Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

Clínica de recuperação em São Paulo – o que é?

Clínica de recuperação em São Paulo – Clínica de reabilitação em São Paulo

Tratamento para dependentes químicos em clínica de recuperação SP

Clínicas especializadas no tratamento de alcoolismo e dependência química – ache aqui!

Tratamento para dependentes químicos e alcoólatras por meio de convênio médico/plano de saúde.
 
 
O post de hoje, portanto, traz informações sobre alguns aspectos que devemos levar em conta quando estamos procurando tratamento para dependências química e/ou alcoolismo. Ótima leitura!
 
 
Antes de buscar uma clínica de recuperação e reabilitação sobretudo para alguém que você considera de fato muito, procure orientação e ajuda psicológica para você e para o adicto.
 
 
Tarefa das mais complicadas, e sobretudo delicadas, é a de conviver com parentes ou amigos que sofrem com a dependência química  e/ou alcoolismo.

Para isso, entretanto,  necessitamos de muita atenção e calma, todavia paciência, logo, procurar o apoio profissional, como o de psicólogos, ou de uma clínica de reabilitação, 

é essencial para que o paciente tenha um tratamento efetivo e menos traumático.
 

Porém , todavia, muitos tem uma grande dúvida: é preciso levar todavia o dependente químico ao psicólogo antes de procurar assistência de uma unidade de recuperação/reabilitação?

Pensando nesta questão, de fato, responderemos a ela, e outras perguntas, para que você faça a preparação mais adequada.

Continue a nos acompanhar e saiba mais!
 

Importância do psicólogo no tratamento para dependência química

alcoólatra tratamento, clinica, clínica de dependente químico, clinica de dependentes quimicos, clinica de drogados, clinica de reabilitação, clínica de reabilitação convênio médico, clínica de reabilitação de alto padrão, clinica de reabilitação em minas gerais, Clinica de reabilitação em São Paulo, clínica de reabilitação em São Paulo SP, clinica de reabilitação em sp, clinica de reabilitação feminina, Clinica de reabilitação feminina em São Paulo – Clinica de recuperação em SP, Clínica de reabilitação para alcoólatras em SP, clinica de reabilitação para dependentes químicos, Clinica de reabilitação que aceita plano de saúde, CLINICA DE REABILITAÇÃO SÃO PAULO, CLINICA DE REABILITAÇÃO SP, CLINICA DE RECUPERAÇÃO, clinica de recuperação em sao paulo, clinica de recuperação em são paulo, clínica de recuperação em São Paulo SP, clinica de recuperação em sp, clinica de recuperação feminina, CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO MASCULINA, CLINICA DE RECUPERAÇÃO PARA ALCOÓLATRAS, clinica de recuperação para dependentes químicos, clinica de recuperacao sp, clinica para alcoólatras, clinica para dependentes quimicos, INTERNAÇÃO, Internação de dependentes químicos, Internação em clínica de reabilitação, INTERNAÇÃO EM CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO, internação em clínicas de reabilitação, internação em uma clínica de reabilitação, internação involuntária, Internação Involuntária em SP, internação involuntária SP, internação para alcoólatras, internação para dependente químico, internação para dependentes químicos, internação para dependentes químicos em São Paulo, internação para drogados, internação voluntária, internação voluntária em São Paulo, internação voluntária em SP, Internação: Clínica de recuperação em São Paulo, internar contra a vontade, internar em uma clínica de reabilitação em São Paulo, TRATAMENTO, tratamento alcool e drogas, tratamento clinica de recuperação, tratamento da dependencia quimica, tratamento da dependência química, tratamento de álcool e drogas, tratamento de dependentes químicos, tratamento dependencia química, tratamento dependência química, tratamento dependente quimico, tratamento do alcoolismo, Tratamento em clinica de recuperação em SP, tratamento feminino em clinicas de reabilitação, TRATAMENTO PARA ALCOÓLATRAS, tratamento para alcoolismo, TRATAMENTO PARA DEPENDENTE QUIMICO, tratamento para dependentes quimicos, tratamento para dependentes químicos, tratamento para dependentes quimicos em são paulo, tratamento para dependentes quimicos em sp, tratamento para dependentes químicos SP
Importância do psicólogo

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo


 
 A dependência química é sobretudo uma patologia crônica e que progride de fato aos poucos, que não tem uma cura em definitivo, ou seja , os tratamentos são demorados e envolvem uma série de métodos que vão desde  a

“limpeza” do organismo ao tratamento psicológico, para que o paciente todavia possa se ressocializar e retornar a ter uma vida longe das drogas.

Desta maneira, todavia, o acompanhamento psicológico é portanto, indispensável para este ramo de tratamento, tanto para

o usuário de drogas, quanto para os seus familiares, ou pessoas próximas,  que irão acompanhá-lo no decorrer da internação e, principalmente, com a sua alta e retorno ao lar.
 

Pesquisas científicas, que portanto, estão deixando cada vez mais evidente de que os maiores desafios da dependência química estão relacionados com questões psicológicas.

Dialogar, portanto, de fato o quanto antes, com o dependente é fundamental para que ele reconheça que necessita de ajuda para recuperar o domínio sobre sua rotina normal.

Sendo assim, sobretudo você deve buscar a ajuda de um psicólogo para que este o guie e mostre a melhor maneira de fazer essa intervenção, antes de buscar uma clínica de recuperação e reabilitação  para dependentes químicos e alcoólatras.
 

As melhores clinicas de reabilitação em São Paulo é com a Bella Clinic

Como levá-lo no psicólogo(a)? Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

Como destacamos antes, é fundamental que o dependente químico faça um acompanhamento

com um profissional para que de fato o tratamento seja efetivo e duradouro. Porém, já destacamos, também, que o paciente tende a se recusar a realizar essa etapa do tratamento contra o vício.

Ciente desta possibilidade, é sobretudo importante de fato que haja um preparo prévio para lhe convencer de fazer o tratamento.

Mostraremos agora algumas dicas que podem ser muito úteis para o momento do convencimento:

  1. Explique como um psicólogo pode ser importante para ele;
  2. Apresente casos de pessoas que passaram pelo psicólogo e hoje estão recuperados, para que ele seja motivado;
  3. Esteja aberto a escutar o que o dependente tem para dizer;
  4. )Fique sempre ao seu lado e o apoie de forma incondicional em todas as etapas do tratamento;
  5.  Tenha muita paciência ,e não tente convence-lo com rispidez.
  6.  Procure ajuda em uma clínica especializada em  recuperação de pacientes alcoólatras e dependentes químicos

Agora que você já tem ciência que precisa de ajuda para poder vencer o vício,

busque orientação profissional e não deixe de buscar informações sobre estes profissionais, veja se eles têm experiência nesses casos.

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo – As melhores clinicas de reabilitação em São Paulo

As melhores clinicas de reabilitação em São Paulo
As melhores clinicas de recuperação em SP

Uma clínica de recuperação é sobretudo a melhor maneira, no entanto, pois nessas organizações você conta com uma equipe multidisciplinar que irá lhe proporcionar o melhor

tipo de acolhimento e tratamento para o adicto.

Consulte nossa equipe de colaboradores.

Podemos lhe ajudar a achar, todavias, o que há  de melhor em unidades credenciadas, bem próximo de você.
 
 
Clínica para  Tratamento da dependência química e alcoólica / Codependência familiar / Masculina / Feminina/ Mista / Para Jovens / Geriátrica
 


 
Tratamentos – Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

 
 

  • Unidade de reabilitação de usuários de drogas ilícitas e álcool
  • Unidade de reabilitação de drogas e álcool – Clínica para recuperação para dependentes de bebidas alcoólicas
     
     
  • Internação involuntária, como fazer
  • Internação involuntária para dependentes químicos
  • Tratamento alternativo com ibogaína e canabidiol
     
     
  • Terapia individuais e em grupos
  • Terapia familiar
     
     
     Trabalhamos com os Convênios Médicos:
     
  • Bradesco
  • Sulamérica
  • Amil
  • Unimed Central Nacional
  • Unimed Rio de Janeiro
  • Porto Seguro
     

Como identificar um dependente químico dentro de casa através de seus comportamentos e atitudes.

Hoje, abordaremos  um tema muito importante, as mudanças de comportamento geradas pelo consumo abusivo de drogas. Encontre aqui mais informações sobre este assunto e, também,  

o caminho para a mais eficaz

clínica de recuperação para dependência química, encontre aquela que melhor atenda suas necessidades. Unidades que aceitam convênio médico/plano de saúde no tratamento de alcoolismo e dependência química em SP e em todo o Brasil.

Sobretudo, faça contato com nossos representantes. Acompanhe até o final!

 
Identificando o dependente químico

Identificando o dependente Clinica de recuperação para alcoolismo
Tratamento para alcoolismo identificando o dependente químico
  • Os sinais da dependência
     
     
    As pessoas da família, por estarem mais perto do adicto, e conhecerem hábitos e comportamentos de seus entes, devem ligar o “alerta” para detectar os sinais que indicam quando o individuo está desenvolvendo um quadro de dependência química.

Só quem é próximo à essa pessoa,  percebe que ela está agindo diferente. Adiantamos que , o dependente químico fará de tudo para fugir,

e dificultar , o reconhecimento da situação, principalmente através da negação de que ele está doente.

Podemos afirmar que o individuo desenvolveu um quadro de dependência química, quando ela perde o controle sobre o consumo e não consegue romper por vontade própria a rotina de uso.

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo
 

  • Ausência de dialogo e comportamento agressivo dentro de casa

Quando um diálogo se torna cada vez mais raro entre os membros da família , quando as reações são agressivas demais  e tornam-se   frequentes e carregadas  de ódio e raiva, seguidas de falta de interesse pela boa convivência social e familiar.

Devemos entender se esse  estado alterado ocorre pois existe algo por fora em que ele não quer contar ou se é apenas algo passageiro.

Atenção para às amizades – Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

clinica de recuperação alcoolismo atenção amizades
Tratamento do alcoolismo – Atenção às amizades


 
 
Quando discutimos mudanças de comportamento de quem está usando drogas em um nível muito alarmante, devemos ficar atentos ao seu circulo de amigos ,

nos passatempos e lugares freqüentados, na ausência em atividades que outrora gostava de realizar, como por exemplo,

práticar algum esporte , são alguns dos indícios de que tem alguma coisa que está sendo colocada para debaixo do tapete pelo usuário, ou seja, ele está escondendo algo.

Esta, então, é a hora em que os indivíduos mais próximos não devem fazer

vistas grossas, e sim, procurar entender melhor o que está acontecendo. Em caso de confirmação do uso de drogas pelo parente, busque ajuda especializada sem pensar duas vezes. A medida que o consumo de substâncias ilícitas se prolonga, o

quadro complicado fica cada vez maior para os familiares. Sendo assim, não dá para fingir que é somente algo que vai passar logo, um período, e que o individuo irá sair dessa sem nenhum obstáculo.

Isso não ocorrerá infelizmente.
 

Problemas profissionais

O consumo crônico de drogas , geralmente, faz com que  o dependente químico deixe de fazer suas obrigações de maneira eficaz, passando a

comportar-se  agressivamente  e a irritar-se

com facilidade com as pessoas mais próximas, e no local de trabalho, além da queda drástica em seu rendimento como resultado de noites mal dormidas.

O Ministério do Trabalho realizou pesquisas que comprovam o  aumento de acidentes de trabalho, atrasos contínuos ou faltas sem nenhuma justificativa.
 

Gastos descontrolados e falta de compromisso
 
 
O dependente químico fará de tudo, ou gastará muito, para manter seu vício. O quadro agrava-se quando o adicto é assalariado e,

como toda pessoa do mundo, tem as despesas a pagar,

como  aluguel , alimentação , energia , água e telefone.

Chegará uma hora em que ele acabará por não conseguir realizar o pagamento desses boletos… aí vem a falta de compromisso e consequentemente o acumulo de dívidas. É recorrente que ele passe a emprestar dinheiro, fazendo a “bola

de neve” aumentar.

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

Pior ainda são os casos de alguns adolescentes ou pessoas mais novas em que, na condição de dependentes dos pais, passam a roubar objetos de dentro de casa  ou a cometer pequenos roubos na rua.
 

  • Desinibição sexual


 São muitos os relatos de pessoas que entraram em tratamento para reabilitação de vício em drogas, alegando que  começaram a usar uma determinada

droga para melhorar um desempenho sexual, seja por incentivo do conjugue, ou mesmo por bloqueios próprios. (Podemos levar em consideração que esse é um dos motivos psicológicos

Mulheres e dependência química: um destaque para ações em Saúde Pública que considerem o gênero

Por um longo período, a pesquisa e a prática clínica sobre a dependência química e comportamental ficaram focadas quase exclusivamente no sexo masculino.

Entretanto, a consciência biológica das diferenças de sexo e gênero sobre os transtornos por uso de substâncias (TUS) tem aumentado consideravelmente

entre os profissionais de saúde nos últimos anos. Existem alguns motivos que justificam este interesse aumentado.
 

O primeiro deles é relacionado ao padrão epidemiológico que vem mostrando um aumento do consumo de álcool e outras drogas entre as mulheres em diversos lugares ao redor do planeta.

No Brasil, por exemplo, 17% das mulheres na fase adulta afirmaram ter ingerido álcool uma vez ou mais por semana, no ano de 2019.

O valor é 4,1 pontos percentuais maior do que era no ano de 2013 (12,9%) de acordo com os dados do programa nacional de saúde (PNS), de 2019 (Pesquisa Nacional de Saúde, 2019).

Os Levantamentos Nacionais de Álcool e outras Drogas (LENAD 2 e 2 dos anos de 2006 e 2012) já mostravam um aumento mais significativo de uso de álcool entre as mulheres,

que passou de 29% em 2006 para 39% em 2012.

Nestes mesmos estudos, procurou-se demonstrar o beber em “binge” que é considerado um indicador de consumo nocivo, onde a pessoa ingere

grandes quantidades de álcool (4 porções padrões de álcool para mulheres e 5 porções padrões para homens) em um período curto de tempo, apenas 2 horas.

Fica evidente que entre 2006 e 2012 houve um acréscimo significativo desta maneira de consumo com um aumento maior observado em mulheres, de 36% para 49% (LENAD, 2014).
 

Além deste fator, milhões de jovens e mulheres foram atraídas pelo cigarro por uma indústria tabaqueira que tem procurado e focado claramente em mulheres de todas as

faixas etárias e circunstâncias de vida.

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo – Mulheres e dependência química

Internação para dependentes químicos
Tratamento de dependentes químicos

As estratégias de marketing do cigarro vinculam de forma eficaz o uso do cigarro aos valores femininos mais comuns.

Biologicamente falando, as mulheres são mais vulneráveis aos inúmeros problemas de saúde decorrentes do uso do cigarro. Assim como o álcool,

fumar é um risco enorme para as mulheres em idade reprodutiva, especialmente quando estão grávidas (Reichert et al., 2004).

Na maioria das nações, no entanto, o consumo de benzodiazepínicos (BZP) e z- compostos aumenta com a idade e é mais comum em mulheres do que em homens,

o que tem criado muita preocupação devido aos riscos advindos do uso de benzodiazepínicos a longo prazo.

No Brasil, a prevalência do

consumo de BZP no decorrer da vida e em 12 meses ficou na faixa de 9,8 e 6,1%, respectivamente. A prevalência do consumo de BZP no Brasil está sendo considerada elevada

em comparação com outras nações (Madruga et al., 2019).
 

A segunda justificativa se deve ao fato de que o gênero parece ser ainda colocado de forma polêmica no dia a dia dos serviços; mesmo que

os discursos sobretudo mostrem padrões diferenciados de consumo de substâncias como o crack, por exemplo, entre homens e mulheres, assim como as oportunidades e

acessos à serviços psicossociais e na forma de obtenção das drogas. Mesmo nas

unidades da rede de atenção à saúde, as viciadas em crack são estigmatizadas por serem mulheres que usam crack e são moradoras de rua. Isto de certa maneira ainda mostra que a ideologia da mulher-mãe prevalece na sociedade e

consequentemente na rede de atendimento e o preconceito ainda é muito grande (Santos et al., 2020).

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

Diante desta realidade, no entanto, surge a necessidade de criar e ampliar espaços de cuidados e interação social com mais acolhimento e menos julgamentos.
 

Além dos serviços de saúde oferecidos da chamada rede de atenção psicossocial (RAPS) em álcool e outras drogas, as organizações sociais e grupos de ajuda coletiva

com uma visão para questões e pautas feministas têm aparecido neste contexto.

Em 2020, por exemplo foi criado um perfil no Instagram para debater sobre Alcoolismo Feminino.

As criadoras entenderam como missão a atração de mulheres que sofrem com uso nocivo do álcool e o incentivo na perda do medo de buscar apoio.

Experiências todavia e sentimentos em comum são claros e, à medida em que se identificavam umas com as outras, começaram a se sentir parte de um coletivo e o grupo indenitário

ganha um aspecto muito forte e encorpado.

Na verdade, consolida-se uma organização de ajuda mútua virtual, uma roda de conversas, onde confiança e apoio prevalecem com

60 voluntárias, em sua maioria por mulheres viciadas entretanto em álcool em recuperação de longo prazo ou recém-iniciadas (e engajadas) nos debates.
 

Devemos sobretudo considerar também, sem dúvida, a relação mãe-filho que é extremamente fundamental a se pensar nesta lógica de cuidados, porém não o único.

A exposição ao álcool em idades muito prematuras causa anomalias craniofaciais, atraso de crescimento, deficiências neurológicas, deficiência cognitiva e defeitos corporais.

Em bebês sobretudo que ainda não nasceram, essa condição é conhecida como síndrome do espectro alcoólico fetal, reconhecida pela sigla SAF, a qual segue sendo sub diagnosticada.

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

A SAF tem um grande impacto portanto na saúde da população, uma vez que as anormalidades alteram as trajetórias de desenvolvimento das crianças

e estão correlacionadas a déficits na cognição, raciocínio, memória, visão, audição, coordenação motora, comportamento e adaptação no meio social.

A prevalência mundial de SAF é de 0,77%, com uma prevalência maior ainda de 2 a 5% na Europa e na América do Norte.

O diagnóstico todavia desta patologia continua sendo um desafio, pois há uma baixa confiabilidade das histórias maternas de uso de álcool autorrelatadas pelas mães,

há também ausência de biomarcadores sensíveis e baixa frequência de características faciais dismórficas apresentadas entre pessoas com SAF (Wozniak, Riley , Charness, 2019).
 

Somando-se a tudo isso, também podemos destacar que temática da dependência química no sexo feminino tem uma interface importante com outras áreas do

conhecimento, todavia como a pediatria, a ginecologia, a psicologia e a assistência social, dado as particularidades e as complexidades que envolvem os métodos de cuidados para com este público.

Muitos profissionais destes ramos atendem

mulheres com problemas de abuso de álcool e outras drogas, mas sentem enorme dificuldade para intervir nas diversas questões envolvidas neste cenário.

As dificuldades vão aumentando devido ao baixo treinamento dos profissionais durante o curso superior. Tudo isso que dissemos acima parece justificar

a importância de se entender o estigma social e as particularidades e diferenças do tratamento entre homens e mulheres dependentes químicos(as). Trata-se de uma oportunidade

de chamar atenção para ações bem planejadas no ramo de saúde pública que não excluam, sobretudo, as questões relativas ao sexo feminino.

Clínicas para recuperação e reabilitação de usuários de drogas e álcool – Clínicas especializadas em  tratamento para dependência química – Tratamentos para usuários de drogas e alcoólatra


 
alcoólatras  através de Convênio Médico/Plano de Saúde. Encontre aqui.
 
 
O artigo que trazemos hoje , vem para tratar de um assunto polêmico e muito delicado

Porém , altamente  necessário quando o assunto é resgatar uma vida que está afundando em álcool e/ou
 
drogas. Acreditamos que você não esteja aqui por acaso , e esperamos que esse texto informativo possa dar a orientação para uma tomada de decisão quanto a buscar ajuda especializada em
 
tratamento contra a dependência em álcool e drogas. Boa leitura!


 O que é internação involuntária para dependentes químicos e de  álcool?

Embora o nome não deixe dúvidas , não nos custa repetir: Internação Involuntária para tratar dependências  química/álcool é aquela que ocorre mediante solicitação de um familiar e sem o
 
consentimento do dependente , e com aval da justiça.
Nova lei anti drogas permite a internação involuntária
 
 
Em vigor desde junho de 2019 , a lei 13.840/19 , criada para alterar a lei 11.343/06 anti drogas traz ,  dentre as principais alterações ,  a possibilidade de internar involuntariamente  usuários de drogas e
 
 álcool.
Para realizar a internação involuntária , um familiar ou representante legal do dependente deverá solicitar à um médico
 
credenciado de fato que faça o  encaminhamento. A mesma pessoa que fez a solicitação para internar , poderá , também , requerer o término do tratamento a qualquer tempo.
 
Resumindo:

a internação involuntária pode ser feita após decisão do médico;

essa modalidade de internação é recomendada somente quando outras alternativas terapêuticas não deram certo ou não foram
 
possíveis,

o prazo máximo sobretudo para a internação involuntária é de 90 dias (podendo sofrer alterações conforme o quadro ) e
 
 

poderá ser interrompida a qualquer altura por solicitação de um  familiar ou representante legal.
 
 
Conversando todavia  sobre internação com o dependente químico:  Tentando evitar a internação involuntária  
 
 
O uso abusivo de drogas e álcool, no entanto, provoca  mudanças significativas ( sempre para pior ) tanto na personalidade do usuário , quanto em seu organismo provocando complicações mil. No que concerne às alterações de
 
comportamento ,  

os  familiares  acabam ficando receosos em tocar no  assunto mediante à incerteza de  como  será a reação da pessoa.

Se você tem alguém próximo que esteja vivendo essa situação , o uso abusivo
 
 de substâncias químicas ou álcool , provavelmente já parou para se perguntar: –

Como eu devo proceder? A  internação involuntária poderia ser a solução?

Mas ela é humanizada? Corro o risco de perder o afeto dessa pessoa se eu
 
solicitar sua internação involuntária?Pois  saiba você ,  que é muito comum ter esses questionamentos , bem como o receio de abordar um dependente , mesmo que ele seja um familiar. Veja agora , umas dicas e informações de
 
como proceder e abordagem.

O primeiro passo : é sobretudo entender que a melhor maneira de ajudar uma pessoa que sofre com o vício em álcool / drogas é  superando o próprio  receio em  falar
 
sobre o problema  de forma franca , sem pressões , julgamentos ou chantagem emocional.

Escolha a melhor hora possível .

Por exemplo, um dia após o uso ela estará num estado depressivo , portanto mais carente de afeto e calor
 
humano. Entre  com jeito   no assunto , e demonstre apoio .

Deixe claro sua disposição em estar junto com ela nessa batalha.

Fazer com que a pessoa vislumbre a possibilidade de uma vida nova é o começo do processo de
 
mudança interna.

Com compreensão e empatia , em grandes doses (sic) , é bem  

provável que você consiga convencê-la de sua  necessidade de ajuda especializada e , ele

acabe aceitando , de forma voluntária , começar o caminho para a recuperação.

Quando a internação involuntária é inevitável?

 
Definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS)  como uma doença crônica e progressiva , e que afeta não só a pessoa que faz uso abusivo de substâncias psicoativas , como , também , toda  sua família e o meio em que a
 
 mesma convive , portanto, trata-la de forma especializada  é a única alternativa de resgate de todos os envolvidos.
A dependência química  vem crescendo  assustadoramente a nível mundial e ,
 
como ela também é uma doença multifatorial  , torna-se imprescindível que vários aspectos sejam observados no campos biopsicossocial , daí a necessidade de uma equipe multidisciplinar que atue nesses diversos setores.
 
 O diagnóstico médico , para requerer a internação involuntária , deve  basear-se em farto material cientifico ,  e com conhecimento profundo do tema , traçado sobre o perfil do paciente, é fundamental para o processo de cura. 

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

São observados , sobretudo, também ,  os aspectos biológicos  para avaliar os prejuízos que o organismo sofreu com o uso abusivo de drogas ou álcool que infelizmente , em muitos casos , não são poucos.
 
Confira abaixo , sobretudo algumas situações que exigem intervenção urgente do dependente químico/alcoólatra:
  • Riscos de suicídio /  homicídio;
  • Dificuldade de manter-se em abstinência durante o tratamento ambulatorial ( feito em casa com consultas mensais);
  • Complicações de saúde , tais como problemas cardíacos /hepáticos;
  • Crises de abstinência (fissura) severas;
  • Estados psicóticos , alucinações , mania de perseguição,
  • Risco de “overdoses” (acidentais ou intencionais ) e
  • Necessidade de ambiente estruturado para mudar  seu estilo de vida.

 
 
Clínica de tratamento de drogados e alcoólicos pelo convênio médico em SP e em todo território nacional – consulte-nos!
 
 
Como é o tratamento feito mediante internação involuntária?
 
 

1ª fase: Desintoxição
 
 
Depois de realizados os exames necessários , é dada a entrada em uma clínica especializada na recuperação e reabilitação  de dependentes químicos e alcoólicos  e inicia-se a primeira fase do tratamento que é a desintoxicação
 
 do organismo.

São ministrados todavia medicamentos para a diminuição dos efeitos da abstinência pelo tempo necessário e conforme o grau de dependência , bem como o tipo de substância causadora do vício.

Convém ressaltar  que  esse é o n ponto mais delicado do tratamento , pois se o paciente  não se envolver com afinco para alcançar a  recuperação ,

assim que ele deixar a clínica , voltará para o vício. Após esse período , o centro de reabilitação irá trabalhar no
 
paciente a vontade espontânea de permanecer no local.

Terapias , Individual e em grupo

A terapia cognitiva comportamental é importantíssima para o sucesso do tratamento do dependente químico ou de álcool . Quando raplicada de forma individual , ela visa identificar os fatores (gatilhos emocionais) responsáveis
 
 pelo desencadear do problema , e conduzir o paciente , de forma consciente . a lidar de forma racional com esses “problemas” .  Tomar  consciência de como essas emoções o  afetam é primordial para sua recuperação.
 
O número de sessões necessárias , no entanto, será definido pela equipe médica , que  levará  em conta a gravidade do caso , podendo (e devendo , em diversos casos) ser estendidas até o pós internação.
 
Falando , agora ,  sobre  a terapia de grupo , seu objetivo principal é fazer com que os pacientes aprendam mais sobre si mesmos conhecendo as experiências com outras pessoas que estão passando pelo mesmo tipo de
 
situação. Sabendo que não estão sozinhas , que existem mais pessoas combatendo os mesmos “monstros” , aumenta a força de seguir em frente.
A psicoterapia proporciona ao paciente várias formas de lidar com as
 
adversidades e contrariedades do cotidiano , bem como  com situações de sofrimento  de qual ordem for , traumas , conflitos e demais problemas emocionais.

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

Como dissemos  acima , todavia em uma terapia de grupo o paciente não se sente  julgado ,   por  estar entre pessoas  que dividem dramas. Portanto , ele se sente em um ambiente acolhedor , no qual  não sentirá  vergonha em expor
 
 seus sentimentos (e principalmente) e assumir sua atual condição.

Essas reuniões de grupo , ajudam sobretudo a  identificar suas fraquezas e a se conectar com outros membros do grupo ,  sentindo-se ouvido e compreendido em um
 
ambiente em que todos  de fato interagem e acabam criando vínculos e troca de conhecimentos.

Esse tipo de troca, no entanto, é muito valiosa ; conhecer um pouco sobre as experiências
 
uns dos outros , faz com que se possa refletir mais sobre a própria vivência.

Empatia e solidariedade sobretudo são capazes de promover mudanças  significativas na forma de agir , pensar e encarar o mundo.

Acompanhamento no pós internação

clinica de reabilitação
Clínica de recuperação em São Paulo

Uma pessoa  no entanto, recém saída de um tratamento de dependência química ou alcoólica ,  sempre estará em risco de uma recaída , e para que possa permanecer longe dessa (real) possibilidade , é necessário que continue o
 
 acompanhamento médico e terapêutico após a internação.

Sobre essa necessidade ,  todavia, confira a opinião da Dra Ana Cristina Fraia , psicóloga:
 
“ É importante que o dependente químico saiba que deverá estar sempre vigilante , e que a expressão ‘ só por hoje’ deverá ser levada muito a sério” .

Por conta disso , portanto, ao terminar o período de internação a equipe médica traçará o programa de manutenção , que poderá incluir terapia de forma individual ,

porém , sem nenhuma exceção , a terapia de grupo será indicada.

Os grupos mais expoentes são AA / NA .

Para os familiares também serão recomendadas essas reuniões de grupo. Amor Exigente é uma ótima alternativa.

Apoio familiar , o porto seguro.

Inúmeros são os fatores emocionais e sociais que contribuem portanto para o desenvolvimento das dependências química/alcoólica , como também são inúmeros os casos  em que organização familiar tem posição de relevância e
 
 agravante no prognóstico do quadro da doença.

Sendo assim  , portanto, o envolvimento familiar deverá ser investigado como parte indispensável para que os resultados do tratamento possam ser os mais favoráveis possíveis.
 
Portanto , abordagem mais certeira é a que  envolve a psicoterapia familiar como referencial e ponto de apoio.
Nessas sessões , a família e o dependente , mediados por psicólogos  buscam
 
tratar as diferenças de opiniões e outros problemas entre os membros

Essas  sessões devem ocorrer durante e depois do período da internação

em uma clínica especializada , como forma orientar e de preparar os familiares sobre a
 
seriedade dessa doença crônica , lembremos , sobretudo  e as formas de lidar  com a volta do paciente para casa e por fim  , o mais importante , prevenir uma possível recaída .
 
Se você ainda estiver em dúvida sobre intervir , de forma incisiva , na dependência química ou alcoólica de alguém que você ama , lembre-se que essa pode ser a chance de ouro de prevenir mal maior.

O problema com álcool
 
e drogas é muito sério que , inevitavelmente  ,  deixará sequelas , tanto  físicas quanto emocionais.

Quando não , promover a morte. Não tenha receio , atue , busque ajuda .

Salve essa vida. (pode ter certeza que essa pessoa , e todos
 
aqueles que também a amam ,  lhe serão eternamente gratos.

E você , com aquela sensação de paz e amor ao próximo que não tem preço).


Entre em contato com nossos atendentes. Podemos , e queremos , ajudar.

Clínica para  Tratamento da dependência química e alcoólica / Codependência familiar / Masculina / Feminina/ Mista / Adolescente

Clínicas e métodos de tratamento para dependentes químicos/alcoólicos – Clínicas especializadas encontre aqui.
 
 
Clinicas para tratamento de alcoolismo e dependência química que aceitam planos de saúde/convênios médicos.
 
 
Nosso artigo de hoje , sobretudo, busca levantar os diversos tópicos , bem como  as dificuldades enfrentadas pelos pacientes de dependência química/alcoólica e as de seus familiares para encarar de frente o
 
problema com abuso de álcool e drogas diversas todavia  e os tratamentos disponíveis para cada caso. Esperamos que , ao final dessa leitura , você opte por tratamento que atenda suas necessidades ou para
 
alguém que você ame e que se encontre à deriva no oceano escuro das drogas.

Entendendo os 5 estágios  do tratamento para dependência química – Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

Por conta de nossa larga experiência com pacientes de dependência química , e o contato que , de fato normalmente , são feitos por seus familiares , sabemos que tomar a decisão de procurar por uma
 
 internação pode ser muito difícil. Mas , deixemos claro antes de mais nada , que o tratamento de dependência química deve ser encarado como uma oportunidade de ouro para resgatar  uma vida
 
 que esteja em destruição.

Precisamos , e sobretudo devemos , encarar os fatos sob uma óptica livre de quaisquer preconceitos , e oferecer total  apoio que dependente químico e/ou alcoólatra tanto necessita
 
 para recuperar o auto controle e recomeçar a vida.

Sabemos ,  também , que o caminho não é nem um pouco  fácil. No decorrer do tratamento ,  tanto o paciente quanto seus familiares

passam por uma série de enfrentamentos e descobertas , todavia nem sempre agradáveis. Mas , mesmo não sendo fácil , esse processo pode ser vivenciado com menores sobressaltos quando se conta
 
com suporte profissional especializado ,  qualificado e com  acolhimento humanizado.
Abaixo ,  falaremos um pouco mais sobre os estágios que compõem
 
o tratamento especializado , e de como essa abordagem é de fato realizada nas clínicas credenciadas. Esperamos que você encontre a solução que está procurando.

Afinal de contas ,   o que é a “dependência” alcoólica e/ou química? Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define sobre o que é a “dependência alcoólica e química”  de forma altamente  precisa para que possamos entender melhor o quadro dessa “doença”:
 
 
“A dependência química é sobretudo uma doença crônica e progressiva que consiste nas consequências físicas e mentais trazidas pelo uso abusivo de substâncias (lícitas ou ilícitas)  nocivas ao organismo. È
 
 
um transtorno mental , caracterizado por mudanças de comportamento , mas  passivo de tratamento.”
 
Mediante isso , devemos enxergar o dependente químico como alguém que é portador de uma doença crônica , e não fazer pré julgamentos  como  aqueles  de “caráter fraco ou duvidoso” . Sendo
 
assim , como qualquer outra doença crônica  ,  a dependência exige abordagem terapêutica especializada , cabendo , principalmente , aos familiares e amigos esquecer estigmas e dogmas sociais e
 
buscar ajuda qualificada o quanto antes.

Tipos de substâncias que causam a dependência química

A dependência química é resultante do consumo recorrente e abusivo de diferentes substâncias psicoativas , sejam lícitas (álcool e medicamentos controlados)  ou ilícitas. A seguir , falaremos  sobre
 
três dessas substâncias e seus efeitos nocivos ao organismo.
 
 
1 – Álcool:
 
Por contar com uma grande aceitação social , o álcool , muitas vezes nem é encarado como droga e seu uso constante , descontrolado e progressivo compromete sobremaneira o
 
funcionamento do organismo levando à consequências sérias e , por vezes , irreversíveis. Quando não , a morte do usuário.

Segundo relatórios realizados pelo Ministério da Saúde , cerca de 18% da população adulta brasileira  faz uso abusivo de bebidas alcoólicas.


São inúmeros os  motivos que levam uma pessoa à dependência alcoólica , tais como: a pressão social , a necessidade de aceitação
 
 em determinados grupos , problemas com familiares e/ou afetivos ou , ainda ,  a busca por prazer que não encontra em outras atividades.
 
 
2- Cocaína:
 
 
A cocaína  sobretudo é uma substância que produz efeitos estimulantes no sistema nervoso central.  Seu uso está vinculado , diretamente ,  à busca pela sensação de euforia , excitação , desinibição ,
 
 onipotência , vigor e outros (ilusórios). Porém , todas essas sensações são passageiras , levando o individuo à consumir novamente ,  em  quantidades maiores  e em espaços de tempo
 
mais curtos.

3- Crack:

Com altíssimo poder de desenvolver a dependência , o crack propicia sensações muito parecidas com as da cocaína , uma vez  que é um derivado seu: o sulfato de cocaína.
 
 
Muito mais barato e acessível , e cerca de cinco vezes mais potente  que a cocaína  , o crack vem sendo cada vez mais utilizado.

E ,  de fato engana-se quem pensa que  somente as pessoas de baixo poder
 
aquisitivo estão afundadas nesse vício. Hoje ,  o crack está girando – e fazendo vítimas – em todas as classes sociais. Os números são assustadores , cerca de seiscentos mil pessoas são dependentes
 
 dessa droga , só no  Brasil.. 

É comum, sobretudo, que o uso de crack esteja associado ao consumo de diversas outras drogas , seja o individuo motivado pela curiosidade ,
 
 influência do meio em que vive , vulnerabilidade social ou , ainda ,   por questões psicológicas.
 

O tratamento de dependência química, todavia, pode ajudar o paciente e sua  família?

A dependência química é extensiva pois não afeta apenas a vida do usuário ;   a sua família e pessoas de seu convívio são atingidas também. 

Por isso , no entanto, procurar por  tratamento em uma clínica especializada  que aborde , minuciosamente ,  as  particularidades genéticas ,

bioquímicas , de  personalidade , as condições físicas , relação familiar , o nível de comprometimento social causado pela doença  , e que  ofereça ao paciente a retomada

de  um estado de consciência onde ele seja capaz de entender o problema pelo qual está passando e , principalmente , descubra a origem do mesmo. 

Buscar sobretudo por esse tipo de tratamento , é permitir que essa pessoa deixe de beber ou usar outras drogas , bem como  que ela reformule totalmente seu modo de vida.

Através de uma abordagem completa (biopsicossocial ) , onde serão
 
considerados todavia os contextos biológico , psicológico e social do paciente , e de um  tratamento individualizado e humano que tem por base métodos e protocolos científicos , as chances de
 
recuperação são gigantescas.

E essa é uma possibilidade sopbretudo de ouro para  reconstruir laços com a família e vida social que não deve ser negada a ninguém.
 

Quais são os tipos de tratamentos para dependentes químicos utilizados pelas clínicas especializadas?

 Internação voluntária – Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

A pessoa que está em um quadro de dependência leve e que portanto tem a consciência de que isso pode se agravar , solicita , por conta própria , sua  internação , ou  mesmo a consente. No caso da internação

voluntária  , o paciente sobretudo assinará uma declaração dizendo que optou por esse regime de tratamento.

O término dessa modalidade de  internação pode ser solicitada , também por  escrito ,  pelo paciente

 ou por determinação do médico responsável.

Porém , todavia, a internação voluntária poderá se transformar em involuntária e o paciente não poderá sair da instituição sem que a equipe médica considere que

 ele esteja apto.

 Internação involuntária – Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

É a modalidade de tratamento  que todavia acontece sem o consentimento do paciente e a pedido dos familiares.  Mas é possível que o pedido venha  a ser feito por outras fontes ou seja , um médico ou outro
 
 agente de saúde.

Nesse último caso , sobretudo, o  pedido tem que ser feito por escrito e avaliado por um médico psiquiatra que emitirá um laudo justificando a necessidade de tal intervenção.
 
A lei determina que os responsáveis técnicos do estabelecimento de saúde (clínicas especializadas/hospitais) comuniquem , no prazo máximo de 72 horas , ao Ministério Público do Estado os motivos de
 
solicitarem a internação  para evitar a possibilidade de esse tipo de intervenção possa  ser utilizado para a cárcere privado.

Internação compulsória

Para a internação compulsória ocorrer , não é necessária a autorização familiar. Ela é determinada pelo juiz da vara competente , após pedido formal , assinado por um médico psiquiatra ,

 atestando que o indivíduo não possui domínio sobre a suas condições física e psicológica. Sendo assim , essa é a única  diferença existente entre a internação involuntária e a compulsória.

 
 
Na sequência desse artigo ,  falaremos sobre as terapias que complementam o tratamento clínico , e que precisam ser vistas de maneira indispensável como uma forma de manter a sobriedade. 
 
 

1)Grupos de apoio

A terapia mais utilizada pelas clínicas especializadas é o modelo de 12 passos , mundialmente conhecido por meio de organizações como o Alcoólicos Anônimos (AA) e o Narcóticos Anônimos
 
 (NA). Nesse método , a cada passo percorrido ,  e  vencido , há um novo desafio a ser superado para  a total retomada do  controle de sua própria vida. 
 
A filosofia contida no método dos 12 passos , é um convite ao paciente para mergulhar  profundamente em sua consciência , estimulando ou retomando

o desenvolvimento da espiritualidade , bem como a reprogramação de crenças , valores  e responsabilidades cotidianas. 
 

2)Psicoterapia

A psicoterapia, no entanto, permite ao paciente lidar melhor ,e de forma racional , com as suas expectativas de vida , permitindo que ele possa promover  mudanças de comportamentos e  maneira como
 
 interpreta  suas crenças , reconhecendo as mudanças que necessita realizar. 
Para que isso ocorra de maneira satisfatória , é fundamental que se
 
 estabeleça  uma relação de confiança entre o paciente e o terapeuta , possibilitando , assim ,  que o método dos 12 passos seja bem absorvido e aplicado não apenas durante o período de
 
 internação , mas , e principalmente , no pós-tratamento. 
 

Entendendo como são as 5 fases do tratamento da dependência química.

A dependência química é uma doença de caráter crônico, sobretudo  progressivo , que afeta o indivíduo em todos os aspectos de sua vida.  

Sim , é possível ser tratada e controlada , porém  o
 
tratamento é, sobretudo, bastante complexo e envolve a superação e vivência de 5 fases diferentes , como mostraremos  a seguir: 
 
 

1)Estágio de pré-contemplação

Pela ótica sobretudo do dependente , tudo está sob controle… posso parar quando quiser!!

Nessa primeira fase da internação , o dependente químico ainda reluta fortemente  às mudanças de comportamento , pois não entende (ou não aceita)  que seu vício , e as atitudes resultantes
 
 dele , vêm sendo um problema que atinge outras pessoas além de si mesmo.

Pessoas estas que o paciente  acusa de preocupação excessiva e que, portanto, não existem motivos  para uma mudança de
 
atitude.

Nesta etapa do tratamento , todavia, são trabalhadas a desintoxicação (de forma medicamentosa) , a quebra de barreiras e de resistências  e ,
 
principalmente , os efeitos da  abstinência decorrente sobretudo da retirada do organismo da substância causadora do vício.

Com base nas  informações obtidas na entrevista médica inicial , a
 
equipe clínica traça um plano de trabalho de integração ao grupo , onde serão discutidos os  conceitos da doença , a perda de domínio próprio , a impotência para lidar com o vício , a falta de habilidade
 
 para lidar com conflitos diários , sobretudo com inadequação social , egocentrismo e mecanismos de defesa.
Além desses temas  , também é abordado o uso abusivo de álcool e
 
 drogas , e os prejuízos causados em seus relacionamentos familiares e sociais , bem como os  financeiros , que estão diretamente ligados com esse comportamento. O objetivo é
 
despertar de fato a motivação do paciente de dependência em recomeçar do zero , rumo a uma  “nova” forma de viver.

2)Contemplação

Nessa fase ,  o dependente  sobretudo começa a despertar sua  consciência de que tem , sim ,  

problemas sérios com o consumo de drogas ; entretanto , não se esforça para mudar de comportamento e
 
atitude.

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo


O dependente químico que se encontra nesse estágio do tratamento ,  todavia, usa e abusa de argumentos defensivos para seus atos , negando
 
 os e , muitas vezes , criando maiores obstáculos a serem enfrentados.E , apesar de dar os primeiros sinais de que necessita
promover mudanças , ele ainda possui  dúvidas e inseguranças que
 
 podem levar a desistência  do tratamento. A partir desse ponto , o paciente começa a estabelecer  uma relação com a instituição (clínica) e o programa de tratamento , considerando mudar de
 
 concepção  sobre sua dependência e , assim ,  contribuir para a  própria recuperação.
Ele passa  a entender , e a enxergar , a conexão entre seu
 
 comportamento destrutivo e os problemas causados pelo vício em drogas ou álcool  e , também , começa a reconhecer os inúmeros benefícios de parar de usar a tal substância.
 
Para que isso aconteça, portanto, de fato e de uma forma positiva  , a equipe precisa saber

como trabalhar a ambiguidade do paciente  , favorecendo o aumento de sua auto crítica e a conscientização de seus fracassos e
 
 prejuízos.

Tudo isso , sobretudo para que ele descubra, portanto, os seus “gatilhos destrutivos” e se engaje , com força de  vontade ,  na mudança necessária para
 
 vencer os sentimentos conflituosos.
 

3)Preparação

Nesta fase do tratamento da dependência  , no entanto, os problemas e prejuízos causados por ela são encarados com maior clareza , levando o interno a aceitar , de forma racional,  que uma mudança
 
de atitude e que fazer frente ao vício é fundamental.

O indivíduo, no entanto, começa a descobrir que algumas atitudes podem auxiliá-lo em sua recuperação e , assim , começa a se preparar para dar
 
 início às tais mudanças.

Quando isso acontece , o paciente , sobretudo e efetivamente , busca a ajuda da equipe profissional e se enche de ânimo com a possibilidade de uma nova vida , longe das
 
drogas/álcool.
 

4)Ação – Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

Enfim !! Essa é a fase em que as  mudanças começam a ser  sentidas e vivenciadas , e os comportamentos e gatilhos emocionais  (e problemáticos)  passam a ser sobretudo revistos de forma objetiva.
 
Porém , de fato, essa  também é  uma fase que exigirá muita dedicação , motivação e , principalmente , muita perseverança. Mas ,  que já apresentará resultados bastante visíveis no enfrentamento à
 
dependência química. 

É neste momento, entretanto, que o paciente encontra  ferramentas próprias para colocar em prática a sua recuperação efetiva , passando a
 
 buscar por  ações  positivas que , com toda certeza , vão elevar a sua motivação.
Desenvolvendo o autoconhecimento , reconhecendo e assumindo
 
suas falhas , avaliando honestamente  suas vidas afetiva e sexual , seus relacionamentos sociais e profissionais ,  bem  como a própria relação com dinheiro e bens materiais são pontos de fundamental
 
 relevância para que sejam corrigidos os erros cometidos.

Espera-se, sobretudo, que este seja o momento em que  o paciente já esteja apto a evitar comportamentos de risco.
 

5) MANUTENÇÃO

Embora todo o  tratamento exija empenho e muita força de vontade , sobretudo esse é o estágio que contém os maiores desafios para o paciente de dependência química enfrentar , pois é na  manutenção que ele
 
irá aplicar , e testar , os ensinamentos e ações das fases anteriores que o fizeram chegar ao processo de mudança.  O esforço para permanecer  “limpo” é continuo.  

É nessa hora , portanto , que será
 
aplicada , e levada a sério , o mantra  “só por hoje” , entretanto, para evitar uma recaída e  perder todo o tratamento.
 

Pós-tratamento da dependência química , como é feito e sua importância – Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

Como já explicamos , sobretudo, manter a sobriedade é uma fase que precisa de  zelo e vigilia permanentes. Tendo em mente que a dependência é uma doença crônica e sem cura específica , a fase de manutenção
 
 será para a vida toda.

Com ela , vem o momento de aplicar todos os conceitos vividos durante a internação. 

É muito importante, no entanto, que o paciente desenvolva habilidades , e
 
consciência ,  que o ajudem a evitar as recaídas. Por isso , deve-se  traçar um planejamento rigoroso para o período posterior à internação , com metas a serem vencidas em curto , médio e longo
 
 prazos.

Ressaltamos todavia que a preparação para o pós-tratamento é feita durante a internação , e conforme a evolução do paciente , quando
 
o mesmo  é chamado a conscientizar-se  da sua realidade e a aprender a lidar com suas  emoções e crenças limitadoras. 

É muito importante sobretudo saber que  existe ,  também , a elaboração de
 
planos emergenciais que ajudam o paciente a  lidar com perdas afetivas , desemprego e outras situações em que o uso abusivo de drogas se coloca como uma possibilidade de fuga.
 

Qual é o melhor método de tratamento para dependentes químicos?

Partindo todavia, de nossa experiência na intermediação de pacientes e clínicas , sempre oferecemos o que há de  melhor e mais moderno em termos de  tratamentos para a dependência química.
 
Sendo assim , só podemos acreditar (e oferecer) na internação feita por meio da abordagem psicossocial , a forma mais humanizada de acolher e receber  o paciente , oferecendo cuidados específicos e
 
 individuais  às suas necessidades. Conforme dissemos anteriormente , o tratamento especializado não tem por objetivo apenas eliminar o consumo da droga/álcool , mas , principalmente ,
 
promover de fato qualidade de vida e oferecer novas e reais chances de ressocialização.

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo
 
 

Quais são as vantagens do tratamento de dependência química em uma clínica especializada?

Se analisarmos a fundo, todavia, todas as fases do tratamento de dependência química , podemos perceber o quão complexo e cheio de desafios ele pode ser. 
 
A fase de desintoxicação , no entanto, por exemplo, é uma etapa que exige acompanhamento médico em tempo integral , pois durante esse tempo o paciente necessitará de medicamentos que terão que ser
 
monitorados.

Sendo assim ,  portanto, procurar ajuda especializada em  uma clínica qualificada  , é oferecer a quem ama o cuidado necessário e seguro para que essa pessoa  possa se recuperar efetivamente.
 
Não esquecendo ,sobretudo também ,  todavia, que uma estrutura que disponibilize  acompanhamento multidisciplinar durante as 24 horas do dia , é um diferencial que deve ser considerado. 
 

Dúvidas muito comuns sobre o tratamento de dependência química, todavia.

É muito comum, sobretudo, ( mais do que você imagina ) encontrarmos familiares de dependentes químicos com incontáveis dúvidas e falta de informação sobre como funcionam , e quais as chances de
 
 sucesso do tratamento em uma clínica multidisciplinar. 

Se este for o seu caso , portanto, todavia, veja aqui as respostas a algumas das questões mais recorrentes. 
 
 

Qual é o percentual de recuperação de dependentes químicos?

Fazer um  levantamento exato desse número é uma tarefa difícil , especialmente porque , sendo a  dependência química é uma doença crônica passiva  a recaídas , o número de recuperados
 
 efetivos é de difícil contagem.

Ao invés de olharmos  entretanto para esses números , aconselhamos que o foco seja na oferta sobretudode suporte constante , no  acompanhamento especializado durante e pós
 
 internação , bem como o apoio oferecido aos  familiares.

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo
 

Quanto tempo é necessário para o tratamento de dependência química?

Amparados em estudos científicos , e também na experiência de anos atendendo dependentes químicos , concluímos que  o período de seis meses é o tempo necessário para um tratamento completo e
 
com maiores chances de sucesso.

Mas, vale, portanto, de fato ressaltar que tudo dependerá sobretudo das particularidades de cada caso.
 

Tratamento gratuito para dependentes químicos é recomendado? Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

O tratamento para dependência que são, todavia oferecidos em diversas instituições , sobretudo nivelam-se pela imparcialidade ,  ou seja: contrato particular , por planos de saúde/convênios médicos ou mesmo o
 
  gratuito ,  não  diferencia os serviços prestados. Todos são tratados respeitando suas necessidades especificas.
 

A dependência química tem cura? Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo

A resposta é não! De fato, Infelizmente não existe portanto, cura específica , pelo menos até os dias atuais.

A dependência química é, portanto, uma doença crônica e progressiva , que exige vigilância constante e
 
permanente. Mas , partindo do objetivo desse artigo , é  passiva de tratamento e controle terapêutico no pós internação.

Nossa  missão aqui , sobretudo, é a de oferecer á  cada um dos nossos internos
 
 a possibilidade todavia de se recuperar e de assumir o protagonismo da sua história.

Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo
 

Concluindo ,

Quando o assunto é dependência química  , todavia, não existem atalhos.

Basta dar atenção às fases descritas acima para constatar de fato como cada uma delas tem seu papel importante a cumprir.
 
 
Acreditamos , pia e cientificamente , sobretudo que o suporte profissional especializado é fundamental , e o único meio para tratar o uso abusivo de tais substancias nocivas à saúde sejam banidas por
 
 completo da vida desse paciente.

Esperamos portanto, ter elucidado de fato suas dúvidas e contribuído para uma tomada de decisão quanto a buscar por ajuda especializada , seja
 
 para você ou para alguém que você ama.
 
Portanto, todavia, sobretudo, entre em contato com nossa equipe de atendimento 24 horas. Estamos a postos para ajudá-lo nessa caminhada .
 
Clínica para  Tratamento da dependência química e alcoólica / Codependência familiar / Masculina / Feminina/ Mista / Adolescente

Gostou desse artigo? Leia mais sobre este e outros assuntos aqui em nossa página.

Ficou sobretudo em dúvida sobre algum ponto discutido? Todavia, Está precisando de clínica especializada para tratamento?  Faça uma consulta com nossos atendentes e descubra que tem solução para tratar a dependência .
 
 
Teremos sobretudo enorme satisfação em ajudar você e/ou seu familiar. Juntos encontraremos a solução adequada e  mais próxima de você.
 
 Clínica de recuperação tratamento de alcoolismo
 
Tratamentos
 

  • Centro de reabilitação de usuários de drogas e álcool
  • Centro de reabilitação de drogas e alcool
  • Clínica para recuperação para dependentes alcoólicos
  • Internação involuntária, como proceder
  • Internação involuntária para dependentes químicos
  • Tratamento complementar com ibogaína e canabidiol
  • Terapia individuais e em grupo
  • Terapia familiar