Tratamento dependência química

Tratamento Da Dependência Química

A Dependência Química é classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como uma doença psicoemocional

ao qual é caracterizada por uma série de fenômenos comportamentais, cognitivos e fisiológicos.

Como característica a doença apresenta gradual desenvolvimento após o uso repetido de determinada substância.

A dependência Química, sobretudo, pode considerar a respeito a uma substância psicoativa específica

como por exemplo o álcool , a cocaína, o crack, a maconha, o fumo, a nicotina, ou outras substâncias.

As categorias de substâncias psicoativas, como por exemplo, as substâncias opiáceas, ou então um conjunto mais vasto de substâncias farmacologicamente diferentes.

Causas da dependência química

A dependência química é como já mencionamos uma doença que é crônica e multifatorial, isso significa que diversos podem ser portanto os fatores

que contribuem para o seu desenvolvimento e agravamento da doença, incluindo além da quantidade e frequência de uso de drogas,

a condição de saúde do indivíduo além dos fatores genéticos, psicossociais e ambientais que podem contribuir.

Muitos são os estudos em que buscam identificar algumas características que predispõe a pessoa, a um maior risco de desenvolver abuso ou dependência de drogas e álcool.

Com relação ao álcool, por exemplo, estima-se que muitos podem ser os fatores genéticos que possam explicar cerca de 50% das vulnerabilidades

ao qual podem levar o indivíduo a fazer o uso pesado tanto de álcool – principalmente genes que estariam envolvidos

quanto no metabolismo do indíviduo com relação ao consulo de álcool e/ou na sensibilidade aos efeitos dessa substância,

vale lembrar ainda que filhos de alcoolistas possuem cinco vezes mais riscos de desenvolverem alcoolismo, ao longo da vida,

mesmo se forem criados por indivíduos que não possui essa condição.

Além disso, os fatores individuais além dos aspectos do consumir álcool deve ser maior em pessoas como as mulheres, jovens e idosos

essas pessoas são mais vulneráveis aos efeitos das bebidas alcoólicas, o que o colocam em maior risco de desenvolvimento de problemas.

Alguns sintomas de Dependência química
1- Desejo incontrolável de usar a substância, sem conseguir parar
2- Perda de controle (não conseguir parar depois de ter começado o uso, após a primeira dose ou trago)
3- Aumento gradual da tolerância (necessidade de doses maiores para atingir o mesmo. efeito obtido com doses anteriormente inferiores ou efeito cada vez menor, com a necessidade de aumento do consumo)
4- perda de peso.
Sintomas de abstinência de drogas
tremores excessivos
Sudorese em excesso
irritação demasiada
Ansiedade

Apresentação de Fatores de risco:

  • genética, transtornos psiquiátricos, bipolaridade, esquizofrenia (ex: transtornos de conduta), falta de monitoramento dos pais, disponibilidade e fácil acesso ao álcool

Apresentação Fatores protetores:

  • religião, controle da impulsividade, supervisão dos pais, bom desempenho acadêmico, políticas sobre drogas.
    Buscando ajuda médica
    É importante que o indivíduo acima de tudo com dependência química procure uma ajuda com profissionais da saúde

e portanto, quando ocorrem situações pelas quais a substância está influenciando negativamente

não só na saúde física como também na rotina, como por exemplo nas funções acadêmicas e/ou profissionais e as relações pessoais.

Encontre as melhores clínicas de dependência química em São Paulo e ao redor de todo o Brasil

Clínicas para dependentes químicos / clínica de dependência química em SP

Aceitamos convênios para os tratamentos de dependentes químicos e alcoólatras ao redor de todo o Brasil e principalmente em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Norte RN: