CLÍNICA DE REABILITAÇÃO PÚBLICA GRATUITA OFERECE TRATAMENTO PARA DEPENDENTES QUÍMICOS

Clínica de recuperação pública para dependentes químicos em São Paulo. Clínica de reabilitação para dependentes químicos gratuita. Clínica de recuperação gratuita SP.

****Atenção, nós do Bella Clinic não trabalhamos com clínicas de reabilitação gratuitas, este é apenas um post informativo!!****

Veja também:

Existe remédio para parar de usar drogas sabia?

17 Passos Para Lidar Com Um Dependente Químico Ou Alcoólatra Na Família

8 sintomas para identificar o alcoolismo

Preço Clínicas de Reabilitação / Recuperação SP

Aqui no Brasil pela primeira vez no serviço público foi promovida internação em clínicas de reabilitação para dependentes químicos com equipe multidisciplinar, que inclui assistência médica e palestras.

Fernanda consumiu cocaína o famoso (pó) todos os dias durante aproximadamente 14 anos e crack (pedra) por seis meses. “Estou limpa há 36 dias” ela disse, comemorou a moça bem jovem no final do mês de setembro. Internada em uma clínica de recuperação / reabilitação desde o mês de agosto na Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas (Uniad) de São Bernardo do Campo SP, Grande São Paulo, ela ocupa um dos 28 leitos de internação da primeira clínica pública do Brasil, criada com filosofia diferenciada para atender especialmente aos dependentes químicos.

Veja agora opções de clínicas de reabilitação / recuperação pagas abaixo clicando na imagem:

****Atenção, nós do Bella Clinic não trabalhamos com clínicas de reabilitação gratuitas, este é apenas um post informativo!!****

13 OPÇÕES DE CLÍNICAS DE REABILITAÇÃO SP DROGAS

Resultado de uma parceria formada pela Secretaria da Saúde com o Grupo Bandeirantes e também a Uniad, vinculada à Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a clínica de reabilitação / recuperação para dependentes químicos começou a funcionar no final do mês de março e já recebeu mais de uma centena de pacientes dependentes químicos e alcoólatras diagnosticados com grave intoxicação. A clínica da Unifesp já existia, mas ganhou nova estrutura de atendimento após o convênio com o Estado de São Paulo.

A Dra Alessandra Diehl, diretora clínica da clínica de reabilitação / recuperação para dependentes químicos de SP, informa que a reclusão dos pacientes só é recomendada quando o dependente químico ou o alcoólatra não consegue manter a abstinência do uso de drogas pelo tratamento ambulatorial ou internação domiciliar (em casa, com o apoio da família). Quando essas alternativas são ineficazes para os dependentes químicos, o médico aconselha a internação em clínica de recuperação gratuita em São Paulo, desde que seja a vontade do paciente portador da dependência química ou do alcoolismo. “Aqui não é pronto-socorro não ele disse. Recebemos pessoas com mais de 18 anos de idade e só por indicação médica”, informa a diretora da clínica de reabilitação em SP.

****Atenção, nós do Bella Clinic não trabalhamos com clínicas de reabilitação gratuitas, este é apenas um post informativo!!****

O tratamento gratuito em clínica de reabilitação em São Paulo é oferecido a partir do encaminhamento de pronto-socorro, Unidade Básica de Saúde (UBS), serviço ambulatorial, enfermaria psiquiátrica de hospital geral ou Centro de Atenção Psicossocial (Caps) em São Paulo também, unidade de saúde da rede municipal. O paciente recebe assistência multidisciplinar com terapeutas ocupacionais, nutricionistas, educadores físicos, psiquiatra juntamente com psicólogos, conselheiros em dependência química, enfermeiro, assistente social e outros. O custo diário da assistência chega a R$ 100 por paciente dependente químico ou alcoolista em recuperação.

Clínica de reabilitação para dependentes químicos e alcoólatras em São Paulo SP

Desde o primeiro dia de internação na clínica de recuperação para dependentes químicos e alcoólatras, a paciente Fernanda que é dependente química segue intensa rotina organizada por equipe multiprofissional da clínica. Ela e os demais internos da clínica de recuperação para dependentes químicos em São Paulo despertam às seis da manhã e vão para a cama por volta de 23 horas da noite. A programação diária da clínica de reabilitação em SP inclui atividades em grupo de educação física com educadores físicos (nas áreas verdes e internas), enfermagem, terapia ocupacional, assistência social, palestra de conselheiros dos Alcoólicos Anônimos (AA) e Narcóticos Anônimos (NA) que são os grupos mais conhecidos de auto ajuda do munto todo.

Para mulheres e para homens também

Há grupo feminino (somente para as mulheres) de discussões. A psiquiatra da clínica de reabilitação / recuperação Alessandra diz que elas sentem vergonha sim, são marginalizadas pela sociedade geralmente e demoram mais que os homens a procurar o tratamento normalmente: “A interna tem menos apoio familiar que o homem na recuperação / reabilitação. Nem sempre o companheiro dela vem visitá-la na unidade. Geralmente é separada ou a relação está desgastada devido a adicção ou dependência química, como preferir chamar”. No futuro, a diretora da clínica pretende reformar outros 30 leitos da clínica de recuperação em SP e ampliar o atendimento às mulheres dependentes de substâncias psicoativas.

A médica formada em uma universidade de São Paulo SP observa que entre os homens da clínica  a situação é oposta: a esposa frequenta a clínica de reabilitação para dependentes químicos regularmente. Para o caso do sexo masculino, os profissionais de saúde abordam trabalho, família, perdas, etc…: “Eles lamentam terem ingerido bebidas alcoólicas a vida toda porque atingiram uma certa idade e não construíram quase nada durante a sua vida toda, alguns deles se tornaram até impotentes sexuais e ainda dependem da família. O apoio familiar no tratamento dos dependentes de drogas é fundamental para a continuidade do tratamento após a alta médica”. Por isso, uma vez por semana os parentes participam de discussão em grupo. “Certa vez, os pais fizeram uma balada (festa) para comemorar a alta do paciente após ter saído dae uma clínica de recuperação / reabilitação. Por um triz a pessoa não voltou a beber. Mostramos que os mais próximos também precisam responsabilizar-se pela abstinência”, alerta a psiquiatra.

Clínica de reabilitação gratuita em SP

Clínica de reabilitação Gratuita em SP
****Atenção, nós do Bella Clinic não trabalhamos com clínicas de reabilitação gratuitas, este é apenas um post informativo!!****

A participação dos parentes no tratamento é muito expressiva, afirma a psicóloga Juliana. Informa que só há ausência em alguns casos de desestruturação familiar ou dificuldade financeira. Para reforçar a importância do apoio da família, a diretora da clínica de reabilitação planeja firmar parceria com uma instituição especializada em orientação de familiares de dependentes químicos e alcoólatras. “Pela primeira vez o serviço público no Brasil oferece internação em unidades clínicas com equipe multidisciplinar e os 12 passos baseados no A.A. e N.A. para auxiliar o tratamento de dependentes químicos e alcoolistas”, diz a psicóloga. Conselheiros terapêuticos das duas instituições de reabilitação em SP são contratados para bate-papo diário com os internos, que auxilia a recuperação dos dependentes químicos.

Kauã(*) é um dos conselheiros do N.A. (Narcóticos Anônimos) Está longe da bebida alcoólica e da droga ilícita há cerca de nove anos já: “Passo a experiência de como é muito gostoso viver limpo em recuperação”. O Kauã ensina que o paciente tem uma doença incurável, progressiva e fatal, independentemente do uso da droga ou álcool. Por isso, precisa estar sempre de bem com a vida para evitar recaída quando se está em recuperação.

No decorrer do tratamento da dependência química em uma clínica de recuperação, o paciente ganha fichas nas cores branca e laranja, que indicam ingresso no N.A. (grupo de auto ajuda) e afastamento das drogas por 30 dias. “Recuperei a autoestima e a dignidade no tratamento. Aqui, o atendimento nem se compara ao de uma clínica de recuperação particular, de R$ 3 mil por mês, onde fiquei internada e tive recaída após o tratamento”, frisa a jovem paciente da clínica de reabilitação. “Em breve, após a alta, o desafio será lá fora. Alta clínica não quer dizer sucesso no tratamento”, ressalta a psiquiatra.

Veja também:

A pintura em tela na terapia ocupacional é uma das atividades de que a paciente mais gosta. “Fugi das drogas, mas me tornei dependente de bebidas alcoólicas há tantos anos que nem me lembro quando comecei a beber. Só sei que de dois anos para cá piorei. Era estoquista de bebidas alcoólicas (álcool)”, recorda. Ela está internada há mais de um mês na clínica de recuperação e diz que aprendeu a valorizar a vida sem o uso e lamenta ter ignorado o papel de mãe durante a sua vida, pois as crises frequentes a distanciaram do filho de 9 anos. Para o futuro, planeja ser boa irmã, cuidar do garoto e trabalhar com o ex-marido.

Durante as aulas, a terapeuta ocupacional Marina Rodrigues estimula a ampliação das habilidades. Os internos rompem a dificuldade inicial de expressão, soltam a criatividade e produzem mosaico, decoupagem, pintura em tela. Uma das motivações para a abstinência é o esforço de largar o vício “só por hoje”, como ensina um dos 12 passos do AA e NA.  A expectativa é de que a meta diária se estenda até o fim da vida.

Abstinência das drogas e do álcool

Em média, o dependente químico ou o alcoólatra fica internado de um mês a 45 dias nestas clínicas de reabilitação / recuperação para dependentes químicos, de acordo com o caso pode estender-se por mais tempo. Segundo Alessandra, cada pessoa recebe atenção e cuidado individualizados “num ambiente totalmente adequado e livre de preconceitos. Recebemos desde médico, morador de rua, homossexual até transexual na clínica de recuperação. Priorizamos sempre o respeito, independentemente de sexo e posição social”. Em geral, os 15 primeiros dias da internação é o período mais crítico da desintoxicação. O dependente de bebidas alcoólicas pode sentir por muitas das vezes tremor, náusea, vômito, suor intenso, febre, insônia e até alucinação auditiva e visual. Oscilação de humor, irritabilidade, ansiedade e insônia são as principais queixas do usuário de drogas em abstinência. Sem contar a fissura pelo álcool e pela droga.

De acordo com uma pesquisa realizada, 41% dos dependentes químicos ou alcoólatras internados estão desempregados e 55% deles são solteiros; 30% concluíram o ensino médio e 7%, o ensino superior. Em relação à renda familiar, 29% ganham entre dois e três salários mínimos e 21%, mais que cinco salários mínimos. A idade média dos pacientes dependentes de substancias psicoativas é de 34 anos. As principais consequências entre os dependentes químicos são o transtorno afetivo bipolar, os transtornos de personalidade, a depressão recorrente, a esquizofrenia, obsessão pelo jogo, o transtorno de déficit de atenção e a hiperatividade

Dependentes usam vários tipos de entorpecentes

Quase a metade dos pacientes (48%) atendidos na Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas (Uniad) de S.B.C. SP é dependente de mais de uma substância. As mais comuns são cocaína, crack, maconha, álcool e cigarro. Esta é uma constatação de uma pesquisa realizada com dependentes tratados ou em atendimento na primeira clínica pública de dependência química do País.

“A predominância de usuários de múltiplas substâncias que alteram a mente e o humor se deve também ao fácil acesso as drogas e ao álcool até mesmo dentro de casa. O perfil destes viciados é extremamente marcado pela impulsividade e compulsão das mais diversas (sexo, jogos, compras geralmente). São os chamados dependentes cruzados, onde cada droga entra num contexto de aliviar o estado causado pela outra, como, por exemplo, excitação e calmaria”, afirma a Dra. psiquiatra Alessandra.

Quase 40% destas pessoas têm grau de dependência química ou alcoolismo muito grave de álcool e 30%, leve. Em 38% dos casos, a unidade registra diversos problemas relacionados ao uso de drogas e álcool em nível bem severo. Apenas 2% são atribuídos como nível leve do uso de substâncias. Do total de usuários atendidos, 75% têm alta clínica na clínica de recuperação e apenas 3% abandonam o tratamento para dependentes químicos e alcoólatras em SP. Nos seis meses de funcionamento, houve a reinternação de apenas quatro pacientes.

Jovens que geralmente seguem exemplo da família

Metade dos jovens que consome o álcool demasiadamente tem pai ou mãe que também ingere bebidas alcoólicas com frequência, aponta pesquisa do Centro de Referência em Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod). O levantamento realizado baseia-se nos atendimentos da unidade, realizados entre 2002 e 2009, com 512 pacientes entre 12 e 17 anos, que apresentaram sintomas preocupantes quanto ao uso de bebida alcoólica (álcool). Do total de dependentes químicos e alcoólatras ouvidas, 86% são homens. Desses, 256 afirmaram ter parentes que também fazem uso abusivo de álcool.

 

Para 4,36% dos entrevistados no programa, o álcool (bebida alcoólica) é a droga mais consumida. Entre aqueles que apontaram o álcool como droga principal, 22% começaram a beber aos 13 anos e 15%, aos 11. “O alcoolismo é uma doença que demora a ser diagnosticada. Não é um vício normal que se consolida rapidamente. Jovens que começam a beber precocemente preocupam porque com o passar dos anos esse hábito pode transformar-se em vício. Iniciar o vício no álcool ou nas drogas com pouca idade geralmente ocasiona sérios danos à saúde dos dependentes”, afirma um psicólogo, autor da pesquisa e coordenador do programa de adolescentes viciados do Cratod.

Serviço

Uniad recebe relatório médico de caso grave de intoxicação pelo uso de substâncias somente pelo FAX (11) 4353-5437. Paciente sujeito à triagem

Cratod oferece tratamento gratuito (Público) para dependentes de álcool, tabaco e outras drogas. Fica na Rua Prates, 165 – Bom Retiro

Veja centros gratuitos de tratamento contra dependência química no Rio

****Atenção, nós do Bella Clinic não trabalhamos com clínicas de reabilitação gratuitas, este é apenas um post informativo!!****

Clínica de reabilitação para dependentes químicos e alcoólatras gratuita no Rio de Janeiro no link abaixo:

Clínicas de reabilitação Gratuitas no R.J. Rio de Janeiro

O legal é que  o tratamento também é oferecido aos familiares dos dependentes químicos e alcoólatras.
E ainda há algumas opções no município do Rio de Janeiro e em Niterói, na Região Metropolitana.

TRATAMENTO PARA DEPENDENTES QUÍMICOS GRATUITO EM SP

****Atenção, nós do Bella Clinic não trabalhamos com clínicas de reabilitação gratuitas, este é apenas um post informativo!!****

Existem algumas opções sim onde a família do dependente químico ou do alcoólatra pode buscar ajuda para conseguir uma internação. O problema é que nestes locais só fazem a internação voluntária, ou seja, o paciente precisa querer o tratamento, não fazem internações a força.

CRATOD – Centro de referência de álcool, tabaco e outras drogas.

O CRATOD fica localizado na Rua Prates, 165 – Bom Retiro – São Paulo Capital. O atendimento lá é feito por ordem de chegada, familiares podem buscar informações neste local de segunda a sexta feira das 9 às 17 horas. A informação que consta no site do estado da cidade de SP é que o CRATOD atende famílias do centro de SP, caso a família seja de outra região pedem para procurar o CAPS mais próximo.

QUER SABER QUAL CAPS MAIS PRÓXIMO DE VOCÊ????

Região Norte clique aqui

Região Sul clique aqui

Região Leste clique aqui

Região Sudeste clique aqui

Região Centro-Oeste clique aqui

Mapa Completo clique aqui

O telefone para dúvidas a respeito é: 11.3329.4455

Fonte: http://www.saude.sp.gov.br/cratod-centro-de-referencia-de-alcool-tabaco-e-outras-drogas/

****Atenção, nós do Bella Clinic não trabalhamos com clínicas de reabilitação gratuitas, este é apenas um post informativo!!****

PROGRAMA RECOMEÇO

O Programa Recomeço é uma iniciativa do ESTADO DE SP também para tentar resgatar dependentes químicos principalmente os usuários de CRACK de São Paulo. O programa recomeço existe em quase todas as cidades do estados do Brasil, a família também deve buscar orientação inicialmente no CAPS mais próximo.

Para verificar o CAPS mais próximo clique no link abaixo e confira:

http://www.saopaulo.sp.gov.br/

O telefone para informações sobre esse programa é:  0800 – 2272863

ATENDIMENTO DAS 8H ÀS 18H

Fonte: http://www.saopaulo.sp.gov.br/

Tratamento em Grupo de Apoio para Dependentes químicos e alcoólatras.

Os maiores grupos de apoio são os que utilizam o programa de 12 passos sabia? Os Grupos estão espalhados pelo mundo inteiro, confira agora abaixo:

Narcóticos Anônimos para usuários de drogas.

Alcoólicos Anônimos para usuários de álcool.

IGREJAS EVANGÉLICAS E CATÓLICAS PELO BRASIL.

Algumas Igrejas Evangélicas e até mesmo a igreja católica possuem também algumas clínicas de reabilitação / recuperação para dependentes químicos e alcoólatras em sp e por todo o Brasil onde se denominam, Clínica de recuperação Gratuita ou clínica de reabilitação gratuita.

Procure a mais próxima e pergunte se o local tem esse serviço.

Tratamento em Grupo de Apoio para familiares.

A família também fica doente, você sabia disso? e desorientada quando se tem um dependente em casa.

Um ótimo Grupo de Apoio Familiar é o AMOR EXIGENTE!!

https://amorexigente.org.br/

NÃO POSSUÍMOS CLÍNICAS GRATUITAS NA BELLA CLINIC

Nosso intuito com essa pagina é passar somente informações sobre clínica de recuperação gratuita e ajudar também quem está procurando por clínica de reabilitação gratuita, porem nossas unidades são todas pagas, pois são unidades particulares de tratamentos. Caso deseje informações sobre unidade de baixo custo entre em contato conosco. Possuímos comunidades para dependência masculina com parcelas a partir de R$600,00.

Clínica de reabilitação gratuita em Minas Gerais MG

 

Clique no link abaixo e tenha acesso ao site direto da clínica de recuperação para dependentes químicos gratuita em Minas Gerais.

Metodologia e Instrumentos Terapêuticos

O Programa Terapêutico utilizado na clínica de reabilitação é baseado no modelo de intervenção psicossocial com foco no indivíduo (paciente), em sua existência-sofrimento, resgate da autonomia e cidadania, combate ao estigma e preconceito e a efetivação de um cuidado em saúde alinhado a defesa dos direitos humanos.

Nesse Programa de tratamento utilizado na clínica de recuperação, todos os indivíduos participam ativamente, colaborando uns com os outros, partilhando informações, servindo de modelos, estabelecendo um sistema de normas e valores definidos e uma comunicação aberta nos relacionamentos individuais e grupais.

O PROGRAMA É DIVIDIDO EM 4 FASES

DESINTOXICAÇÃO

Fase de adaptação e sensibilização, enfoque na acolhida, no fazer pertencer. Período de conhecer o Programa.

CONSCIENTIZAÇÃO

Fase do autoconhecimento, exploração das raízes da doença, estreitamento dos relacionamentos, foco em si mesmo, no comportamento e aspectos emocionais.

REINSERÇÃO SOCIAL

Enfoque na prevenção de recaída e ressocialização familiar,
social e profissional.

PÓS-TRATAMENTO

Fase de pós-alta, com enfoque na manutenção da prevenção de recaída e acompanhamento da reinserção social, familiar e profissional.

http://ctbompastor.org.br/

****Atenção, nós do Bella Clinic não trabalhamos com clínicas de reabilitação gratuitas, este é apenas um post informativo!!****

INSTRUMENTOS TERAPÊUTICOS

Acolhimento do dependente químico
*Grupos de espiritualidade (ecumênicas)
*Reunião comum de manhã
*Grupo de resgate profissional
*Oficinas de artes
*Oficina de música
*Grupos terapêuticos
*Psiquiatria
*Atendimento psicoterápico individual
*Laborterapia (trabalho)
*Grupo de 12 passos
*Atividades de esporte / lazer
*Alimentação e promoção de hábitos saudáveis
*Atividades de promoção de autocuidado
*Grupo de prevenção de recaída
*Assembleia da casa
*Grupo de reformulação
*Programa de atenção familiar
*Atividades (externas)
*Atividades para promoção de aprendizagem
*Seminários / palestras

Saiba mais sobre o tratamento em: http://ctbompastor.org.br/

 

Clínica de recuperação / reabilitação para dependentes químicos sp gratuita

Clínicas de recuperação / reabilitação gratuita (sem pagar) em SP nem sempre tem o tratamento para dependentes químicos ou alcoólatras adequado para o paciente que procura um tratamento de recuperação para sua dependência química, psíquica ou alcoólica.

Hoje em dia existem varias formas de se conseguir um tratamento em clínica de recuperação gratuito ou em clínica de reabilitação, você pode optar pelo Disque recomeço,  internação compulsória, ou pode optar por casa de reabilitação sp gratuita.

O Disque recomeço é um programa estadual de enfrentamento ao crack (pedra) e outras drogas como o álcool e pode te ajudar no tratamento da dependência química ou do alcoolismo em sp, para o tratamento   o site é http://programarecomeco.sp.gov.br/ e o telefone de contato é 0800-2272863.

O CRATOD TAMBÉM É UMA OPÇÃO DE TRATAMENTO – Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas também pode ajudar a encontrar de uma clínica de reabilitação / recuperação gratuita em sp, eles tem diversos locais para tratamento na Capital – SP.

Abaixo temos uma pequena lista de cidades onde tem diversos centros de tratamento para o dependente químico gratuito (sem pagar).

Centro de São Paulo, Prates, Ipiranga SP, Jabaquara, Mooca, Penha, Sacomã zona sul, Sapopemba, Vila Mariana, Quixote Infanto Juvenil, Ermelino Matarazzo, Guaianazes, Itaquera, Jd. Nelia, São Mateus, São Miguel, Capela do Socorro, Santo Amaro zona sul SP, Jd. Ângela, Brasilândia, Cachoeirinha SP, Pirituba SP, Santana.

Vila Madalena/ tem o PROSAM
Rua Heitor Penteado, 1448 – Sumarezinho
São Paulo – SP, 05437-001, Brasil
Telefone: 3862-1385

Pinheiros SP
Rua Nicolau Gagliardi, 439 – Pinheiros
São Paulo – SP, 05429-010, Brasil –
Telefone: 3816-3959

Jabaquara SP
Praça Barão de Japurá, 1 – Vila Guarani (Zona Sul)
São Paulo – SP, Brasil
Telefone: 5011-1583

Vila Mariana zona sul de SP
Avenida Ceci, 2101 – Planalto Paulista
São Paulo – SP, 04065-004, Brasil
Telefone: 2275-3432

Hospital das Clínicas oferece atendimento gratuito a dependentes químicos

O Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP oferece um tratamento diferenciado e multidisciplinar para dependentes químicos e alcoólatras. A unidade disponibiliza de atendimento médico psiquiátrico, psicoterapia de grupo, reabilitação psicossocial, treinamento de aptidão física para os dependentes, orientação para as famílias e nutricionista a dependentes químicos e alcoólatras.

A Unidade de Dependência Química e alcoolismo fica na rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 471, 3º andar, Cerqueira César, São Paulo, próximo à estação Clínicas do metrô.

Mais informações sobre o tratamento para dependentes químicos ligue: (11) 3069-7899

Confira a lista de clínicas de reabilitação / recuperação especializadas em atendimento a dependentes químicos e alcoólatras aqui do estado de São Paulo aqui.

Saiba agora aqui como conseguir uma internação para dependentes químicos gratuita em uma clínica de reabilitação / recuperação pelo SUS

Sus para internação em clínica de reabilitação em São Paulo

A internação para dependentes químicos e alcoólatras é um dos caminhos mais lembrados como tratamento para a dependência química e alcoolismo no Brasil e, embora existam muitas opções particulares, quem depende do Sistema Único de Saúde (SUS) tem dificuldade em encontrar uma clínica decente para internação. Por isso, separamos alguns caminhos para conseguir internação para dependentes químicos ou alcoólatras pelo SUS.

****Atenção, nós do Bella Clinic não trabalhamos com clínicas de reabilitação gratuitas, este é apenas um post informativo!!****

Mas será que a internação é para todos?

A internação para o dependente é um direito de todos, porém, não é recomendado para todas as pessoas. A gente explica: após a Reforma Psiquiátrica, mudou o foco das hospitalizações como centro do tratamento aos dependentes químicos. Com isso, a prioridade do governo é o atendimento ambulatorial (sem internação).

A internação de dependentes químicos é vista como uma opção quando o paciente já está em um estágio muito grave, correndo sérios riscos, fazendo furtos para manter o vício das drogas ou do álcool, sofrendo crises de abstinência fortes, overdoses ou quando há baixa adesão aos outros métodos de tratamento da dependência. Tudo dependente do diagnóstico médico e o perfil do dependente químico ou do alcoólatra.

Veja mais sobre esta matéria em: http://kairosvida.com.br/blog/blog-01/

Internação de dependentes químicos pelo SUS

Como você acompanhou a matéria acima, a internação de dependentes químicos em clínicas de reabilitação / recuperação pelo SUS existe, mas não é tão simples não.

E se o SUS não internar o que posso fazer?

Sabemos que algumas vezes, o paciente dependente químico apresenta todos os critérios para a internação na clínica, mas o SUS não interna o dependente. Nesses casos há duas possibilidades: você buscar instituições filantrópicas ou até mesmo recorrer à Justiça sabia?

Qual o método de tratamento geralmente utilizado nas clínicas de reabilitação gratuitas em SP?

Método de Tratamento Das Clínicas de Reabilitação / Recuperação Gratuitas em SP

1ª Etapa do tratamento realizado nas clínicas:

 Aspecto Físico da doença da adicção, desintoxicação dos pacientes e adaptação ao convívio com os outros residentes; conhecimento do programa de 12 passos de N.A. e A.A.; Reeducação alimentar com nutricionista especializada, bem como aspectos físicos da doença fragilizados pelo motivo do uso compulsivo da drogas e bebidas alcoólicas.

2ª Etapa do tratamento da dependência química em SP:

 Aspecto Psicológico da doença da adicção (autoconhecimento de seu eu interior e de sua doença chamada dependência química, adicção ou alcoolismo) Terapias e psicologia aplicada.

3ª Etapa da recuperação em SP:

 Aspecto Espiritual da doença da dependência química ou do alcoolismo (valorizar as pequenas coisas da vida diária e desta maneira valorizar a vida toda em o uso de substâncias) Fé em um poder superior maior do que nós que seja cuidadoso e amoroso.

Os princípios fundamentais que regem as clínicas de recuperação / reabilitação para dependentes químicos em SP são: O AMOR, DISCIPLINA, RESPONSABILIDADE, ESPIRITUALIDADE, LIBERDADE e TRABALHO, visando à melhoria da qualidade de vida do dependente e sua família.

A Dependência Química assim como o alcoolismo são doenças: progressivas, incuráveis e fatais que afetam todas as áreas das nossas vidas, logo a recuperação também é e tem que ser progressiva, contínua e traz uma vida em plenitude em todas as áreas. Não existe uma cura não ainda, médico ou remédios, pois ela é incurável. O que podemos fazer é tratar e estacionar esta doença. O modelo de internação para dependentes químicos que seguimos é o de conscientização dos dependentes químicos. Baseado na filosofia de doze passos de Alcoólicos Anônimos (AA) e Narcóticos Anônimos (NA), estamos alcançando excelentes resultados.

Oferecemos aos pacientes das clínicas de reabilitação, dentro de nossas dependências clínicas o programa de doze passos, espiritualidade, terapia racional emotiva, programa de prevenção a recaída, arte terapia, vídeo terapia, laborterapia, atendimento psicológico individual e em grupo, quatro refeições diárias e demais necessidades para a recuperação do interno.

Atividades Terapêuticas

Espiritualidade (ecumênica quase sempre)

Realizada após o café da manhã é a primeira reunião do dia. Cantamos louvores no início da reunião, depois é lido um capítulo da Bíblia Sagrada e aberto para que o grupo comente ao término o facilitador da reunião faz as considerações finais e cantamos novamente pedindo ao nosso poder superior (DEUS) orientação em nosso dia.

Reunião de sentimentos para desabafar:

Esta reunião tem por objetivo, fazer com que o residente partilhe os sentimentos identificados no decorrer do dia. É muito importante esta reunião de partilha, pois o residente aprende a identificar e expressar seus sentimentos, tornando-se conhecido para o restante do grupo, e ouvindo sua própria voz falando de si. Este também ouve as individualidades do outro. Tudo isso com a possibilidade de ouvir retorno dos companheiros. O retorno é uma forma de avaliação, e de ser ajudado por parte dos companheiros aos sentimentos que vive o partilhador, sempre com intuito de crescimento na recuperação. É através dos retornos que os companheiros, a partir de suas experiências sugerem alternativas. Sempre quando alguém partilha seus sentimentos, eles coincidem com os sentimentos de outros companheiros ali presentes, formando-se assim, elos de união e objetivos comuns.

Psicoterapia Individual e em grupo em algumas unidades:

Este atendimento possibilita com que o residente entre em contato com suas dificuldades e consiga alternativas viáveis ao seu equilíbrio emocional, promovendo o desbloqueio de núcleos de conflitos que geram situações tensionais. Propicia um espaço de reflexão, buscando estratégias de enfrentamento para situações de risco, tão necessárias na vida de um dependente químico.

Reunião de 12 Passos baseado no Narcóticos Anônimos e Alcoólicos Anônimos que existe no mundo inteiro:

Reuniões ministradas com o objetivo de oferecer aos residentes, aprendizado e reflexão sobre os passos, princípios espirituais e toda a literatura de Narcóticos Anônimos.

Laborterapia: (Trabalho com terapia)

Atividade realizada no período da manhã geralmente após a espiritualidade e o café da manhã. Nossos objetivos com a Laborterapia, além da “não ociosidade”, são inúmeros; por exemplo: Trabalhar os sentimentos (mágoa, orgulho, frustração, perda, raiva, amor, etc.);

  • Descobrir e desenvolver as habilidades dos dependentes químicos;
  • Elevar a autoestima deles;
  • Enxergar que é possível sim ainda produzir, visando a responsabilidade com o crescimento possibilidade de ver o fruto da produção juntamente como falado anteriormente;
  • Aceitar limites e regras que fazem parte da vida de todos nós e ter disciplina que é fundamental na recuperação;
  • Perceber suas responsabilidades;
  • Assimilar a ajuda mútua;
  • Desenvolver a percepção e a preocupação com o outro;

Concentração e Atenção;

  • Desenvolver noção de começo, meio e fim de uma atividade;
  • Aprimoramento de conduta e caráter;
  • Organização, Reabilitação física, entre outros.

* Os trabalhos são executados em grupos, divididos.

 

TRE – Terapia Racional Emotiva (bem famosa):

São reuniões semanais que ensinam o dependente a como lidar com os sentimentos. Estudamos: A Raiva, A Vergonha, Rei Bebê, O Luto, Pensamento Destrutivo e outros temas. Estes estudos são muito importantes na recuperação.

P.P. R – Programa de prevenção a recaída (muito importante no tratamento:

Essa reunião é muito importante, mostramos para os residentes algumas ferramentas que devem ser utilizadas após o período de internação. São os “EVITES E OS PROCURES”. EX: PROCURE um hobby, ir à sala de anônimos, uma religião, novas amizades, etc. EVITE velhos amigos, velhos hábitos, velhas ideias, etc.

Observação: Se a pessoa trabalha em alguma empresa registrado ou trabalhou nos últimos 12 meses registrado em carteira de trabalho ou paga o Carnê do INSS, o Psiquiatra da clínica de reabilitação geralmente emite um laudo com CID da Doença (Dependência Química) que vai do F 10 ao F 19 e conseguimos dar entrada no Auxílio-doença para nossos Pacientes!

Somos especializados no encaminhamento e tratamento de usuários de álcool e drogas, entre em contato conosco e tenha acesso aos melhores tratamentos PAGOS, nós da Bella Clinic não tralhamos com clínicas GRATUITAS, apenas fizemos este post informativo para vocês terem acesso as informações disponíveis hoje em dia em relação aos tratamentos gratuitos disponibilizados no Brasil.

Leave a Comment