Clínica de dependentes químicos e alcoólatras em SP – Entenda como funciona o tratamento de dependentes químicos em clínica de recuperação

Veja ainda relacionados a Clínica de dependentes químicos e alcoólatras em SP:

Quais são os tipos de tratamentos para dependência química (bellaclinic.com.br)

As 10 melhores clínicas de recuperação masculinas em SP (bellaclinic.com.br)

15 Opções em clínica de recuperação em SP que aceita plano de saúde (bellaclinic.com.br)

Muitas dúvidas de fato surgem quando o assunto é tratamento de dependentes químicos em clínica de recuperação.

A princípio vamos nos apresentar.

Se você é novo por aqui, muito prazer e seja bem vindo.

Clínica de dependentes químicos e alcoólatras em SP

Somos a Bella Clinic, mais que uma plataforma digital somos um canal de ligação entre famílias e dependentes químicos a clínicas de reabilitação em todo o Brasil.

Nosso objetivo é de fato alinhas expectativas e fazer com que você encontre a clínica ideal, trabalhamos com mais de 400 opções de clínicas de recuperação em todo o Brasil.

Entre em contato conosco para conhecer melhor as nossas opções, nossa central de relacionamento funciona 24 horas ao dia, 7 dias por semana.

Nossa equipe poderá te apresentar as melhores opções em clinica de reabilitação em SP e em todo o Brasil.

Trabalhamos com internações para dependentes químicos, alcoólatras, farmaco dependentes e pacientes de saúde mental em geral.

Em clínicas particulares e por plano de saúde.

Unidades Masculinas, Femininas, Mistas, para menores, para adultos e para idosos, portanto, antes de fechar qualquer negócio, não deixe de falar conosco!

Preços / método de tratamento / Tempo de tratamento – Clínica de dependentes químicos e alcoólatras em SP

Clínica de dependentes químicos e alcoólatras em SP
Clínica de dependentes químicos e alcoólatras em SP

Os valores para a internação podem variar muito de acordo com o padrão da clínica escolhida pela família, temos opções de baixo custo, médio e alto padrão.

os padrões das clínicas variam de acordo com:

  • Variedade de cardápio
  • Periodicidade de atendimento com psicólogos e psiquiatras
  • Currículo e experiência dos profissionais da unidade
  • Estrutura física
  • Capacidade total de pacientes

Em média uma clínica de baixo custo pode custar entre 7x 700,00 até 7x 900,00 tratamento de 6 meses, já uma clínica de médio padrão pode ter custo em torno de 7x 1.000,00 a 7x 2500,00.

A partir de7x 2500,00 já é possível encontrar opções de alto padrão, ou seja, clínicas mais completas.

O tempo de tratamento sugerido é de 6 meses, ou seja, 180 dias.

Nesse período o paciente é assistido por equipe multidisciplinar composta por psicólogos, terapeutas, equipe de enfermagem, entre outros profissionais.

O tempo pode ser flexibilizado caso o paciente não disponha desse período para a internação.

O método de tratamento utilizado pode ser os doze passos de NA e AA associado a outras terapias como por exemplo a racional emotiva, cognitiva comportamental

e o programa de prevenção a recaídas além dos atendimentos individuais e em grupo com esses profissionais.

Internação Voluntária – Clínica de dependentes químicos e alcoólatras em SP:

Clínica de dependentes químicos e alcoólatras em SP
Clínica de recuperação em sp – dependentes químicos

A internação quando se dá de forma voluntária, como o próprio título já sugere , é aquela feita com o consentimento do adicto, que

deve portanto assinar uma declaração dizendo que é de sua própria vontade ser internado em uma clínica de dependentes químicos e alcoólatras.

Assim, de fato, essa categoria de internação ocorre quando há uma solicitação formal do dependente químico ou ainda do médico que acompanha a situação desse adicto.

Internação Involuntária:

Critérios para a internação de dependentes químicos

Trata-se de fato uma modalidade ao qual é aplicada quando o adicto perdeu por inteiro a noção de escolha e não reconhece absolutamente nada sobre o perigo a que está exposto

e o risco que representa para os parentes e para pessoas com quem possui contato, em virtude do uso abusivo de drogas e álcool.

O excesso de uso das substâncias químicas de fato agora atingiu um nível em que a pessoa tem sua inteligência psíquica e seu senso crítico

inteiramente comprometidos e portanto não consegue, por si só, ir atrás de ajuda e tratamento.

Muitas vezes esse dependente químico sequer reconhece que é doente, e crê, todavia, que pode parar de usar quando quiser.

Não enxerga ao menos os estragos que o consumo abusivo traz para sua vida.

Neste caso, no entanto ou a internação em clínica de reabilitação ou ainda a hospitalização é acionada por familiares com vínculo de parentesco de primeiro grau, que significa

dizer, os pais, filhos e avós.

IMPORTANTE: Os cônjuges não possuem este tipo de permissão.

Feito então a solicitação, é extremamente importante, que o dependente químico seja examinado por um médico,

acompanhado de uma equipe multidisciplinar, onde deverão de fato declarar um laudo contendo a necessidade ou não da hospitalização / internação.

Esse laudo é legalmente obrigatório para internação involuntária.

A LEI JÁ GARANTE AOS PARENTES CONSANGIUÍNEOS DE PRIMEIRO GRAU O DIREITO A REALIZAR UMA INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA, PORTANTO, NÃO É NECESSÁRIA INTERVNÇÃO JUDICIAL NESSE CASO.

Quando a Internação é Compulsória:

Para que de fato a categoria de internação compulsória aconteça, é sobretudo essencial que seja feita uma ordem judicial de internação, mesmo que contra a vontade do adicto.

Portanto, essa ordem judicial mostrará a resposta do juiz a uma solicitação feita por um médico, que pode ou não ser aceita pelos parentes.

A internação compulsória portanto é feita por determinação judicial somente ainda pode ser uma opção de providência cautelar caso um crime seja cometido por um indivíduo que estava sob o efeito de drogas, por exemplo,

Nessa modalidade de internação, ainda haverá portanto a necessidade da existência de um laudo médico comprovando a necessidade do tratamento.

Só depois dessa análise do parecer médico e judiciário portanto e das condições de segurança do local, que o juiz fará a ordem determinando a internação do dependente químico

Portanto, o diferencial que existe na internação compulsória, é que o juiz não pode interferir no tratamento e somente os especialistas podem estipular o seu fim, equipe multidisciplinar e médicos.

Sendo assim, portanto, ao contrário da internação involuntária, onde a pessoa que a autorizou pode pedir a interrupção e o encerramento.

Encontre as melhores opções em tratamento de dependente químicos e alcoólatras com a Bella Clinic entre em contato conosco agora mesmo.