Tratamento para alcoolismo em SP – São Paulo

O tratamento para alcoolismo em SP pode ser feito de diversas maneiras distintas, dependendo sobretudo do nível de dependência de cada paciente.

Contudo, para começarmos a falar a respeito do tratamento do alcoolismo precisamos primeiramente falar a respeito da doença.

A dependência de álcool sobretudo é bem como a dependência de outras substâncias ilícitas, uma dependência química.

Se caracteriza pela imensa necessidade que os dependentes tem de usar o álcool com frequência em demasia.

A dependência química de álcool assim como a se outras drogas tem 5 importantes

características que são comuns a todos os dependentes, pois sobretudo fazem parte dessa doença,

1- Ela é progressiva.

Isso significa que a medida que o paciente ingere o álcool cada vez ele se torna mais resistente e as doses ao qual inicialmente

Lhe traziam o efeito esperado passam a não trazer mais esse efeito.

Com o passar do tempo o paciente passa a ingerir mais e mais doses sem surtir

o efeito esperado, se tornando refém do consumo de álcool.

O problema é que além do aumento do consumo e da dependência, aumentam também os níveis dos problemas correlacionados de saúde física, mental e emocional.

O espiritual também se perde e os valores são reduzidos, nada mais importa e o

prazer trazido pela substância se torna mais importante que qualquer outra coisa na vida.

2- Incurável

Além disso a doença não tem cura uma vez descoberta a dependência daquela substância para sempre o paciente será dependente dela.

A única forma segura de se manter livre dos progressos que essa doença pode ter,

e, por consequência , os malefícios causados a saúde, é se mantendo abstinente.

Através da abstinência total da substância é possível voltar a ter uma vida plena sem maiores dores e ou problemas.

Dependência do álcool

O tratamento para alcoolismo em SP pode ser feito de diversas maneiras distintas, dependendo sobretudo do nível de dependência de cada paciente.

Contudo, para começarmos a falar a respeito do tratamento do alcoolismo precisamos primeiramente falar a respeito da doença.

A dependência de álcool sobretudo é bem como a dependência de outras substâncias ilícitas, uma dependência química.

Se caracteriza pela imensa necessidade que os dependentes tem de usar o álcool com frequência em demasia.

A dependência química de álcool assim como a se outras drogas tem 5 importantes características que são comuns a todos os dependentes, pois sobretudo fazem parte dessa doença,

1- Ela é progressiva.
Isso significa que a medida que o paciente ingere o álcool cada vez ele se torna mais resistente e as doses ao qual inicialmente lhe traziam o efeito esperado passam a não trazer mais esse efeito.

Com o passar do tempo o paciente passa a ingerir mais e mais doses sem surtir o efeito esperado, se tornando refém do consumo de álcool.

O problema é que além do aumento do consumo e da dependência, aumentam também os níveis dos problemas correlacionados de saúde física, mental e emocional.

O espiritual também se perde e os valores são reduzidos, nada mais importa e o prazer trazido pela substância se torna mais importante que qualquer outra coisa na vida.

No entanto, se manter abstinente é uma tarefa árdua que requer muito além de esforço e força de vontade.

Consideramos que a tarefa seja difícil dado a necessidade fisiológica corporal que pede pela bebida em doses cada vez maiores.

Para mitigar sobretudo esse problema, é necessário que o paciente tenha um tratamento cujo foco seja em todas as áreas afetadas pela doença.

Tratamento do alcoolismo em SP – características

Com isso o tratamento para alcoolismo SP tende a ser cada vez mais procurado e a maneira mais completa de fazê-lo é mediante a internação em clínica se recuperação.

As clínicas provém de um suporte técnico e infraestrutura capaz de promover uma mudança em todos os níveis da vida de um dependente químico.

Isso se dá devido às clínicas atuarem no manejo daquilo que antecede o uso: comportamentos, pensamentos, hábitos e sentimentos.

Antes de um alcoólatra tomar a primeira dose uma serie de fatores podem ter contribuído para isso.

Alcoólatras e dependentes químicos são pessoas geralmente muito dóceis, e sobretudo amáveis e gentis.

Tem dentre as características mais comuns serem pessoas emotivas e frágeis com imensa dificuldade em lidar com situações de euforia ou depressão.

Se estão frustrados usam, se estão felizes também, tudo que possivelmente possa alterar seu estado de humor normal é motivo para o consumo.

Por essa razão é sabido portanto que é necessário acima de tudo que se haja

uma preocupação com os comportamentos e pensamentos pois eles antecedem o uso.

3 – doença fatal

O alcoolismo é uma doença que pode ser fatal, por isso a preocupação é para se abster enquanto é tempo.

O álcool é substância responsável por grande parte, parte esmagadora inclusive dos acidentes de trânsito.

O uso de álcool está ligado na maioria dos crimes e episódios de violência sobretudo doméstica.

É fundamental ter consciência de que o abuso de álcool além de irresponsável pode levar ao óbito.

4- de múltiplas causas; isso significa que contudo o alcoolismo pode ser oriundo de muitas causas.

Abusos na infância, traumas na adolescência, rupturas, separações, lutos, rejeições , depressões

Transtornos de ansiedade, crises financeiras, crises de identidade, auto estima baixa, problemas de relacionamento

Tristezas, bullying, problemas familiares, problemas sexuais e profissionais, frustrações e decepções entre outras muitas possíveis causas podem

Levar uma pessoa em estado de fragilidade emocionam a uma dependência.

Sobretudo o problema principal nessa história toda

É que nem sempre o paciente tem a noção de consciência do que realmente o fez usar e persistir nisso.

Muito usaram a primeira vez por mera curiosidade, a grande maioria para fazer parte de um grupo.

O pertencimento é um fator que leva muitas pessoa a dependência de álcool e drogas.

Reconhecer sobretudo a causa raiz ajuda e muito no fortalecimento do tratamento para alcoolismo.

5- pode ser porta de entrada para outros problemas.

Como já mencionamos anteriormente o problema do alcoolismo não é somente a dependência propriamente dita

Com ela muitos outros problemas de saúde mentais e físicos podem aparecer.

O risco é muito alto em todos os aspectos mas sobretudo sempre há uma nova chance para uma mudança completa.