Prevenção a recaídas pós tratamento para
dependências química e alcoólica

*Clínica para recuperação de dependentes químicos e alcoólicos – em São Paulo e por convênio médico* clique aqui

Para que possamos dizer que um tratamento para recuperação das
dependências química ou de álcool tenha sido um completo sucesso ,
devemos ter em mente que o processo não se limita ao período de internação ,

e que tão importante quanto a desintoxicação do organismo é que o adicto se
mantenha longe das substâncias quando estiver de volta à vida fora da
clínica.Sendo assim , um plano de prevenção a recaídas deve ser traçado pela

equipe médica juntamente com o paciente e seus familiares.
O plano preventivo a recaídas , tem por objetivo reavaliar todo o período de
internação , de como foi o desempenho do paciente , e se este está ciente das

situações de risco que poderá ter que enfrentar na saída da clínica , traçando
estratégias para essa “luta”. Diante disso , é necessário que seja de
conhecimento alguns tópicos e sintomas que podem anteceder a recaída.

VISÃO GERAL SOBRE ALGUNS SINTOMAS QUE PODEM
ANTECEDER A RECAÍDA NO USO DE DROGAS E ÁLCOOL

1ª. FASE: Sinais Internos , dificuldades de pensar com clareza , resolver
problemas simples , pensamentos rígidos e repetitivos , embotamento afetivo ,
dificuldades em tomar decisões , emoções alteradas , dificuldades em lidar com

o stress , não conseguir ter sono reparador , aumento da irritação ,
sentimentos de vergonha , culpa , raiva , ressentimento são alguns dos
fatores que fazem com que o paciente volte a pensar no uso .

Observação: eles não irão , a princípio , falar sobre o que estão sentindo , seja
por medo de não ser compreendido ou . ainda , por vergonha.

2ª. FASE: Temos aqui a volta da negação do problema ; o individuo torna se
incapaz de reconhecer ou dizer honestamente o que pensa e sente , e por
medo de não ser aceito em sua fragilidade frente ao problema , começam a
projetá-los

em situações ou pessoas , então , o isolamento social começa a voltar.

3ª. FASE: Comportamentos evasivo e defensivo ; nesta fase o individuo evita
pensar em fatos ou situações que possam trazer de volta os sentimentos
dolorosos e desconfortáveis , evitando situações ou pessoas que o levem a ter

uma visão honesta de sua recuperação. Quando quetionado por seu
comportamento , entra na defensiva e , não raro , o fazem de forma agressiva.
Não conseguir lidar com situações do cotidiano , faz com que a irritação os

afastem das pessoas e a compulsão desperta , afinal as drogas eram o seu
refúgio contra essas mesmas situações.

4ª. FASE: Construção da Crise. Os problemas sociais causados pela negação
do retorno ao comportamento auto destrutivo e a falta de comprometimento
com a recuperação ficam mais evidentes nesse estágio. Visão distorcida dos

problemas , racionalização e minimização das dificuldades , depressão leve e
baixa auto estima , falta de expectativas positivas , dormir demais e fora de
hora , são alguns sinais que fazem parte desta fase . A incapacidade de

estabelecer planos construtivos faz com que as coisas comecem a
desmoronar, e se não for dada a devida atenção a esses detalhes , a recaída
está batendo na porta.

Postas essas características ,salientamos ser de suma importância que ,
durante todo o período de internação , paciente e familiares tomem consciência
de que as recaídas podem acontecer e recebam orientações para lidarem com

essa possibilidade.

Alguns passos que podem prevenir a recaída no uso de drogas
e álcool

Participar de grupos de apoio durante e , principalmente , depois do
período clínico é de extrema importância , pois permite ao individuo seguir na
troca de experiências com pessoas que passaram pelas mesmas dificuldades.

Evitar situações que lembrem o antigo hábito , por exemplo:
frequentar lugares que antes propiciava o uso de drogas , amigos que
continuam fazendo uso, dentre outras analisadas de forma individual.

Restabelecer laços afetivos ; a ressocialização é ponto chave na
manutenção do tratamento e na prevenção a recaídas . Encontro com colegas
e amigos recuperados , ambiente familiar saudável e fortalecido são fatores

cruciais à recuperação do paciente.
Aprender a dizer não , ter auto controle sobre ações e situações
destrutivas ,saber conduzir impulsos e desejos são aprendizados que se
adquirem com ajuda especializa , mas que devem ser destacados como fatores

importantes na prevenção às recaídas pois , na maioria das vezes elas
acontecem por ineficiência em lidar com situações que exigem maior auto
controle.

Nossa clínica de tratamento para usuários de droga e
álcool em São Paulo
Aceitamos convênios médicos

Temos por objetivo oferecer soluções terapêuticas que visam a total
recuperação do paciente , despertando e provocando mudanças durante e
depois do período de internação.

Nosso atendimento é humanizado , respeitando a vida do dependente e dando
suporte aos seus familiares , desde a procura pelo melhor tratamento ( tipo de
internação – voluntária , involuntária ou compulsória) até o acompanhamento

pós internação.Contamos com equipe totalmente especializada nesse tipo de
atendimento . Entre em contato conosco , teremos imensa satisfação em dar
orientação nesse momento que é de extrema delicadeza.

Tratamentos para dependentes químicos e alcoólatras em SP e ao redor de todo o Brasil

  • Centro de reabilitação de usuários de álcool
  • Centro de reabilitação de drogas
  • Clínica para recuperação para dependentes alcoólicos
  • Internação involuntária, como proceder

Nossa Clínica aceita os melhores planos
de saúde disponíveis no mercado e também com o
SUS.


Convênios Médicos aceitos nas clinicas de recuperação / reabilitação em SP e ao redor de todo o Brasil:

  • Bradesco
  • Sulamérica
  • Amil
  • Unimed Central Nacional
  • Unimed RJ
  • Porto Seguro