clinica de recuperação em São Paulo

Perguntas e respostas: Clinica de recuperação em São Paulo, tudo o que você precisa saber.

Leia também:

Clínicas de reabilitação em São Paulo – Clinica de recuperação em SP Tratamento para dependentes químicos e alcoólatras em quase todo o Brasil, as melhores clínicas de reabilitação estão aqui!

O que é dependência química?

Dependência química é uma patologia que faz muitas vítimas ao redor do mundo, é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde, a OMS.

Se trata do consumo excessivo de substâncias químicas ilícitas de forma crônica e ininterrupta. As substâncias químicas,

ou drogas como podemos dizer também, são muito prejudiciais à saúde quando consumidas em excesso,

e também causam sobretudo efeitos psicológicos e mentais no paciente. Ele pode ficar agressivo, ansioso, inquieto, entre muitos outros efeitos ruins.

A dependência química não tem haver com falta de caráter, o dependente não escolheu aquela situação na sua vida,

ele não tem controle da situação, como já dito acima, é uma doença e precisa ser tratada.

O dependente químico entretanto necessita de uma avaliação individual para que ele possa ser tratado, são muitos os casos

de drogas viciantes, o que torna esse universo complexo, porém tratável.

Como se cura a dependência química?

O vício em substâncias químicas é considerado uma doença crônica, progressiva e que não tem cura, tem apenas tratamento.

São grandes as chances do paciente apresentar uma recaída durante o período de reabilitação, aproximadamente 40 a 60% dos pacientes apresentam este quadro.

Desta maneira, o viciado em substâncias químicas precisa passar por um tratamento onde os resultados serão apresentados ao longo prazo.

Quanto antes o dependente químico for internado, melhores são as chances dele se recuperar de maneira adequada e segura.

Caso você ou seu familiar precise ser internado, é necessário que você aceite a situação. Esta iniciativa e aceitação já tornam as coisas mais fáceis.

É importante lembrar que independente da unidade de reabilitação que a pessoa escolher, você tem capacidade de atender os dependentes químicos com quadro de dependência grave ou leve.

As clínicas de reabilitação também podem tratar pacientes alcoólatras.

Existem clínicas de alto padrão, clínicas mais equipadas e capacitados para atender o público.

Porém, caso você não consiga arcar com esses gastos existem opções a partir de R$ 700.

Para quem deseja uma unidade com muitas opções ao oferecer ao paciente, com educadores físicos,

nutricionistas, quartos individuais, cursos, existe a opção de uma clínica de médio e alto custo.

O mais importante é que o dependente químico seja tratado da melhor maneira possível e

por profissionais capacitados para isso.

Procure ajuda se for necessário, contamos com as mais especializadas clínicas de reabilitação para dependentes químicos, não perca oportunidade de tratar quem você ama.

Por que a dependência química não tem cura?

Por que a dependência não tem cura? clinica de recuperação em São Paulo
Tratamento para dependentes químicos perguntas e respostas tudo o que você precisa saber

Existem muitas razões que levam um dependente químico ao óbito, entre essas razões podemos citar a overdose, pneumonia e até mesmo outras fatalidades associadas a criminalidade.

Um viciado em substâncias químicas ilícitas geralmente acaba envolvendo com pessoas criminosas para manter o seu vício,

ele pode se envolver em roubos, furtos e assaltos. Alguns podem também se envolver com prostituição.

A dependência química se trata de uma patologia biopsicossocial

A vida de um dependente químico é portanto afetada nas mais diversas áreas, ela afeta todo seu organismo físico, sua mente

o seu psicológico e as relações sociais todavia como um todo, atrapalha diretamente seu relacionamento com seus familiares ou com pessoas próximas.

Agora que estamos a partir da gravidade desta patologia, sobretudo, nunca devemos usar pejorativos para com essas pessoas,

não devemos chama-los de pinguço, trombadinha, drogadinho, safado, vagabundo.

Contudo, eles são seres humanos e estão sujeitos a esta patologia como qualquer outra pessoa, todo mundo um dia

pode vir a sofrer por um tipo de vício, não devemos julga-los. A droga produz um prazer momentâneo

sobretudo que muitas vezes tira dos dependentes a noção da realidade, ele se torna dependente e isso passa a afetar toda a sua vida.

Como identificar uma pessoa dependente química? Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

Como recuperar um dependente químico
Tratamentos de drogas e álcool – perguntas e respostas

O dependente químico normalmente não reconhece que está doente, ele se recusa até não poder mais, é o sintoma da negação.

Nós podemos dizer que ele se tornou um viciado em substâncias químicas, caso não consiga mais por sua vontade, parar com o uso crônico das drogas.

Mudanças de comportamentos na sua casa

O diálogo com seus familiares se torna mais cada vez mais difícil, crises de irritabilidade, nervosismo e agressividade

portanto passam acontecer com mais frequência, ele se torna muito agressivo, perde a vontade de ter relações com seus familiares e com seus amigos.

A pessoa fica todavia muito ansiosa e muitas vezes podem apresentar quadros de depressão. Isso é muito ruim para saúde mental da pessoa.

Mudança nas relações sociais

A rotina de conversas com seus amigos não é mais a mesma, ele passar não frequentar mais os lugares onde gostava de frequentar.

Evita, portanto, sair com seus amigos e colegas, abandona atividades na qual ele gostava de realizar, como prática de esportes e atividades físicas.

Todas essas mudanças entretanto devem ser consideradas como um alerta para identificar uma possível situação de vício dentro de casa.

Alterações no trabalho

O indivíduo que é dependente químico deixa de realizar suas obrigações, se irrita com mais frequência com os seus colegas de trabalho,

todavia apresenta nítida queda de rendimento e produtividade.

Eles também podem se atrasar com mais frequência ou até mesmo ou faltar em dias de trabalho.

Aumento dos gastos

Um dependente químico para manter o seu vício começa a gastar muito dinheiro, tenta consegui-lo de todas as maneiras, fazendo chantagens ou pedindo em excesso.

Problemas físicos

O paciente passa a apresentar alguns sintomas físicos que são muito importantes para identificar o vício, eles são náusea,

vômitos no período da manhã, dores abdominais, diarreia e dor de cabeça.

Esquecem muito facilmente as suas funções, podem ter problemas hepáticos, e aumentam as chances de haver

infecções ou crises convulsivas devido ao uso crônico das drogas.

Inibição sexual

Inibição sexual - perguntas e respostas clinica de recuperação em São Paulo
Como identificar um dependente químico? consequências do uso de drogas

As substâncias químicas podem inibir o bom relacionamento sexual da pessoa.

Medicamentos em excesso

Para que possa haver alívio dos sintomas da abstinência, o indivíduo que é viciado começa a tomar

muitos medicamentos sem que haja uma patologia que justifique o uso destes remédios.

Caso alguma pessoa próxima de você apresente esses sinais é muito provável que ela esteja precisando de ajuda, tente abordá-lo com cuidado e conversar para que as coisas possam tomar um rumo adequado.

Quais são os sintomas de uma pessoa dependente química?

Os viciados em substâncias químicas geralmente apresentam alguns sintomas que são comuns entre eles.

Tem sobretudo um enorme desejo e compulsão por usar a droga, não conseguem controlar esta situação, não conseguem saber a hora de parar e nem quantidade adequada a ser usada.

Quando ele suspende o uso da droga, ele apresenta sintomas como agressividade, nervosismo, ou seja, sintomas de abstinência.

Quanto mais consome, mais tolerante aquela dose ele se torna, o que faz com que ele aumente cada vez mais a dose.

O dependente passa a abandonar todas as suas atividades habituais, e mesmo sabendo que as drogas fazem mal, continuam usando.

Como internar um dependente químico?

Tratamento de dependentes químicos
Como internar um dependente químico em uma clinica de recuperação em São Paulo

Caso você necessite internar um familiar que é dependente químico leia este texto até o final.

Hoje em dia é muito mais fácil que haja iniciativa da pessoa que necessita de ajuda.

Existem muitas opções que incluem unidades de reabilitação de vários padrões, para atender o seu caso.

É importante lembrar que independente de qual for a unidade escolhida, todas têm a capacidade e a estrutura

adequada para atender da melhor maneira possível a pessoa que sofre com o vício, seja ele de substâncias químicas e lícitas ou de bebidas alcoólicas.

Escolher uma clínica de alto padrão, ou seja de luxo, apenas afetará num custo maior mensalidade a ser paga,

como já dito anteriormente caso você não tenha condições financeiras de pagar por este tipo de clínica, existem unidades com mensalidades a partir de r$ 700.

As clínicas de reabilitação para dependentes químicos de alto padrão contém um núcleo multidisciplinar capacitado, os profissionais

mais comuns nas clínicas são, médicos, psicólogos, terapeutas, educadores físicos, enfermeiros, nutricionistas, palestrantes e monitores.

Independente da escolha do padrão da clínica, é importante você saber que o dependente estará sendo acolhido da melhor maneira possível, com respeito, carinho e dignidade.

O vício em bebidas alcoólicas é um assunto muito complicado, é importante que o paciente vença os seus medos, e tire de sua

Internação para dependência química e para o vício em bebidas alcoólicas

mente sobretudo a ideia de que uma clínica de reabilitação é um lugar ruim, isso não passa de preconceito.

Um dos maiores medos de um alcoólatra é a reprovação de seus familiares, isso só atrapalha o tratamento de um viciado,

aceitar e contar com a colaboração dos familiares é fundamental para que a saúde física e mental seja restabelecida.

A família é muito importante nesse processo, eles são alicerce da recuperação. O carinho e amor deles com você irá ajudá-lo

nesse período tão difícil de sua vida.

Procure sempre dialogar com essas pessoas, elas são muito importantes no processo de reabilitação, nunca as deixe fora deste processo.

É muito comum sentir medo, mas as consequências causadas pelo vício são muitos maiores e mais devastadoras do que um medo, portanto é preciso perdê-lo e pedir ajuda.

Quando for dialogar com a sua família, demonstre interesse em mudar a sua vida. Peça ajuda, apoio para encarar a fase de tratamento, eles são um incentivo para você.

Não sinta-se com vergonha, é normal você se sentir depressivo por um momento, chorar muitas vezes,

isso é parte do processo de aceitação, isso é muito importante para iniciar o tratamento aceitando a realidade das coisas.

Acredite em você! Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

Acredite em você clinica de recuperação em SP
Acredite em você um novo dia há de surgir

Tenha uma conversa sincera, saudável com os seus familiares, não emita e nem minta nada sobre o seu vício,

conte tudo o que o levou a chegar a essa situação, a sinceridade cria uma corrente entre vocês, e quanto mais

aproximação dos familiares com dependente, maiores são as chances de reabilitação.

Mude a sua vida, procure ajuda o quanto antes, é melhor sofrer tudo o que tem para sofrer agora, do que sofrer com as consequências futuras.

Qual é o momento de haver a internação de um dependente químico?

Tratamento Dependência Química

Caso você desconfie que algum ente querido esteja usando drogas de maneira excessiva, através dos sintomas que mencionamos, está na hora de você agir para saber se ele

está necessitando de algo a mais do que apenas um diálogo. Se ele mudou o comportamento no lar, ficou mais agressivo, deixou de cumprir com suas obrigações, deixou de se

relacionar socialmente, se afastou dos amigos e da própria família, teve problemas no trabalho como queda de rendimento

e esta tomando muitos medicamentos é sinal que ele precisa de ajuda, e a ajuda mais eficaz nessas situações é a internação.

Como conseguir uma clínica de reabilitação para dependentes químicos?

Em nosso site você pode encontrar uma variedade de Clínicas de reabilitação para dependentes químicos, basta acessar e comparar todas as opções. Caso queira mais informações entre em contato conosco!

Como devemos agir quando um dependente químico se recusa a se tratar em uma clínica de recuperação?

A Organização Mundial de Saúde, OMS, classifica a dependência química como uma patologia crônica associada ao uso excessivo de drogas.

Muitas pessoas ao redor do mundo tem dependência química e não aceitam que estão doentes, muito menos a se tratarem em uma clínica de reabilitação.

Essa situação é muito complicada, e muito perigosa também, pois esta patologia afeta não apenas o psicológico mas o físico do paciente,

muitas pessoas ao redor do mundo morrem pela dependência química.

Quando o dependente não aceita de maneira alguma, existem duas opções de internação:


A internação compulsória e a internação involuntária.

O que é internação involuntária?

o que é e como fazer uma internação imvoluntária
Internação involuntária

De acordo com a lei nº 10.216/2001, a internação feita para pessoas viciadas em substâncias químicas em unidades de reabilitação, só pode ocorrer quando todos recursos forem provados e se mostrarem insuficientes.

O grande objetivo é a recuperação do paciente dependente químico ou do alcoólatra em sua vida social e no seu meio familiar.

A internação em uma unidade de reabilitação para dependentes químicos necessita do laudo de um médico responsável pelo paciente,

social também tem muita importância nesse processo, o dependente químico passa por um processo de análise psicológica e acompanhamento com o terapeuta.

Em casos de Clínicas de recuperação particulares, após o médico dar o laudo de que o dependente químico precisa realmente

de ajuda, o adicto entrará em uma fase que pode ser uma das mais difíceis de sua vida, é a fase de desintoxicação, este período é no início do tratamento. Após isso, o tratamento em si começará.

Todas as clínicas de recuperação para dependentes químicos trabalham um método chamado “12 Passos”, é muito importante para recuperação e para que ele tenha consciência de que precisa de ajuda e é impotente perante as drogas.

É de extrema importância o apoio da família ao adicto, sem os familiares o caminho para cura se torna muito mais difícil e penoso.

O dependente químico ou a pessoa que é viciada em bebidas alcoólicas nunca deve se sentir julgado pelas pessoas, a sociedade precisa entender

que essas pessoas são cidadãos como todos nós, eles apresentam uma doença e não falta de caráter ou coisa do tipo.

O que é a internação compulsória? Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

A internação compulsória é uma modalidade de internar o paciente contra a sua vontade, ele não aceita que precisa ser tratado e muitas das vezes nem a própria família aceita, porém quem

toma decisão final é o juiz, quando este percebe que o indivíduo pode apresentar um perigo a si próprio ou a sociedade.

Quem pode solicitar a internação compulsória? Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Palo

Neste caso de internação forçada não é necessário que haja autorização de uma pessoa da família ou do próprio dependente químico.

De acordo com Artigo 9° da lei nº 10.216/01, o médico responsável pode solicitar o internação através de um pedido formal, contratando que este não tem condições de se manter em sociedade

devido ao estágio em que se encontra viciado, fica a cargo do juiz competente acatar esta solicitação e determinar a internação de forma compulsória. Todos os direitos e garantias

que um ser humano deve ter são respeitados nesta modalidade de internação, não há nenhuma violação dos direitos humanos, nem liberdades individuais, apenas uma intervenção visando o bem comum.

Qual é o tempo necessário para desintoxicar o organismo?

Aproximadamente de 1 a 30 dias/ ou até mais, é o tempo necessário para que o corpo do indivíduo fique livre de todos os resquícios de substâncias químicas na qual ele consumiu em excesso.

É preciso Identificar qual é a substância que foi usada pelo a dependente químico, cada substância química tem seus efeitos e particularidades, isso pode afetar a duração da desintoxicação.

Existem duas maneiras de desintoxicar o organismo, a mais aguda, que dura aproximadamente 10 dias,

possui efeitos mais fortes ao organismo porém é realizada de forma abrupta e rápida, sem haver outras fases de desintoxicação.

Outro modo é a suave, a desintoxicação é feita de forma lenta e aos poucos, pode durar mais do que 30 dias,

os efeitos são mais leves ao indivíduo. Isso vai depender da equipe que trata o paciente e das drogas na qual ele utiliza.

Toda forma de desintoxicar um dependente químico é feita para ajudá-lo a diminuir os efeitos causados pela abstinência.

Sempre que um dependente químico inicia o tratamento em uma clínica de reabilitação ele passa pelo processo de limpeza

ou desintoxicação, porém o tratamento é feito com outras terapias, não apenas essa, havendo necessidade de maior esforço e comprometimento por parte do adicto.

Qual o melhor tratamento para dependentes químicos?

Tratamento para dependentes químicos
Clínica de recuperação em São Paulo

É muito difícil dizer qual é o tratamento mais adequado para um dependente químico, isso varia de caso para caso.

É necessário fazer uma avaliação individual com o adicto para saber qual é o estágio do vício, qual

a substância que ele utiliza, quais as doses, como anda sua vida e relacionamento com seus familiares e seus colegas.

Todas essas perguntas devem ser feitas pelo profissional responsável da clínica.

Como internar um dependente químico de forma gratuita?

A primeira coisa a se fazer é procurar serviços públicos em seu município, entre esses serviços podemos citar o Caps AD, Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas.

Após encontrar uma unidade, agende uma consulta para que eles avaliem a situação do paciente.

Depois, o Caps AD ou qualquer outro serviço público da área de saúde de sua cidade pedirá a imediata

internação se acharem que o adicto deve ser internado. A equipe de profissionais do local

é capacitado a avaliar e monitorar o dependente químico, os médicos responsáveis pelo laudo tem experiência nessa área. Após o laudo do médico, o serviço público

irá procurar uma clínica de reabilitação para dependentes químicos, um hospital ou qualquer outra comunidade com função terapêutica conveniada ao serviço.

Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

Nestes casos, a clínica de recuperação em São Paulo não é escolhida pelo familiar dos dependentes e sim pelo próprio serviço público.

Por fim, CONTUDO, mesmo com a solicitação do serviço público muitas vezes as clínicas de reabilitação não tem vagas.

A indicação mais plausível é a procura por um advogado ou Defensoria Pública para que as pessoas de pouca renda

possam solicitar junto ao estado a internação imediata do dependente químico.

Como solicitar a internação de um alcoólatra? PERGUNTAS E RESPOSTAS: CLINICA DE RECUPERAÇÃO EM SÃO PAULO

Internação para alcoólatras
Como solicitar uma internação de um alcoólatra

Os métodos de internação para os alcoólatras são três, os mesmos da internação para dependentes químicos.

A internação voluntária é aquela quando o viciado em bebidas alcoólicas aceita ser tratado em uma clínica.

A internação involuntária, o paciente não aceita se tratar, porém um responsável legal ou familiar solicita o tratamento.

E a internação compulsória, talvez a mais complicada de todas, e quando o juiz dá o aval para que o alcoólatra seja internado.

Como é feita a desintoxicação do organismo?

Como já dito acima, existem duas formas de desintoxicar o organismo do dependente quimico ou do alcoólatra.

A forma aguda pode durar até 10 dias, porém os efeitos no corpo do dependente químico são mais fortes e mais dolorosos, ela é realizada de uma só vez.

A forma suave é todavia realizada de maneira lenta e gradual, geralmente dura mais que um mês, com efeitos leves ao adicto.

A equipe multidisciplinar da clínica de reabilitação é de fato quem fica responsável pela decisão, pois decisão essa que se baseia em muitos critérios.

Toda a internação sobretudo em uma clínica de recuperação em São Paulo é feita no intuito de ajudar o dependente químico o alcoólatra

a sair dessa situação e retomar a sua vida social, pessoal e profissional.

A primeira fase, a fase de limpeza, tem como objetivo fazer um dependente químico ou alcoólatra superar a abstinência causada pelo rompimento do uso crônico da substância.

Quanto tempo dura para o organismo se desintoxicar do álcool?

O álcool é a substância viciante mais utilizada em todo o país, o Brasil é um país que tem um número enorme de alcoólatras, mas não é

exclusividade de nosso país, no mundo todo sobretudo existem pessoas que são viciadas em álcool.

Os efeitos de desintoxicação do álcool são tremores, inquietação, insônia e crises de ansiedade. Algumas pessoas apresentam

sintomas mais pesados como confusão mental, alucinações e convulsões.

Os três primeiros dias de desintoxicação podem portanto ser um pesadelo para o alcoólatra, pois ele pode atingir o pico de sintomas.

Após esta fase, os sintomas sobretudo costumam ficar mais fracos, apesar de muitas vezes ainda haver o desejo de consumir a substância.

Quanto custa um tratamento em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos?

Os valores sobretudo a serem pagos em uma clínica de reabilitação particular para dependentes químicos

variam muito de clínica para clínica, todavia, existem várias clínicas em nosso país, é uma gama enorme padrões.

O valor pode variar de R$ 700 por mês a R$ 7000 mensais.

Muitas clínicas oferecem opções para parcelar no cartão, facilitando assim o pagamento de quem não pode pagar tudo de uma vez.

Em nosso site você pode encontrar uma variedade enorme de clínicas de reabilitação em SP e em todo o Brasil

com os mais diferentes preços, todas elas são capacitados e equipadas a cuidar do dependente químico ou do alcoólatra,

esse é o principal objetivo, independente do padrão.

Qual o período necessário para tratar um dependente químico?

Cada caso específico pode determinar um prazo diferente de internação de um adicto.

A equipe profissional realiza uma avaliação individual que leva em conta alguns aspectos como:

A idade do dependente químico, o tempo de consumo, a droga utilizada por ele, as doses, a frequência do uso da substância, seu sintomas físicos e comportamentos.

Algumas internações de dependentes químicos podem chegar a 60 dias, outras podem ser de 15, 20, 30 ou 45 dias.

Existem também, para casos mais graves, internações que duram de 6 meses a 1 ano.

Uma clínica de recuperação em São paulo tem por objetivo para determinar o tempo preciso

que de recuperação, e não correr mais o risco de haver em recaídas.

Como é o tratamento para dependentes químicos?

CLÍNICA PADRÃO – Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

Clínicas de reabilitação mais convencionais tratam o alcoolismo e a dependência em substâncias químicas ilícitas. Existem opções de unidades masculinas, femininas e mistas.

Existem algumas clínicas especializadas em idosos, menores de idade e com diferenças modalidades de internação.

O tratamento é feito por uma equipe capaz e qualificada, os dependentes químicos são altamente amparados nesses locais.

A maioria das Clínicas de recuperação em São Paulo e em todo o Brasil apresentam um profissionais como: médicos, enfermeiros, terapeutas, psicólogos,

psiquiatras, nutricionistas e palestrantes. O acompanhamento do adicto é feito em tempo integral.

Algumas clínicas de reabilitação em São Paulo são especializadas em internação involuntária, atendem apenas pacientes desse perfil.

A equipe tem função de avaliar cada situação de forma pessoal.

O apoio dos familiares e amigos faz parte de todo este processo, durante os dias ou meses de tratamento,

a relação do adicto com seus familiares melhora muito, eliminando os traumas e divergências na maioria dos casos.

Dentro de uma clinica de reabilitação em SP, os dependentes químicos podem receber

visitas semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente, ligações são comumente realizadas semanalmente.

A família têm papel fundamental em toda a recuperação, sobretudo, fica a par da situação de seu ente querido dentro da clínica, nada é escondido.

Antes de escolher uma clínica de reabilitação verifique se esta atende as normas e legislações,

federais estaduais e do município. Ela precisa ter alguns requisitos para poder funcionar.

Existem opções de clínicas de recuperação para dependentes químicos de alto padrão,

de médio e baixo custo, todas com o mesmo objetivo, porém com diferentes infraestruturas.

A clínicas oferecem espaços grandes, quartos individuais ou coletivos, atividades e recreações diárias, reuniões e palestras, projetos e trabalho em grupo ou individual.

Em muitos casos é preciso administrar medicamentos, por isso a maioria das clínicas contam

com estoque de medicamentos em seu local de funcionamento, para isso é obrigatório uma prescrição médica.

COMUNIDADE TERAPÊUTICA

internação para dependentes químicos em clinica de recuperação em São Paulo
Tratamento em clinica de recuperação em São Paulo que aceita plano de saúde

Comunidade terapêutica se trata de uma organização privada e voluntária, tem o objetivo de acolher dependentes químicos.

O modo de internar pode ser de forma apenas em voluntária, pois ela tem como principal estratégia

que o paciente aceite sua doença e faça ele mesmo o caminho para sua cura.

As terapias desenvolvidas em uma clínica de recuperação em São Paulo são individuais ou em grupos, são incentivados a trabalhar e sair do ócio.

Os pacientes podem receber tratamentos psicossociais, realizar trabalhos voluntários, recriações em grupo,

praticar alguma religião e receber palestra sobre auto ajuda como apoio no tratamento.

É um lugar calmo, tranquilo e que lembra o lar de uma pessoa.

PERGUNTAS E RESPOSTAS: CLINICA DE RECUPERAÇÃO EM SÃO PAULO – MORADIA ASSISTIDA

A moradia assistida trata-se de um local muito indicada para pessoas que já passaram

pelo processo de limpeza dentro de uma clínica de reabilitação, faz parte do processo de recuperação do paciente.

Após um período de internação mais longo em uma unidade de clinica de recuperação em São Paulo – reabilitação,

o dependente químico pode começar a realizar o retorno ao convívio em sociedade, porém

de fato é preciso concluir algumas etapas, cumpridas para que haja um retorno sem que haja risco de recaídas.

A moradia assistida é um local na qual existem coordenadores terapêuticos responsáveis

por acompanhar os dependentes químicos na sua recuperação, é muito importante para aquelas

pessoas que quando saem das clínicas não se sentem tão seguras ao ponto de retornar a sociedade.

Todas as necessidades individuais são ouvidas e tratadas em uma clinica, desta forma o principal

objetivo de uma moradia assistida é sobretudo fazer com que o dependente químico tenha coragem

para de fato voltar a se relacionar com as pessoas de maneira sóbria e sem correr o risco de voltar a usar álcool ou qualquer outra substância química ilícita.

Nas moradias assistidas o paciente está ciente de que está lá para se recuperar, ou seja, é uma forma de tratamento voluntária.

Se caso o próprio lar do dependente químico oferecer riscos à ele, a moradia assistida é muito importante,

lá haverá certamente uma sensação de segurança e tranquilidade e sobretudo trata-se de um ambiente livre de todos esses problemas.

A moradia assistida sobretudo nada mais é do que uma transição entre a clínica de reabilitação e a

sociedade, ele sai da moradia com responsabilidades, deveres e muito mais forte do que quando entrou.

Exames toxicológicos são feitos para que haja garantia da regra de abstinência, o não uso das substâncias é algo monitorado.

As participações em grupos de apoio, sobretudo, também são recomendadas.

Aproximadamente 6 meses é o tempo necessário para que o paciente volte a sociedade.

IBOGAÍNA COMO TRATAMENTO – PERGUNTAS E RESPOSTAS: CLINICA DE RECUPERAÇÃO EM SÃO PAULO

A ibogaína é de fato uma substância tirada da raiz de uma planta chamada Iboga.

A raiz africana é portanto encontrada naturalmente na região central do continente africano, neste continente

é uma planta usada há muitos anos para tratar algumas doenças e para fins religiosos.

Tem função de agir limpando o organismo, todos os resquícios da substância química apresentadas

no corpo do paciente são retirados, diminuindo assim os sintomas de abstinência, bem com outros sintomas associados ao uso crônico da substância química.

A ibogaína age reduzindo a vontade do usuário em consumir as drogas, ela atua

diretamente no cérebro do dependente químico, e reduz, todavia, efeitos depressivos, ansiedade, agitação entre outros sintomas de hiperatividade.

Antes de iniciar o tratamento com uso desta raiz, é necessário uma preparação

prévia, o indivíduo deve sobretudo estabelecer metas e estar ciente de que precisa largar de uma vez por todas o uso das drogas.

Portanto usar a ibogaína pode ser uma ajuda fundamental no processo de reabilitação do paciente, basta ele estar disposto e querer mudar de vida.

Os profissionais do local, contudo, fazem uma avaliação para garantir que o dependente químico está pronto para

receber a ibogaína, grande importância que os pacientes se voluntariem à receber uma dose da raiz.

Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

Converse com seus familiares, tem que tomar a decisão mais adequada para o seu caso, mas não deixe de buscar ajuda e se tratar.

Estudos demonstram que o uso da ibogaína é eficaz em aproximadamente 80% das pessoas que a usam, outros tratamentos

apresentam menor eficácia, os convencionais por exemplo chegam a média de 5% de pessoas recuperadas.

Sem dúvida nenhuma, podemos comprovar a partir desses dados o que é ibogaína é o método mais eficaz para tratar a dependência química,

os resultados aparecem em média no 7º dia de uso, mas podem aparecer em até um mês.

Os médicos que são os responsáveis são altamente capacitados para prescreverem este tipo de tratamento, os pacientes recebem auxílio durante toda esta etapa.

Para realizar um tratamento com a ibogaína, porém, não é preciso realizar uma internação a longo prazo,

poucos dias são necessários para realizar o tratamento, é um período curto, porém bastante eficaz.

ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO

É uma forma de tratamento muito parecida com a moradia assistida.

Também acontece no período de transição entre uma clínica de reabilitação e a volta do dependente químico ao convívio social. Os objetivos são os mesmos, reinserção social e melhora na qualidade de vida.

O acompanhamento terapêutico monitora o adicto após sua recuperação, sendo útil para evitar recaídas.

Todos os profissionais de saúde do local são habilitados a tratarem a parte mental de seus acolhidos.

O paciente é incentivado a ter autonomia e a criar seu próprio cronograma de rotina e trabalho, visando não apenas uma reinserção social, mas também profissional.

O acompanhamento terapêutico é importante para um desenvolvimento de autocuidado e para que sobretudo

seja fortalecido para o viver no mundo exterior, que é cheio de perigos.

Há um incentivo para um relacionamento melhor entre dependentes químicos e seus familiares, criando uma corrente de respeito e carinho.

Ele tem de ficar a par de suas fraquezas, é saber que não é uma pessoa perfeita, é uma pessoa como todas as outras, com seus defeitos e qualidades.

TRATAMENTO AMBULATORIAL – Perguntas e respostas: Clinica de recuperação em São Paulo

O tratamento ambulatorial é indicado para pessoas que tem um quadro de dependência química em um nível

mais brando, ou seja, pacientes que já conseguem lidar melhor com o seu vício sem precisar muito apoio.

Mas para ser incluso neste método de tratamento, o médico responsável deve fazer uma avaliação clínica para atestar as condições necessárias.

Existem muitas situações em que com o auxílio dos grupos de apoio, uso de medicamentos e sessões de terapia o dependente químico consegue se manter limpo e saudável.

Tratar com ibogaína é seguro? Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Palo

O tratamento feito com ibogaína deve ser feito por profissionais da área da saúde qualificados e que tenham todos os conhecimentos sobre o manuseio e uso desta raiz.

É um tratamento que pode fazer muito bem ao dependente químico quando usado de maneira correta.

O tratamento com esta raiz é mais rápido do que o tratamento convencional em clínicas de reabilitação para dependentes químicos.

Porém, nem todas as pessoas são indicadas. Existem restrições para algumas pessoas.

Primeiramente devem ser feitos exames físicos e psicológicos, é através desses exames que é possível detectar se o paciente tem condições ou não de tratar com a ibogaína.

A ibogaína não é indicada para de pacientes com: Esquizofrenia, cardiopatia grave e problemas graves no fígado.

O que é a internação forçada? – Involuntária – Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

Nos dias atuais, cada vez mais aumenta o número de dependentes químicos no mundo, isto é um problema social muito alarmante,

as pessoas estão cada vez mais dependentes de álcool ou de drogas, e muitas pessoas não conseguem

aceitar esta situação fazendo com que a família tenha que apelar para uma internação forçada.

Pessoas dependentes químicas sobretudo acabam desenvolvendo transtorno mentais em psicológicos associados ao uso e o abuso das substâncias químicas.

É possível, entretanto, que haja uma internação mesmo sem ordem judicial, neste caso a intervenção

pode ser solicitada por um familiar que o considera incapaz de controlar a sua vida.

O que a lei diz sobre uma internação forçada?

A lei de nº 10.216 /2001 prevê no 6° artigo do parágrafo único, inciso 2, que é possível realizar uma internação involuntária,

porém é necessário um laudo médico atestando que o dependente químico sofre deste transtorno,

Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

esse laudo deve especificar a substância, seja álcool ou droga ilícita. A internação pode ser solicitada por terceiros, ou seja, familiares mais próximos ou responsáveis legais.

No mesmo artigo é detalhado que a internação psiquiátrica somente ocorrerá apresentando-se um laudo médico que caracterize todos os motivos que o levaram a internação.

Entre os tipos de internações psiquiátricas que são consideradas nessas situações, citaremos a três modalidades mais conhecidas:

  • A internação voluntária, realizada com o consentimento do adicto
  • internação involuntária, sem o consentimento do adicto e solicitada por um responsável legal ou familiar
  • E por fim, internação compulsória, sem o consentimento do adicto, determinada pela justiça

Não se pode internar um familiar em uma clínica de reabilitação em SP sem que ele apresente os sintomas característicos de um dependente químico.

É obrigação do poder público fornecer a condução forçada na internação de um adicto em uma clínica de reabilitação, de acordo com a jurisprudência.

Quando um paciente, sobretudo, tem um comportamento muito agressivo e violento, ele passa

a apresentar perigos para si mesmo, para quem está próximo dele e para a sociedade no geral.

Neste caso a internação compulsória é crucial, Pois deve assegurar o direito à saúde, a vida e a segurança social.

De acordo com a legislação, é possível que haja uso de força policial se for necessário, caso o dependente químico resista muito. A

s entidades públicas também devem oferecer tratamento gratuito a quem não consegue arcar com as despesas de uma clínica particular.

A mesma jurisprudência determina que o poder público como um todo e de forma integrada, ou seja, a união de estados municípios e do Governo Federal, trabalhem para garantir o direito à saúde a todas as pessoas.

Uma clínica de reabilitação para dependentes químicos / clinica de recuperação em São Paulo

ou comunidade terapêutica de tratamento para viciados em drogas e bebidas alcoólicas deve fornecer laudo médico

aos familiares durante todo o tratamento.

Este laudo deve constar o tempo necessário para tratar o paciente específico, até que o dependente químico volte a sociedade recuperado e com comportamentos diferentes.

Para resguardar os direitos do dependente químico, o responsável legal ou a família podem tomar medidas judiciais caso forem necessárias.

Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

Mais sobre a internação involuntária de um dependente químico

É muito comum um dependente químico não aceitar que necessita de tratamento, eles se recusam a enxergar a realidade,

são controlados totalmente pela substância na qual consomem. Não devemos julga-los por isso, devemos dar apoio e ter um diálogo sincero com eles.

Se mesmo assim eles não aceitarem a situação, é hora de agir solicitando uma internação involuntária.

Muitas famílias, todavia, sofrem com isso, a dependência química torna o lar um ambiente ruim de se viver.

Sem contar que o paciente está acabando com a sua saúde usando a substância química em excesso,

comorbidades associadas ao uso de drogas são comuns. Problemas psiquiátricos também fazem parte da rotina de pessoas que são viciadas em drogas.

O dependente químico é tão imerso no seu vício, que não consegue enxergar o mundo exterior, ou seja, a realidade.

Internar involuntariamente é crucial em muitas das vezes, pois a vida do dependente químico é que está em jogo, não devemos nunca desistir de uma vida humana.

No início da internação, apesar da resistência, ele passará por um processo de limpeza que todavia, será muito benéfico com ele, aumentando as chances dele aceitar o tratamento.

Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

A limpeza no início é dolorosa, porém necessária. As clínicas de reabilitação tem um conjunto

de profissionais especializados para começar a tratar todos esses sintomas, inclusive os da abstinência, que são confusão mental, náuseas, vômitos, irritabilidade e dor de cabeça.

É compreensível que ele resista, a droga cega as pessoas, eles realmente acreditam que são pessoas normais, sem doenças, mas a dependência química é considerada uma patologia grave e que necessita de tratamento.

O papel da família na conscientização do dependente químico – Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

A família faz parte do tratamento, elas devem caminhar lado a lado com adicto, do início ao fim.

Os psiquiatras dizem que os familiares devem reconhecer a dependência química como uma doença,

não se trata de falta de caráter ou de vagabundagem, ela pode acometer qualquer um, independente de classe social, raça, gênero ou idade. Internar uma pessoa não é puni-la, é ajudá-la.

Quais pessoas podem solicitar uma internação involuntária?

Veja também:

Internação involuntária em clínica de reabilitação

O responsável legal ou a família do dependente químico, essas são as pessoas que podem solicitar.

Caso não haja nenhuma dessas pessoas, um servidor público da área da saúde ou um assistente social pode fazer a solicitação.

Como funciona o tratamento em uma internação involuntária / forçada? Perguntas e respostas: clinica de recuperação em São Paulo

Na internação forçada ou involuntária são utilizados praticamente os mesmos métodos da internação voluntária,

isto de acordo com a National Institute on Drug Abuse, dos Estados Unidos.

Esta mesma instituição diz que um tratamento eficaz não usa necessariamente ser voluntário, porém a família, os amigos são essenciais para que o paciente caia na real.

O apoio dessas pessoas podem sobretudo diminuir o tempo de internação e aumentarem as chances de sucesso no tratamento.

Mais sobre a internação compulsória

Neste caso não é necessário autorização do dependente químico, nem do responsável legal ou da família, é a justiça quem determina.

O 9° artigo da lei nº 10.216/2001, diz que um pedido formal deve ser feito por um médico, que ateste a incapacidade

da pessoa em controlar o seu vício, comprometendo assim seu físico e psicológico, e apresentando problemas para as outras pessoas.

Não é o método de internação mais ideal, antes de chegar a este ponto, todas as tentativas de faze-lo aceitar devem ser feitas, através de diálogos longos e sérios.

A internação compulsória, contudo, respeita todos os direitos individuais e humanos que uma pessoa deve ter, não há violação ou desrespeito ao paciente.

Em nosso site você pode encontrar as melhores clínicas de reabilitação para dependentes químicos,

procure o quanto antes, quanto mais cedo iniciar o tratamento, maiores são as chances da pessoa sair recuperada e retomar a rotina que havia perdido. Dentro das

Clínicas de reabilitação em São Paulo os os profissionais visam a recapacitação profissional, reinserção social,

melhora no relacionamento com os familiares e melhora da autoestima e do autoconhecimento.

Compare as unidades, escolha a que você acha mais adequada, e acredite na recuperação do seu ente querido,

independente do estágio em que se encontra a dependência química, é possível sair dessa.

Acredite em você, não tenha medo, tenha coragem e mude a sua vida para melhor.

Você pode gostar também:

110 opções de Clínicas de reabilitação em São Paulo

Clínica de recuperação em São Paulo – Tratamento para dependentes químicos

Alguns links pertinentes:

https://www.na.org.br/

http://www.ccs.saude.gov.br/saudemental/capssaopaulo.php