Preço quanto pode custar

Clínica de recuperação de baixo custo é uma unidade de reabilitação para dependentes químicos que tenha um preço justo e acessível.

É primordial que a unidade atenda a uma série de critérios pré-estabelecidos que possam garantir a eficácia e os resultados do tratamento.

Para isso, é preciso sempre estar antenado, afinal, uma série de coisas são essenciais na hora da busca por uma CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO DE BAIXO CUSTO

Vale lembrar que para se ter qualidade e preço justo é importante considerar as condições de trabalho.

Eventualmente você poderá encontrar opções de clinica com valor inferior a 600,00 ao mês, desconfie!

Isso porque as clinicas precisam pagar seus funcionários, além de ter uma série de despesas fixas, profissionais de qualidade não custam barato.

As instalações também necessitam de cuidados e manutenção periódica, além de prover uma alimentação de qualidade e nutrição.

Tudo isso são itens fundamentais, que, devem ser sempre avaliados na hora de escolher uma clínica de recuperação de baixo custo ou não.

QUEM É O DEPENDENTE QUÍMICO?

Clínica de recuperação de baixo custo, quem é o dependente químico?
Quais as características que definem um dependente químico

A internação em uma CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO DE BAIXO CUSTO ou de alto padrão deve ser considerada nos casos de adicção, dependência química.

De fato acontece quando o paciente percebe que não é possível usar as substâncias das quais ele se tornou dependente e viver

Seja pelo álcool ou pelas drogas ilícitas, quando o paciente finalmente admiti sua impotência r inabilidade para destrinchar suas vidas, eles dão o que chamamos de primeiro

Passo da recuperação. Ninguém é capaz de convencer o paciente o quão dependente ele é, quão danoso tem sido esse caminho, o próprio paciente tem que ter essa consciência.

Quando surgir a dúvida, vale se perguntar se é possível controlar o uso dessas substâncias que alteram o humor e a mente.

A maioria dos pacientes dependentes químicos sem sombra de dúvidas responderá imediatamente que é impossível ter esse controle.

Seja qual for o resultado ao final, é importante que o dependente químico ou alcoólatra entenda que ele não conseguirá nunca controlar o consumo.

Portanto, um dependente químico é uma pessoa que não tem controle sobre a droga ou álcool, e muitas vezes ele usa contra a sua própria vontade.

O que desmistifica o que a maioria das pessoas pensa a respeito da dependência química, entendendo isso, chegamos a conclusão de que o dependente químico

Por mais que queira, pode ter muitas tentativas fracassadas de ficar limpo. Ele precisa de ajuda.

Por isso é importante que o paciente tenha a consciência de que não é possível se iludir dizendo que controlam a sua vida e as suas decisões.

Baseado nisso, podem surgir muitas dúvidas quanto a eficácia da internação involuntária, vamos entender melhor.

INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA

O que é internação involuntária
O que é internação involuntária? Funciona?

A internação involuntária é garantida por lei, deve acontecer quando o paciente estiver em condição de colocar sua própria vida em risco e/ou das demais pessoas.

Mas, se assim como vimos anteriormente, o tratamento da dependência química só se torna eficaz quando do reconhecimento do dependente sobre a sua impotência

Perante a substância, como uma internação involuntária pode trazer resultados?

Veja, os números são bastante animadores quanto a isso, quando os pacientes de uma maneira geral entram em tratamento através de uma

Clínica de recuperação de baixo custo, ou de alto padrão, eles podem ser resistentes em um primeiro momento, mas a maioria deles enquanto internados

Procuram entender e acatar o programa, dados comprovam que cerca de 80% dos pacientes internados involuntariamente aderem ao tratamento no decorrer dos dias.

Além disso, essa modalidade de internação deve ser requerida sempre em casos extremos, recomendamos sempre o diálogo como porta de entrada,

Através de uma boa conversa, as coisas podem ser esclarecidas e o paciente pode se dar conta de que é possível recomeçar.

A negação é uma característica da dependência química, e por isso, precisa ser observada e tratada assim como uma série de comportamentos apresentados

Por pacientes oriundos, sobretudo dessa doença.

AS DORES DE UM DEPENDENTE QUÍMICO – CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO DE BAIXO CUSTO

quais as dores dos dependentes químicos
Conheça as dores dos dependentes químicos

Quando um dependente químico busca ajuda, é sinal de que precisa de um tratamento eficaz, duradouro e que estanque suas dores.

Quando o paciente chega a clínica ele chega em condição de rendição, uma vez que, admiti sua incapacidade de parar de usar por si só.

Ainda que tenha tentado com a maior força de vontade e o desejo mais sincero sem sucesso, no momento em que

Admiti a impotência e busca ajuda, ele começa a entrar em um processo de autoanalise, autoconhecimento e reflexão

Capaz de parar de justificar o uso de drogas e álcool, consciente de que continuar agravaria sua dor física, mental e emocional.

Os pacientes chegam com sua autoestima destruída, por essa doença física, mental, espiritual e psicológica que afeta todas as áreas da vida dos dependentes e de suas famílias.

E que para isso, algumas mudanças comportamentais precisam ser efetuadas.

O aspecto físico

é caracterizado pelo uso da substancia de maneira compulsiva, e a incapacidade de parar, uma vez que tenha começado.

O aspecto psicológico e mental enquadra dores do passado, gatilhos, pensamentos destrutivos.

A parte emocional está a obsessão ou o desejo que se apresenta de modo incontrolável que leva o paciente ao uso, mesmo que isso custe sua vida.

Característica da parte espiritual dessa doença é o egocentrismo de forma genuína, o pensamento de que se pode parar de usar a qualquer momento

Mesmo que haja um milhão de evidencias contrariando o argumento. Algumas são as características apresentadas em um ciclo sobre essa doença:

– Negação

– Substituição

– Racionalização

– Justificação

– Desconfiança dos demais

–  Culpa

– Vergonha

– Desleixo

– Degradação

– Isolamento

– Perda de controle.

É sempre bom lembrar que a dependência química é uma DOENÇA e não uma deficiência moral, como muita gente pensa.

A RECUPERAÇÃO

clínica de recuperação de baixo custo
Confira nesse post, tudo sobre Internação em uma clínica de reabilitação

Sobretudo, os dependentes químicos não são responsáveis vide sua impotência, perante a doença e, portanto, por ela nada podem fazer.

Entretanto, são responsáveis única e exclusivamente por sua recuperação.

Todavia, quando o dependente finalmente percebe sua impotência perante o vício abre-se uma série de opções de tratamentos sólidos

Eventualmente os pacientes já tentaram todos os recursos como hospitais, psiquiatras, novas cidades, relacionamentos, surpreendentemente sem sucesso.

Nem mesmo a internação então não tem resultado quando o paciente não tem esse despertar, portanto.

Até chegar aqui, é possível que muitos pacientes tenham racionalizado situações absurdas afim de justificar a confusão que fizeram em suas vidas pela dependência.

Enquanto não houver disposição por parte dos dependentes químicos em abrir mão a todas as restrições impostas para a recuperação, o plano está em risco.

Aqui você encontra todas as opções de clínica de recuperação de baixo custo, médio e alto padrão:

Clínicas de reabilitação para dependentes químicos

Essas restrições privam os dependentes químicos dos benefícios que a reabilitação e o programa podem trazer às suas vidas.

O grupo de ajuda pode dar suporte quando o paciente está rendido e pede ajuda, esse é o primeiro passo.

Para que tenhamos uma reabilitação completa, precisamos que o paciente fala a segunda admissão, em sua maioria, dependentes químicos são manipuladores.

Muitos acham que esse problema é temporário e que em breve poderão lidar com as drogas e o álcool.

Esse pensamento é destrutivo

e leva o paciente de volta ao consumo descontrolado, há casos de pacientes que voltam ao uso

Gradativamente se enganando de que agora podem controlar, quando de repente, algo acontece e o descontrole volta a rotina desses pacientes.

O sentimento de vazio sem as drogas e a vida incontrolável são dois sentimentos que podem surgir.

Mas será que vale a pena? Incapacidade de se manter em empregos, desleixo, destruição familiar, entre outras características da vida de quem é dependente químico.

A FAMÍLIA E A RECUPERAÇÃO

Clínica de recuperação de baixo custo
o papel da família na reabilitação da dependência química

Geralmente a família dos dependentes químicos está frustrada, confusa com suas ações e até mesmo desapontada a ponto de deserdar.

A aceitação social não significa recuperação, é preciso uma mudança robusta e completa que agregue maneiras de pensar, comportamentos e atitudes.

Familiares devem ajudar no que for preciso, afinal essa é uma fase crítica na vida dos dependentes químicos que merece muita atenção.

A decisão de mudar de hábitos deve ser espelhada para toda a família, que pode, se assim desejar, participar mais ativamente da recuperação

Participando de reuniões de grupos de ajuda mutua, por exemplo, os pacientes conseguem ser respaldados ao final de seu tratamento.

Assistir a reuniões nesses grupos é muito valioso, uma vez que, as famílias conseguem entender as problemáticas da doença.

Assim como os pacientes, os familiares através das trocas, também podem reconhecer novas formas de abordar os assuntos, de se comportar e de como ajudar de fato.

O Amor Exigente está nas maioria das grandes cidades e conta com reuniões periódicas para atender aos familiares de dependentes químicos

A RENDIÇÃO – CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO DE BAIXO CUSTO

clínica de recuperação de baixo custo no Brasil
A rendição no processo de reabilitação – Clínica de recuperação de baixo custo

Qualquer coisa que seja mantida, como hábitos da época em que usava podem tornar o paciente vulnerável, capaz de recair.

O programa de recuperação, portanto, só funciona quando o paciente dá o melhor de si, mudando a velha maneira de ser.

Ficando limpo, cada dia é um dia bem-sucedido, não importa o que aconteça.

A rendição alivia os corações dos dependentes químicos facilitando a sua nova experiência, uma vez que, agora ele aceita sua doença como ela é.

Conheça aqui, opções de tratamento para a dependência química que vão além das clínicas de recuperação

5 ALTERNATIVAS DE TRATAMENTOS PARA DEPENDENTES QUÍMICOS

Com isso, os pacientes apresentam disposição para fazer o que for necessário para ficar limpo, até mesmo aquilo que ele não gosta.

Antes de dar esse passo, os pacientes apresentavam dúvidas, medos, confusões e sensações de estarem perdidos.

Após a rendição

é possível sobretudo começar a superar a alienação da dependência e a ajuda, portanto, só começa de fato, quando eles admitem a derrota.

Prepotência e a arrogância além de outros sentimentos devem ser trabalhados durante o programa,

são muito nocivos e podem permitir portanto uma recaída comportamental ( que pode anteceder uma recaída no que diz respeito ao uso).

Esse é o alicerce sobre o qual a vida dos pacientes deve ser reconstruída, a partir do momento que o paciente entende que ele não precisa usar.

As drogas e o álcool têm o poder de transformar as pessoas em alguém da qual elas não gostariam de ser.

Limpos, trabalhando sua rendição diariamente, os dependentes químicos são libertos de seus grilhões, aprendendo a viver de novo.

Desse modo os pacientes encontram esperança, aprendem a funcionar no mundo em que vivemos.

O princípio de que é mais importante para onde vão do que de onde vem favorece uma reabilitação sólida e eficaz e é primordial.