a importância em escolher uma clínica de reabilitação em sp

A importância de escolher uma clínica de reabilitação em SP

Veja ainda:

5 ALTERNATIVAS DE TRATAMENTOS PARA DEPENDENTES QUÍMICOS

A importância de escolher uma clínica de reabilitação em SP e em qualquer lugar do Brasil, saiba porque é fundamental que a família esteja atenta

na hora dessa decisão tão delicada.

Muito se fala contudo a respeito de tratamento da dependência química, o novo pacote de leis anti-drogas aprovado pelo Governo Federal

prevê de fato uma série de mudanças na legislação sobre o tratamento ao qual deve ser destinado aos dependentes químicos.

Nosso objetivo com esse post, sobretudo é fazer com que as pessoas se questionem e busquem informações antes de tomar esse passo.

Buscar conhecer a clínica é primordial, sobretudo para saber o que ela oferece e como isso pode ser de fato útil para a recuperação de seu ente querido.

Uma série de coisas devem ser checadas, portanto, antes de escolher um local onde seu ente querido deve ser internado.

Uma série de comunidades terapêuticas vem nascendo como espaço sobretudo de internação temporária para dependentes químicos.

As comunidades terapêuticas nasceram no final dos anos 60, e floresceram a pouco tempo, pois até bem pouco tempo o Brasil não possuia

de fato políticas públicas para tratar dependência química, no entanto, 82% dessas unidades estão vinculadas à igrejas.

Até a chegada das comunidades terapêuticas, no entanto, droga era caso de polícia e não de tratamento.

Com o avanço da ciência em busca de tratamento efetivo para a doença que é a dependência química, a mudança na legislação permitiu então que

as comunidades terapêuticas avançassem no propósito de tratamento à dependência química.

Uma das prioridades desse Governo é assegurar recursos públicos para o funcionamento das comunidades terapêuticas.

No entanto, a destinação de recursos para comunidades terapêuticas acontece desde 2011.

Tratamento de álcool e drogas
Clique aqui e conheça as nossas opções de Clínica de reabilitação em SP

Só em 2018 o Governo liberou mais de 98 milhões para as clínicas de reabilitação em SP e em todo o Brasil.

Verificar a seriedade das clínicas de reabilitação

No entanto, essas clínicas de reabilitação, comunidades terapêuticas custeadas pelo governo e que oferecem tratamento gratuito deixam muito a desejar.

É importante lembrar que a recuperação portanto só deve ser efetiva quando é oferecida uma série de tratamentos como por exemplo,

Atendimento periódico com psicólogos, psiquiatras, terapeutas, alimentação balanceada e saudável.

A espiritualidade é sem dúvidas importante, no entanto, não é só isso que vai garantir a efetividade do tratamento.

Em muitas dessas comunidades terapêuticas onde são empregados os recursos públicos para funcionamento

não há uma fiscalização efetiva, e há casos inclusive de castigos, opressões e agressões ao qual não devem nem de longe fazer parte de um projeto de recuperação.

Outras irregularidades são constantemente notadas nesses estabelecimentos,

como por exemplo: para acolher menores de idade a comunidade terapêutica deve atender as normas do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)

É preciso se atentar a uma série de práticas que não condizem com o tratamento onde uma clínica de reabilitação em sp e em todo o Brasil – A importância de escolher uma clínica de reabilitação em SP

de cunho sério, práticas essas que não recuperam, pelo contrário, podem gerar traumas e agravar ainda mais o problema.

Práticas como: castigo físico, trabalho análogo a escravidão, medicação injustificada, privação de liberdade e eletrochoques.

Estruturas sem alimentação suficiente, quartos sem cama, entre outras atrocidades que caracterizam os locais como verdadeiros depósitos humanos.

Vale lembrar que o ponto de privação de liberdade deve ser observado da seguinte ótica:

A internação pode acontecer involuntariamente por até 180 dias por lei, mais do que isso a lei não permite.

Deve ser feita em ambientes devidamente regularizados para essa prática, os pacientes devem receber toda a estrutura de tratamento necessário

e os parentes que podem fazer essa internação involuntária, devem ter vínculos consanguíneos com o dependentes químico em questão.

Internação involuntária – A importância de escolher uma clínica de reabilitação em SP

clinica de reabilitação em São Paulo
tratamento de dependentes químicos em todo o Brasil

A clínica, além disso, deve entrar em contato com o Ministério Público em até 72 horas, comunicando sobre a internação em questão.

A falta de cuidado por parte do Estado com a regulamentação e principalmente fiscalização desses

centros recuperação causa uma série de problemas, um exemplo disso é que no Rio Grande do Norte, por exemplo,

Um trabalho criterioso do Ministério Público, no entanto, denunciou a violação de direitos em comunidades terapêuticas por todo o Brasil.

o trabalho inclusive, relatou uma série de casos de violência e trabalho forçado

que configurariam até mesmo tortura e crime análogo a escravidão em instituições nas cinco regiões de todo o país.

O estudo mostrou uma série de abusos por parte dessas comunidades terapêuticas,

Em Lagoa Santa (GO), por exemplo, diversas mulheres relataram terem sido obrigadas a pedir dinheiro em ônibus devidamente uniformizadas com roupas da comunidade terapêuticas.

Os problemas encontrados ao aceitar uma clínica gratuita ou extremamente barata:

a importância de uma equipe multidisciplinar no tratamento da dependência química
Tratamento- a importância de uma equipe multidisciplinar no tratamento de dependentes químicos

Desconfie de preços muito abaixo do mercado ou de clínicas que fornecem internação gratuita, embora boa parte delas seja séria.

Nossa dica é sempre conhecer o ambiente antes, visitar, fazer perguntas, pedir para ver a documentação e sobretudo conversar com os profissionais.

Contudo, nunca deixe de questionar todos os pontos e métodos de tratamento ao escolher uma clínica de reabilitação em Sp e em todo o Brasil.

A laborterapia, terapia aplicada na imensa maioria das clinicas de reabilitação em SP e em todo o Brasil, nessas comunidades que não são sérias

são feitas com intuito de maximização de lucros, os proprietários dessas unidades economizam nas contratações colocando os internos para fazer esse trabalho.

Lembrando que essa prática é condenada pela reforma psiquiátrica e não aponta sequer uma melhora no quadro, muito pelo contrário.

É comum também que essas clínicas / comunidades terapêuticas aumentem a carga de trabalho dos dependentes químicos como forma de castigo.

O que configura outra prática abominável e que não demonstra mudança nenhuma no quadro dos pacientes.

No Mato Grosso, no entanto, a procuradora Deborah Duprat chegou a presenciar um interno de uma comunidade terapêutica, sendo obrigado a ficar de pé, embaixo

Do sol por dois dias seguidos como forma de castigo, por mau comportamento.

Já em Minas Gerais, sobretudo, houve um interno que, em razão também de mau comportamento, foi obrigado a copiar o Salmo 119 da Bíblia inúmeras vezes.

A legislação brasileira é muito clara quanto a idade em que os dependentes químicos devem ser internados, regime de internação, constante inclusive na resolução da Anvisa.

Qualquer espécie de castigos físicos, psicológicos ou morais são proibidos a internos e pessoas com distúrbio mental e dependentes do consumo álcool ou outras drogas.

Nessa investigação foram ainda constatados dormitórios em que viviam misturados internos homens, mulheres, jovens, adultos, idosos, menores, pessoas com distúrbios além de baixa mobilidade.

Dependentes químicos e pessoas com transtornos mentais, sem nenhum respaldo ou tratamento diferenciado. A importância de escolher uma clínica de reabilitação em SP

Em uma dessas comunidades terapêuticas, em Minas Gerais, havia inclusive uma criança de 11 anos, encaminhada à instituição por determinação judicial.

É importante saber que , de acordo com a portaria do Ministério da Saúde de 2011, apenas pessoas adultas podem ser alvo de internação em comunidades terapêuticas.

Pessoas Idosas, de acordo com o estatuto que garante seus direitos no Brasil, deveriam receber tratamento diferenciado

Só podem ser internados em instituições de saúde, próprias para esse público.

A boa notícia no entanto, é que nem todas as comunidades terapêuticas / clínicas de reabilitação em SP e em todo o Brasil seguem essas práticas horrorosas.

A absoluta maioria dessas unidades prestam um serviços de qualidade, humanismo e respeito.

É importante saber também que muitas dessas comunidades terapêuticas cobram pelo serviço para que possam oferecer qualidade e atender a toda a regulamentação, legislação e normas vigentes.

as verdadeiras comunidades terapêuticas realizam exclusivamente acolhimento voluntário, outro ponto que deve ser sempre lembrado.

clínica de reabilitação em sp

O acolhimento para pacientes involuntários deve ocorrer sempre em clínicas de reabilitação.

São mais de 2 mil comunidades terapêuticas em funcionamento no país.

O Grupo Bella Clinic nasceu da intenção de ajudar dependentes químicos e familiares a encontrarem uma solução prática com tratamento eficaz

para a dependência química e alcoolismo, unidades sérias que visam a recuperação, tratam os pacientes sobretudo com amor.

Castigos, trabalho escravo não são práticas de solução para a dependência química, por isso a Bella Clinic visita todas as unidades de sua plataforma

para dessa forma, garantir que os serviços oferecidos estão realmente sendo entregues.

Trabalhamos com clínicas sérias que visam o bem-estar do paciente e tratam inclusive seus familiares.

Nosso sistema de tratamento oferece transparência e atendimento 24 horas para melhor atender você que está com essa difícil tarefa de encontrar uma boa

clínica de reabilitação para dependentes químicos.

Entre em contato conosco e conheça melhor nossas opções de tratamento.

Além das clínicas de reabilitação, contamos com uma série de tratamentos alternativos para dependentes químicos e alcoólatras.

Lembre-se a dependência química é sobretudo uma doença e só o amor, o humanismo, o respeito, a esperança e a compaixão podem vencer esse mal.

Dependentes químicos são pessoas doentes e pessoas doentes precisam de tratamento, não de castigo ou humilhação.

Escolha de forma assertiva, conte conosco para lhe ajudar nesse momento tão delicado!

Leia também:

INTERNAÇÃO PARA ALCOÓLATRAS EM CLÍNICAS DE REABILITAÇÃO