de cada um, mas nessa modalidade o paciente não passa por uma internação.

Ele passa por consulta e segue suas atividades normalmente, vai trabalhar, volta para casa.

MORADIA ASSISTIDA PARA ALCOÓLATRAS E DEPENDENTES QUÍMICOS

A moradia assistida é uma modalidade de tratamento indicada aos pacientes que já concluíram sua internação em uma clínica de reabilitação

E mesmo assim, não se sentem seguros para voltar às suas casas, para as suas atividades normais.

Funciona como um lar, com pessoas que passam pelo mesmo problema, geralmente há um terapeuta mediando as reuniões diariamente.

Esse estimulo pode ser importante para que um ajude ao outro e todos se mantenham limpos.

A doença é muito traiçoeira, portanto é preciso ter cuidado, que por mais que pareça que está tudo bem, pode ser muito prejudicial a qualquer vacilo.

A única regra para manter os pacientes em uma moradia assistida, é se manter limpo.

ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO

Outra forma de tratamento da dependência química no Rio de Janeiro é através do acompanhamento terapêutico.

Funciona da seguinte maneira, o paciente continua com suas atividades normalmente, mas ele conta com um terapeuta lhe acompanhando 24 horas por dia.

Esse terapeuta passa a viver na mesma casa que o paciente, e essa ajuda pode ser fundamental para que o paciente tenha sempre uma pessoa ao lado para ajuda-lo.

TRATAMENTOS ALTERNATIVOS

Há ainda as pessoas que buscam por alternativas que não sejam nem uma internação em uma clínica de recuperação.

Nem uma moradia terapêutica, tratamento ambulatorial e acompanhamento terapêutico.

Há por exemplo, tratamentos que prometem restaurar a memória e o sistema de recompensas cerebral

Como por exemplo, a Ibogaína.

A Ibogaína é uma raiz de origem africana, seu tratamento não é comprovado pela ciência como eficaz.

No entanto, há muitas pessoas que passaram pelo processo e entendem como muito eficaz.

A ibogaína permite aos dependentes químicos uma espécie de interropção na vontade de usar drogas,

Ela trabalha atuando no cérebro, e possibilitando uma espécie de nascer de novo no indivíduo, eliminando além da depressão dos pacientes os traumas emocionais, a ansiedade, a hiperatividade.

Além de contribuir com a eliminação da dependência emocional, fazendo uma espécie de apagão na memória.

Apagando as lembranças do prazer apresentado por fármacos, dependência química (crack, cocaína, maconha, álcool).

A taxa de eficácia média do tratamento com Ibogaína exclusivamente no tratamento da dependência química é de aproximadamente 80%,

Apesar de ser uma taxa muito alta, cada paciente deve se comprometer em realizar os 20% restantes, se mantendo distante de lugares e pessoas, entendendo os gatilhos.

Para a plena eficácia, existem três regras que são consideradas básicas para os dependentes químicos que queiram se manter limpos, são elas:

Evitar pessoas que contribuíam para o consumo, facilitadores, pessoas que facilitavam hábitos adquiridos na dependência química.

Além de evitar os chamados lugares de risco que podem ser bares, baladas, ambientes em que o paciente costumava usar drogas.

A taxa de eficácia é muito positiva, quando comparada aos tratamentos convencionais que entregam uma taxa de eficácia de em média 5% de recuperados.

O fato é que a ibogaína é atualmente, um tratamento nada novo mas pouco explorado, e é de longe, o tratamento mais eficaz contra a dependência química, garantindo excelentes resultados que podem ser vistos em média de 7 a 30 dias.

O tratamento tem sua base no extrato da raiz Tabernanthe iboga, que é africana, nativa do Gabão.

Estudiosos indicam e comprovaram que a ibogaína estimula uma grande quantidade de produção do hormônio GDNF que como consequência estimula a criação de conexões neuronais.

Permitindo desse modo, a reparação de áreas do cérebro que são associadas ao sistema de recompensa e a dependência química.

Ela facilita a produção de neurotransmissores como serotonina e dopamina.

Para a execução do tratamento, não é necessária uma internação prolongada, o tempo de permanência para tratamento e avaliação pode variar entre 7 a 30 dias.

Esse período requer o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar composta por médicos, psicólogos, psicanalista clínico, enfermeiros e terapeutas.

Essa equipe será responsável por prover a ibogaína e os devidos cuidados respeitando a cada paciente.

A ibogaína é geralmente confundida com uma droga alucinógena, o que não é verdade, pois ela é onirofrênica, (Naranjo, 1974; Goutarel, Gollnhofer, and Sillans 1993), ou, melhor dizendo, ela é, remogênica.

Isso significa que ela estimula a mente de uma maneira que possibilita fazer com que o cérebro sonhe, (o famoso sono REM), mesmo com a pessoa consciente – acordada.

Ocorre um estado do que chamamos de “sonhar acordado”, sem nenhuma perda de consciência, ou mudança na percepção do meio ambiente, e sem ilusões.

CLINICA DE RECUPERAÇÃO DE VICIADOS NO RIO DE JANEIRO

Há ainda o tratamento mais convencional dentre as modalidades de tratamento para dependentes químicos, que são as clinicas de recuperação.

Uma clinica de recuperação de viciados no Rio de Janeiro deve funcionar de modo que trate os pacientes de uma maneira global.

O tratamento funciona através de uma série de modalidades terapêuticas que tem por objetivo a ressocialização e reabilitação do paciente de uma maneira geral.

Consiste em entregar uma série de modalidades terapêuticas capazes de instruir, orientar e amparar os pacientes sobre a doença e sobre a si mesmo.

A promoção do bem-estar, do acolhimento e do humanismo são premissas fundamentais para que o tratamento dê certo.

Geralmente as clínicas estão localizadas em grandes jardins, áreas verdes, chácaras ou sítios com o intuito de priorizar um contato

De um espaço físico agradável e acolhedor, que promova bem-estar, segurança e confiabilidade por parte das famílias e dos pacientes.

Para que isso aconteça, as famílias precisam conhecer exatamente o local a qual escolheram para que essa internação aconteça.

A clinica de recuperação de viciados no Rio de Janeiro e em qualquer lugar do mundo deve atender

A todas as regras e legislações sejam elas municipais, estaduais e federais, para estarem aptas a receber os pacientes.

As comunidades terapêuticas e clinicas de reabilitação apresentam algumas premissas diferenciadas.

Por exemplo, as comunidades terapêuticas geralmente não são aptas a receber pacientes que dão entrada de modo involuntário.

Já as clinicas têm essa possibilidade, oferecem esse tipo de internação também.

Os espaços físicos além de amplos e próximos a natureza, devem oferecer serviços diferenciados.

De lazer e ocupação para que a promoção do tratamento seja de fato entregue e eficiente.

As clinicas podem oferecer em seus espaços físicos jardins, hortas, espaços de convivência

Salas de reunião, salas para videoterapia, acomodações que podem ser coletivas, triplas, duplas ou individuais

Há clinicas que oferecem suítes, outras banheiros coletivos, cozinha equipada, de quatro a cinco refeições inclusas no pacote diariamente

A lavanderia pode estar inclusa ou ser um item adicional, é importante verificar isso antes de concluir o contrato de internação.

PREÇO

Você poderá encontrar clinicas com os mais variados valores, por exemplo, clinicas que custem muito barato, a chamada clinica de baixo custo.

Uma clinica de baixo custo pode ser muito eficiente e oferecer um tratamento excelente, com acomodações e refeições mais simples.

Uma unidade de médio padrão pode oferecer uma acomodação um pouco mais confortável, com um cardápio um pouco mais variado por exemplo.

Já as unidades de alto padrão são muito parecidas com SPAs e Resorts de luxo, contam com atendimento personalizado

Itens de luxo, personalização de pacotes e acomodações impecáveis. Algumas podem oferecer suítes individuais

Outras contam ainda com uma série de opções de padronização como por exemplo sessões extras com psicólogos, psiquiatras e terapeutas.

Customização do programa terapêutico, inserção de atividades não inclusas, maior opção de atividades físicas, personal trainer individual.

Além de outras peculiaridades que uma clínica de alto padrão pode oferecer.

As clinicas de viciados no Rio de Janeiro podem ter preços variados, que vão de parcelas de R$ 600,00 até R$ 41.000,00.

Esses valores podem considerar itens de luxo que podem estar inclusos.

Há ainda as clinicas de preço intermediário que podem custar entre 900 e 4 mil reais.

Vale lembrar que é de suma importância que os pacientes e seus familiares analisem exatamente tudo que a clinica contempla.

Ratificamos ainda que os preços dos pacotes de internação podem variar muito de acordo com o que eles oferecerem

No entanto, as modalidades terapêuticas tendem a ser exatamente as mesmas de uma clinica com preço popular.

Vale lembrar que por mais completa e cheia de itens personalizados que uma clinica de alto padrão pode oferecer o bem estar e o acolhimento

Devem ser premissas de clinicas de baixo custo, alto e médio padrão.

EQUIPE

Além de toda a estrutura física que já mencionamos, pelo preço que também já dissemos, para que o tratamento

Tenha toda a eficácia esperada é necessário que ele seja ministrado por profissionais altamente capacitados.

Esses profissionais devem oferecer o que há de melhor em matéria de tratamento para a dependência química

Cada um dentro da sua área de domínio, passa a oferecer o que tem de melhor para contribuir com o tratamento desses

Pacientes. O importante é sempre entender o que as clinicas oferecem em seu quadro de funcionários.

O mais comum é que as clinicas contem com terapeutas em tempo integral, além dos coordenadores e conselheiros que

Servem como uma espécie de amparo em tempo integral aos pacientes, esses profissionais estão ali para dar a sustentação

Aos pacientes nas crises de ansiedade e depressão que possam surgir no decorrer do caminho

Também são fundamentais para conversar, aconselhar e orientar os pacientes em momentos de abstinência física aguda

Eles ministram as reuniões e dinâmicas afim de entregar aos pacientes uma nova chance e oportunidades reais de crescimento.

Algumas clinicas promovem os conceitos de responsabilidade, permitindo que os pacientes em nível avançado de tratamento

Possam colaborar com a coordenação na ministração das reuniões e das atividades, tornando-se uma espécie de monitor

Eles não têm atividades certas e só exercem essa função se assim quiserem, essa atividade pode ajuda-los muito na recuperação.

Além desses profissionais, a maioria da clinicas de reabilitação contam com a ajuda de psicólogos e psiquiatras

Periodicamente esses profissionais oferecem atendimento individual e em grupo.

A função deles é ajudar os pacientes a encontrarem as causas raízes, identificarem sentimentos

Pensamentos e comportamentos, e as raízes deles, o porquê das coisas, no último nível.

Dessa maneira, os pacientes conseguem reconhecer perdas, danos, gatilhos, os motivos reais das coisas e conseguem inclusive

Entender um pouco melhor sobre como eles funcionam, seus mecanismos de defesa, suas fraquezas e suas possibilidades.

Essa força tarefa conta ainda com terapeutas holísticos, terapeutas ocupacionais, nutricionistas, cozinheiros.

Algumas clinicas podem contar ainda com educadores físicos, conselheiros e filósofos com a função de prover o melhor aos pacientes.

O PAPEL DA FAMÍLIA

A família é parte principal no tratamento da dependência química, e deve oferecer amor e cuidados aos seus entes queridos

Sabemos que nem todas as famílias tem estruturas socioeconômicas, psicoemocionais para superar essas barreiras

Portanto, o papel dos coordenadores das clinicas é o de orientar as famílias para que elas reconheçam melhores práticas.

Os dependentes químicos têm traços de comportamento que são muito comuns, geralmente imediatistas, manipuladores

As famílias precisam se atentar a esses comportamentos e discernir o que é de fato realidade do que é manipulação.

Para isso, é importante que os familiares possam conhecer melhor sobre a dependência química

Entender o que é co-dependência, solicitar ajuda, conversar.

Muitas pessoas marginalizam e não enxergam a dependência química como uma doença, que é o que ela é de fato.

As pessoas que consideram a dependência como uma falha de caráter tendem a isolar as pessoas que passam por isso

Tratam com hostilidade, marginalizam, e esse comportamento só fomenta um preconceito e um ódio

Que faz com que muitas pessoas que passam por esse problema se sintam envergonhadas por falar sobre o assunto

O medo do julgamento faz com que as pessoas não se abram, e isso pode agravar muito o problema.

Se você tem uma pessoa na família que tem alguém que ela ame muito que passe por um problema com álcool e drogas ofereça ajuda

Muitas vezes essa pessoa está tão pressionada, e tão subjugada, se sentindo culpada sem ser que ela só precisa ser ouvida

Ser ouvida de forma clara, sem julgamentos, sem dedos apontados.

Sabemos também que nesse momento nem todas as palavras do mundo podem ser consoladoras.

Ofereça então um ombro, converse sobre as possibilidades, isso pode aliviar.

As famílias sofrem muito, infelizmente ficam doentes junto com os dependentes, dizemos até que essa é uma doença social.

Há para as famílias alguns grupos de ajuda que podem ser de grande auxílio.

Esses grupos, como o AMOR EXIGENTE, por exemplo, são grupos de ajudas mutuas.

As famílias se reúnem e partilham sentimentos, comportamentos e atitudes em diálogo aberto onde é preservado o anonimato de cada um.

Dessa maneira as pessoas conseguem se identificar e essas partilhas podem ser muito ricas em termos de aprendizado e conhecimento para todos.

CLINICA DE REABILITAÇÃO PARA ALCOÓLATRAS NO RIO DE JANEIRO

Diferente do que a maioria das pessoas pensam, o alcoolismo é também uma dependência química, e o álcool, por sua vez também é uma droga.

Por ser lícita, e estar frequentemente na mesa dos brasileiros, as pessoas tendem a não reconhecer os danos que essa droga pode causar.

O alcoolismo mata mais pessoas que a Aids ao redor do mundo, pode trazer consequências irreversíveis.

E não deixa de ser uma dependência química, portanto, além de progressivo, o alcoolismo pode ser fatal.

Assim como o tratamento de outras drogas, o tratamento do álcool pode ser feito de diversas maneiras, dentre elas, através de uma internação.

COMO ESCOLHER UMA CLINICA DE REABILITAÇÃO NO RIO DE JANEIRO?

Se você procura por uma boa clínica de reabilitação no Rio de Janeiro, você está no lugar certo!

Nós somos a Capital Remoções, grupo especializado no encaminhamento de pacientes que buscam por reabilitação da dependência química.

Estamos consolidados nesse mercado a quase uma década, reequilibrando a vida de famílias brasileiras ao redor do Brasil.

Contamos com uma plataforma completa, que conta com unidades de clinicas de reabilitação ao redor do Brasil.

Temos excelentes unidades, completas e todas devidamente regulamentadas, de acordo com as exigências dos órgãos públicos.

Estamos em todo o Brasil, em quase todos os estados brasileiros, oferecendo opções que podem ser de

Alto padrão, médio padrão e baixo custo. Até nossas unidades mais populares contam com todo o corpo clínico e modalidades terapêuticas.

Espaços amplos que oferecem o que há de mais moderno em terapias e tratamentos para a dependência química.

Atendemos dependentes químicos, alcoólatras, pessoas que sofrem de outros transtornos psiquiátricos.

Alem de oferecermos opções de lares para idosos, creches para idosos que sofrem de dependência química e outras comorbidades.

Trabalhamos com unidades femininas, unidades masculinas para adultos, clinicas de reabilitação para menores.

Clinicas de reabilitação para idosos, clinicas mistas, com o objetivo de atender a todos os tipos de público.

Há opções de clinicas particulares e clinicas que aceitam convênios médicos em todo o Brasil.

A equipe poderá auxiliar os pacientes que tenham contribuído nos últimos meses ao INSS.

Pessoas que tem direito ao auxilio doença (sendo a dependência química uma doença, esse direito é garantido por lei aos dependentes químicos).

Nossa central de atendimento funciona 24 horas por dia, com os melhores consultores do Brasil.

São terapeutas experientes com vasta vivencia em dependência química, prontos para orientar dependentes químicos e familiares.

Entre em contato conosco, conheça nossas unidades.

Trabalhamos com internação voluntária e internação involuntária.

O QUE DEVO LEVAR EM CONSIDERAÇÃO PARA ESCOLHER UMA CLINICA DE REABILITAÇÃO PARA ALCOÓLATRAS NO RIO DE JANEIRO?

Se você busca uma clínica de reabilitação para alcoólatras no Rio de Janeiro, muitas dúvidas podem aparecer.

Como por exemplo, o preço, a localização, se a empresa está devidamente regularizada com os órgãos públicos, o tratamento oferecido

A equipe que ministrará esse atendimento, se a unidade oferece conforto, bem estar, acolhimento, respeito, segurança e se transmite confiança.

Esses são os pontos que devem ser sempre levados em consideração quando da escolha pela clinica de reabilitação para alcoolistas no RJ.

FASES DO TRATAMENTO – TRATAMENTO PARA ALCOOLISTAS NO RJ

O tratamento para alcoolistas no RJ deve considerar o tratamento elaborado em três etapas.

São elas:
Na primeira etapa, serão tratados os aspectos físicos através da desintoxicação e do acolhimento.

A partir do momento que o paciente da entrada em uma clinica de reabilitação ele passa por um processo de acolhimento.

Nesse período ele não deverá seguir o cronograma das atividades, ele tem um período para fazer essa adaptação.

Esse é um período complicado onde o paciente alem de interromper o uso, entra em uma rotina diferente com pessoas diferentes.

Muitos pacientes apresentam resistência nesse período, que somada a abstinência física e emocional podem ser terríveis.

Para esse momento delicado, o paciente poderá contar com ajuda em tempo integral dos pacientes e da própria equipe.

Nesse período também é proposta uma reeducação alimentar que favorecerá a desintoxicação física e a reestruturação do paciente.

Na segunda etapa, são tratados os aspectos emocionais e psicológicos, a equipe focará nas necessidades de cada paciente.

Um projeto terapêutico será desenhado para cada paciente, e dessa maneira eles vão ser atendidos e cuidados.

Na terceira etapa o paciente será tratado espiritualmente, o resgate espiritual é um dos pilares da reabilitação.

Ele permite o auto perdão, solidifica a reabilitação dos pacientes de uma maneira geral.

ESPIRITUALIDADE NO TRATAMENTO DO ALCOOLISMO NO RIO DE JANEIRO

A espiritualidade tem sido referida por ser muito importante no tratamento da dependência química e no seu processo de recuperação.

Tanto Alcoólicos Anônimos (AA) como Narcóticos Anônimos (NA) e outros programas de ajuda mútua ao qual são estabelecidos mundialmente têm a recuperação baseada nos programas de Doze Passos.

Esses programas enfatizam a confiança em um “Poder Superior”, (Deus), essa prática da prece e da meditação servem para promover uma experiência religiosa, promovendo uma aliança com Deus.

ESPIRITUALIDADE NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO.

Nas últimas décadas os termos “espiritualidade” e “religião” têm se distinguido na sua conceituação, o que é bom.
Os psicólogos colocam a espiritualidade como uma das características dos indivíduos, é do ser humano,

A espiritualidade é aquilo que é capaz de produzir no ser humano uma mudança interior.

Essas mudanças interiores são verdadeiras transformações, que podem ser capazes de dar um novo sentido à vida das pessoas de um modo geral.

Além disso, elas podem abrir novos campos de experiência e de profundidade rumo ao próprio coração e além disso ao mistério de todas as coisas.

A espiritualidade vem sendo descoberta como a dimensão profunda do ser humano, como o momento necessário para desabrochá-lo.

CLINICA PARA DEPENDENTES QUÍMICOS NO RIO DE JANEIRO

Clínica para alcoólatras e dependentes químicos em São Paulo – Perto do Rio de Janeiro RJ

Além de uma equipe completa, de um ambiente especializado, o que vai garantir a eficácia do tratamento são as modalidades terapêuticas.

As modalidades podem ser as mais variadas possíveis e vão trabalhar valores, comportamentos e sentimentos dos pacientes.

LABORTERAPIA

A terapia do trabalho promove uma série de benefícios para os pacientes, através da laborterapia

O propósito desta terapia está muito relacionado ideia de que o trabalho é um fator, primordial de saúde mental.

O trabalho é um elemento constitutivo do qual é considerado fundamental da vida humana e em sociedade, de acordo com os profissionais da área da psicologia.

Assim, para a boa reabilitação psicossocial, é de suma importância a inclusão do trabalho adequadamente escolhido segundo o interesse e vocação do paciente,

Dimensionado segundo capacidade e limitações de cada paciente. Vale lembrar que o trabalho por si só não pode

Ser legitimado como um método terapêutico, ele somado a outras atividades sim tem efeito terapêutico e é de suma importância

Inclusive para a reabilitação de dependentes químicos em clinicas de recuperação, no entanto, se o trabalho for utilizado

Por si só como método terapêutico, ferirá o código de ética do psicólogo responsável por essa prática.

O trabalho na reabilitação de pacientes em clinicas de reabilitação tem papel fundamental também para o desenvolvimento e o tratamento de alguns sentimentos e

Comportamentos, além de possibilitar a elaboração de conflitos através do manuseio de alguma tarefa.

Através do trabalho manual, por exemplo, pode acontecer significativas melhoras psicológicas no ponto de vista do estado geral do paciente.

O trabalho pode significar muitas coisas.

São diversos tipos de trabalhos utilizados que servem inclusive para afastar a sensação de ócio, gerada pela falta de ocupação.

A Laborterapia é uma prática muito comum em uma clinica para dependentes químicos no Rio de Janeiro.

O tédio é aliado da recaída, por isso, manter a mente e o corpo em sintonia e em atividade favorece a boa reabilitação.

Geralmente são utilizadas nas terapias ocupacionais alguns trabalhos como jardinagem, limpeza, horticultura, manutenção, sem fins lucrativos.

Lembrando que essas atividades se caracterizam como ocupacionais, e possuem diversos objetivos para fazer com que o paciente.

Ajuda inclusive para os problemas do dia a dia, além de promover descobertas de habilidades até então desconhecidas.

Valorização desse indivíduo como pessoa, desenvolvendo disciplina, elevação de auto-estima, fundamentais para todo e qualquer tipo de tratamento.

T.R.E Terapia Racional Emotiva

Essa terapia foi elaborada por um psicólogo chamado Albert Ellis.

Consiste em mostrar para os dependentes químicos que as circunstâncias externas não podem fazer

com que as pessoas se sintam mal, afetadas de nenhuma maneira.

Se baliza na ideia de que os pensamentos na verdade são o que provocam o que sentimos.

Essa é outra terapia que você poderá encontrar com muita frequência em uma clínica para dependentes químicos no Rio de Janeiro.

Geralmente pensamos que os nossos sentimentos e as nossas emoções são reações automáticas

Que acontecem em situações isoladas.

Normalmente temos por hábito colocar as reações e emoções que são desagradáveis como responsabilidade

de situações ou outras pessoas, O que a terapia racional emotiva nos mostra

É que não são as situações e sim os pontos de vista de cada um que perturbam as pessoas.

Cada pessoa tem um modelo mental definido a partir de experiências, criação e cultura.

Esse modelo mental define o ponto de vista de cada um, logo o que é inadmissível para uma pessoa não é para a outra.

Portanto, as pessoas não intencionalmente machucam as outras

E por isso nossas reações não podem ser baseadas em outras pessoas e sim nos nossos comportamentos e pensamentos.

Quando alguém nos magoa, ou alguma situação adversa acontece a única pessoa responsável por aquilo somos nós

Nem sempre as coisas acontecem como o planejado não temos controle sobre isso

Mas temos controle sobre como reagir a esses acontecimentos. A qualquer acontecimento, na verdade.

TERAPIA COMPORTAMENTAL COGNITIVA UTILIZADA NAS CLÍNICAS DE REABILITAÇÃO RJ

Essa terapia tem como premissa uma forma de psicoterapia que se baseia no conhecimento empírico da psicologia.

Ela é muito abrangente e conta com métodos específicos e não-específicos (com relação aos transtornos mentais e comportamentais)

Com base em um comprovado saber específico sobre os diferentes transtornos mentais, psicológicos e comportamentais e em conhecimento psicológico

Com relação a maneira como os seres humanos modificam os seus pensamentos as suas emoções e os seus comportamentos.

Têm como objetivo principal, uma melhoria sistemática dos problemas tratados.

Essas técnicas seguem objetivos concretos e operacionalizados, isso significa que, tem claramente definidos e observáveis os objetivos

Nos diferentes níveis do comportamento e da experiência pessoal, encontra-se em constante desenvolvimento

E exige um nível alto de ajuda do indivíduo.

REUNIÃO DE SENTIMENTOS

As reuniões de sentimentos servem para fazer com que os pacientes aprendam a identificar o que sentem e porquê.

Possibilita que eles externem essas sensações e pensamentos, possibilitando uma nova forma de enxergar a vida

REUNIÃO DE DOZE PASSOS

A reunião de doze passos tem como premissa fazer com que os pacientes compartilhem suas experiências entre si

Dessa maneira eles escutam, aprendem com os outros e consigo mesmo além de conseguir expor seus pensamentos.

É importante que o paciente continue com o tratamento frequentando a grupos de ajuda mutua, como as

Reuniões periódicas de narcóticos e alcoolicos

Os Doze Passos são reimpressos, simulados conforme as reuniões de NA e AA, adaptados com permissão de Alcoholics Anonymous World Services, Inc. A.

A permissão para reimpressão e adaptação deste material não significa que AA ou NAtenha revisado e aprovado o conteúdo desta publicação.

Tampouco que AA e NA concordem com as visões nela expressadas.

O AA e o NA são programas de recuperação do alcoolismo e da dependência química.

Vote